Newsletter da Semana: Transforme suas Vulnerabilidades em Fortalezas

4:46
 
Compartilhar
 

Manage episode 294969180 series 2809071
Por Sandro Magaldi descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Bom dia!

Espero que esteja bem!

Foi em 2010 que Brené Brown apresentou uma palestra no TED intitulada “O Poder da Vulnerabilidade”. Nela, a professora da Universidade de Houston defende a tese de que assumir nossas vulnerabilidades é sinal de força e não de fraqueza como dita o senso comum.

Essa palestra é uma das mais vistas do TED com mais de 50 milhões de views. Não foi de uma hora para outra que veio a popularidade desse conteúdo, sobretudo no mundo empresarial. Ao longo do tempo, a visão do poder de assumir as vulnerabilidades em um ambiente tão conservador como o corporativo foi amadurecendo e impactando, principalmente, os líderes que sempre foram concebidos como aqueles que sabem tudo e, como tal, a quem não é permitido ter fraquezas.

Estou convencido, não só diante de todos os estudos que tenho realizado, mas e principalmente, devido a minha prática, que assumir nossas imperfeições e vulnerabilidades é condição essencial da alta performance atualmente. Explico os motivos.

A sociedade atual é repleta de desafios inéditos. Mesmo antes do COVID já éramos impactados pelos efeitos da ascensão tecnológica que mudou a forma que vivemos. Como não poderia ser diferente, essa dinâmica impactou em cheio o mundo empresarial que se viu diante de uma revolução em níveis jamais vistos em sua história.

Como conceber que alguém tem todas as respostas em um ambiente que muda com uma velocidade avassaladora? Além da questão racional, a perspectiva de saber tudo é sinônimo de arrogância e distanciamento com a realidade.

Sendo assim, assumir a nossas imperfeições é condição essencial para nos aproximarmos das pessoas. Ao admitir que não temos respostas para questões complexas que nos são apresentadas geramos empatia com o próximo que entende que estamos no mesmo barco.

Ao mesmo tempo, a presunção da ignorância é circunstância básica para o aprendizado. Aquele que sabe tudo não está aberto ao novo. Não tem a convicção de sua incompletude e negligencia todos os benefícios de colocar-se na posição de quem aprende continuamente.

Assim, a visão da professora Brené Brown não se enquadra no rol de orientações utópicas e românticas. Pelo contrário, é uma recomendação pragmática para que seja obtida alta performance na gestão dos negócios por meio de uma liderança que se aproxima de seus liderados entendendo que os desafios são comuns a todos e devem ser resolvidos pelo esforço coletivo.

Em meu áudio de hoje, irei explorar as 4 perspectivas básicas para você assumir esse papel com você e perante a seus colaboradores potencializando essa visão. Vai lá é ouve que vale à pena 😉

Contatos: Instagram | Plataforma gratuita Gestão do Amanhã | Site | Newsletter

Edição: Senhor A

342 episódios