Saiba como surgiu o verso 'ano passado eu morri'

31:10
 
Compartilhar
 

Manage episode 292995227 series 2504067
Por Editoria de Podcasts and Folha de S.Paulo descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

O verso de dez palavras "ano passado eu morri, mas esse ano eu não morro" costuma ser creditado a Belchior e se trata do trecho mais pop da música “Sujeito de Sorte”, lançada no disco “Alucinação”, de 1976.

Mas, sua origem, na verdade, é de Zé Limeira. Nascido provavelmente no fim do século 19 e morto nos anos 1950, ele não deixou nada escrito, não foi fotografado nem teve a sua voz gravada. Tudo o que se sabe sobre ele foi passado no boca a boca ao longo de gerações.

O Expresso Ilustrada dessa semana analisa a origem do verso que nasceu de Zé Limeira foi popularizado pelas mãos de Belchior e usado, mais recentemente, na faixa "AmarElo" de Emicida. O podcast também busca entender como o verso ficou tão famoso a ponto de virar grafite nos muros do país.

Para isso, o episódio conta com a participação do Bruno Molinero, editor do Guia Folha, Astier Basílio, escritor e pesquisador que estuda o Zé Limeira há 20 anos, e Jotabê Medeiros, jornalista e biografo de Belchior.

See omnystudio.com/listener for privacy information.

132 episódios