Artwork

Conteúdo fornecido por Agência Pública. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Agência Pública ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
Player FM - Aplicativo de podcast
Fique off-line com o app Player FM !

88 | Supremacia branca e privilégio - com Lia Vainer

40:50
 
Compartilhar
 

Manage episode 376418560 series 2879611
Conteúdo fornecido por Agência Pública. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Agência Pública ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
No 7 de setembro o Brasil celebra sua Independência, cuja história é cercada de mitos e invenções simbólicas. Também cheia de mitos é a criação de uma suposta identidade nacional, que em muitas leituras se estrutura a partir da lenda da democracia racial. Nela, se vende a ideia que a convivência entre diferentes raças é pacífica no Brasil, que o racismo é algo raro e que pouco gera pouca influência na estrutura de nossa sociedade. Amparado por esse discurso está também o mito da meritocracia, que desconsidera que as pessoas não partem de condições iguais para produzir, trabalhar e progredir.
Esses conceitos tentam apagar ou minimizar o quanto os fatores raciais determinam profundamente a formação da pirâmide social brasileira e estão ligados a boa parte das questões ainda não foram solucionadas no país. Qualquer olhar mais dedicado sobre o Brasil mostra que tanto a suposta democracia racial quanto a meritocracia não param em pé. A sub representação em espaços de poder, como o STF, que em 130 anos de história só teve 3 pessoas negras como membros da corte, espelha apenas uma das facetas dessa realidade nas instâncias de poder. Já a violência que assassina pessoas negras e indígenas no país e faz com que suas mortes não comovam tanto, ilustra outra dimensão do mesmo fenômeno no debate público.
Mas o racismo, que produz a ideia de branquitude como sinal de virtude e superioridade, se reproduz também nas nuances da vida privada. O Pauta Pública 88 traz uma reflexão mais profunda sobre o privilégio das pessoas brancas, que influencia tanto as dinâmicas sociais nas esferas públicas, como os relacionamentos privados. A convidada para a conversa é a professora e doutora em psicologia social Lia Vainer. Formada pela USP e hoje professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Lia estuda racismo, branquitude, relações interraciais e é autora de Entre o Encardido, o Branco e o Branquíssimo: Branquitude, Hierarquia e Poder na Cidade de São Paulo, publicado pela Veneta em 2020 e "Famílias Interraciais: tensões entre cor e amor" publicado em julho de 2023, pela editora Fósforo.
Este episódio contou com o apoio de pauta da jornalista Laura Scofield.
Não esqueça de seguir e curtir o Pauta Pública nas plataformas de áudio.
Disponível em Amazon Music, Apple Podcasts, Castbox, Deezer, Google Podcasts, Spotify ou no seu tocador favorito.
====
PARCERIA RÁDIO GUARDA CHUVA Conheça o podcast Economia do Futuro
===
Quem faz o Pauta:
● Apresentação: Andrea Dip e Clarissa Levy||
● Produção: Ricardo Terto ||
● Pauta e Entrevista: Andrea Dip e Clarissa Levy ||
● Roteiro, Edição e Mixagem Final: Ricardo Terto ||
● Identidade visual: Cíntia Funchal ||
● Artes: Tayná Gonçalves
● Coordenação de Redes Sociais: Ravi Spreizner ||
● Chamadas e teasers: Breno Andreata ||
● Trilha original composta por Pedro Vituri
contato: podcasts@apublica.org
  continue reading

128 episódios

Artwork
iconCompartilhar
 
Manage episode 376418560 series 2879611
Conteúdo fornecido por Agência Pública. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Agência Pública ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
No 7 de setembro o Brasil celebra sua Independência, cuja história é cercada de mitos e invenções simbólicas. Também cheia de mitos é a criação de uma suposta identidade nacional, que em muitas leituras se estrutura a partir da lenda da democracia racial. Nela, se vende a ideia que a convivência entre diferentes raças é pacífica no Brasil, que o racismo é algo raro e que pouco gera pouca influência na estrutura de nossa sociedade. Amparado por esse discurso está também o mito da meritocracia, que desconsidera que as pessoas não partem de condições iguais para produzir, trabalhar e progredir.
Esses conceitos tentam apagar ou minimizar o quanto os fatores raciais determinam profundamente a formação da pirâmide social brasileira e estão ligados a boa parte das questões ainda não foram solucionadas no país. Qualquer olhar mais dedicado sobre o Brasil mostra que tanto a suposta democracia racial quanto a meritocracia não param em pé. A sub representação em espaços de poder, como o STF, que em 130 anos de história só teve 3 pessoas negras como membros da corte, espelha apenas uma das facetas dessa realidade nas instâncias de poder. Já a violência que assassina pessoas negras e indígenas no país e faz com que suas mortes não comovam tanto, ilustra outra dimensão do mesmo fenômeno no debate público.
Mas o racismo, que produz a ideia de branquitude como sinal de virtude e superioridade, se reproduz também nas nuances da vida privada. O Pauta Pública 88 traz uma reflexão mais profunda sobre o privilégio das pessoas brancas, que influencia tanto as dinâmicas sociais nas esferas públicas, como os relacionamentos privados. A convidada para a conversa é a professora e doutora em psicologia social Lia Vainer. Formada pela USP e hoje professora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Lia estuda racismo, branquitude, relações interraciais e é autora de Entre o Encardido, o Branco e o Branquíssimo: Branquitude, Hierarquia e Poder na Cidade de São Paulo, publicado pela Veneta em 2020 e "Famílias Interraciais: tensões entre cor e amor" publicado em julho de 2023, pela editora Fósforo.
Este episódio contou com o apoio de pauta da jornalista Laura Scofield.
Não esqueça de seguir e curtir o Pauta Pública nas plataformas de áudio.
Disponível em Amazon Music, Apple Podcasts, Castbox, Deezer, Google Podcasts, Spotify ou no seu tocador favorito.
====
PARCERIA RÁDIO GUARDA CHUVA Conheça o podcast Economia do Futuro
===
Quem faz o Pauta:
● Apresentação: Andrea Dip e Clarissa Levy||
● Produção: Ricardo Terto ||
● Pauta e Entrevista: Andrea Dip e Clarissa Levy ||
● Roteiro, Edição e Mixagem Final: Ricardo Terto ||
● Identidade visual: Cíntia Funchal ||
● Artes: Tayná Gonçalves
● Coordenação de Redes Sociais: Ravi Spreizner ||
● Chamadas e teasers: Breno Andreata ||
● Trilha original composta por Pedro Vituri
contato: podcasts@apublica.org
  continue reading

128 episódios

Todos os episódios

×
 
Loading …

Bem vindo ao Player FM!

O Player FM procura na web por podcasts de alta qualidade para você curtir agora mesmo. É o melhor app de podcast e funciona no Android, iPhone e web. Inscreva-se para sincronizar as assinaturas entre os dispositivos.

 

Guia rápido de referências