Download the App!

show episodes
 
P
Prelo

1
Prelo

Tiago Novaes

Unsubscribe
Unsubscribe
Mensal+
 
Prelo apresenta os recursos e reflexões para que escritores possam construir uma disciplina autoral, escrever o seu livro e publicar da melhor maneira possível. Se você nutre o desejo de escrever uma obra de ficção ou não-ficção: um romance, um livro de contos, uma peça de jornalismo literário, um ensaio, uma saga distópica, a narrativa de uma viagem, uma obra infantojuvenil ou um projeto autoficcional – ou se já publicou uma obra e gostaria de sanar as lacunas de sua formação –, você está n ...
 
Loading …
show series
 
#040 – Escritores sempre foram inquietos, irrequietos. Até por isso, e porque perturbavam e tinham dificuldade de se adequar, era comum que migrassem. Penso em James Joyce, na Itália. Em Bolaño no México. Em Hannah Arendt nos Estados Unidos. Cortázar em Paris. Algumas dessas migrações eram políticas. Outras, poéticas. Escritores viajaram para busca…
 
#039 – Durante muito tempo, convencionou-se ensinar que a primeira pessoa, ao narrar uma história, era a mais incerta, a duvidosa, porque implicava numa voz parcial, um recorte específico, que derivava muitas vezes numa perspectiva enviesada da realidade. Como confiar num narrador assim?, diziam. Ele tem muito a perder ao contar a verdade. Ora, os …
 
#038 – Como entender um fenômeno editorial, uma virada nos rumos de um autor, o momento em que de uma prosa límpida se passa a uma necessidade incontornável entre os leitores, e o alcance da obra se expande aos limites planetários? É possível identificar em um traço estilístico, em uma decisão específica do projeto da autora ou do autor a razão pel…
 
#037 – Neste episódio, refletimos sobre a presença do escritor nas redes sociais, e de como você pode criar uma base e um fundamento para a sua criação autoral, dialogando com os seus leitores antes mesmo de ter um livro publicado. A conversa atravessa a necessidade de fazer as redes trabalharem para você, e não o contrário. E é um convite para que…
 
#036 - Chegou o dia, o primeiro dia de nosso Primeiro Capítulo – A Semana da Preparação do Romance! Vamos conversar sobre O Trabalho Criativo do Romance. 1) Em primeiro lugar, vamos discutir a razão pela qual o romance, desde suas origens, têm fascinado o leitor moderno; os elementos polêmicos e fugidios que o caracterizam, os seus atributos singul…
 
#035 – Um jovem escritor relativamente famoso em seu país, ganha um prêmio literário e decide se mudar para uma ilha grega. São os anos 60, e este jovem escritor passa a viver uma vida simples e barata, mas também repleta de intensidade. Lá ele se enturma com um grupo de artistas. Lá, ele escreve uma obra que ninguém nunca conseguiu decifrar. Lá el…
 
#034 – A gente começa com uma ideia. Ou nem isso. Uma cena incompleta, como num sonho. Sem pé nem cabeça. Apenas o sistema circulatório de um corpo rarefeito. Às vezes, não se tem nada para começar. Andarilhos sem bagagem, palmilhando o sopé de uma cordilheira escondida pelas nuvens. Um bom romance parece, antes de escrito, uma quimera. Depois de c…
 
#033 – Você enfim digitou o ponto final de sua obra em seu editor de texto. O arquivo está lá, numa pasta. O resultado de meses ou anos de trabalho. E agora? Quais os primeiros passos que você deve dar para publicar o seu livro, seja no formato de autopublicação independente seja para procurar uma editora que tope lançar a sua obra? Neste episódio …
 
#032 – Não resta muita dúvida hoje que, para escrever um bom livro, você precisa ser um bom leitor. E muito se diz da importância da leitura de obras clássicas para a formação autoral – Clarice, Lygia Fagundes, Cecília Meireles, Machado de Assis – são todos incontornáveis, e sabemos disso. Pouco se fala, contudo, da importância das obras contemporâ…
 
#031 – Durante 66 dias, o Tiago se dedicou à elaboração de um ensaio. Ao longo de pouco mais de dois meses, todos os dias da semana, de segundas às sextas-feiras, das oito da manhã ao meio-dia, o autor debruçou-se sobre o seu projeto. O resultado foram 92 páginas e algumas convicções sobre a prática deliberada. Sessenta e seis dias é o tempo médio …
 
#030 – À primeira vista, devo dizer que a obra de Malcolm Gladwell não me atraía. Mas também reconheço que se tratava apenas de uma impressão, daquelas que a gente tem sem saber nada do livro, e que pode produzir equívocos. Suas edições têm um design quase idêntico entre si: capas brancas, o mesmo tipo de fonte nas edições brasileiras e anglófonas.…
 
#029 – Acabo de ler numa crônica de jornal a frase de Hannah Arendt em seu, "Homens em tempos sombrios": "A questão é: quanta realidade se deve reter mesmo num mundo que se tornou inumano, se não quisermos que a humanidade se reduza a uma palavra vazia ou a um fantasma." As coincidências não existem de fato. Eu ia apresentar para você o episódio no…
 
#028 – No Prelo desta semana, Paloma Vidal junta-se a nós para falar de seu novo livro, Pré-história, definido na sinopse como uma carta de amor urgente. Sobretudo, a obra é um trabalho de catarse, uma escavação arqueológica para dentro de si que busca a compreensão do luto de um amor através de eventos e lembranças. Na nossa conversa, a autora fal…
 
#027 – De um lado, um místico que garante que a sua singularidade vai florescer: você não precisará render-se à concretude da vida, pois você já não é banal. Do outro, o grande mundo, encarando o protagonista para dentro de sua casca ontológica. Nesta semana, Juliano Garcia Pessanha cava um buraco dentro de si para expor o embrião de um livro que a…
 
#026 – Quando foi que a dúvida deixou de ser uma boa companhia? Talvez no momento em que a indiferença do escrúpulo tenha silenciado diante da pregação do inescrúpulo. Quando a verdade, sempre frágil e provisória, se viu paralisada perante as falsas verdades. Quando assistimos a uma geração de jovens apáticos e desorientados desperdiçando a vida em…
 
#025 – Você conseguiu. Estabeleceu rotinas de escrita, venceu a disciplina e a hesitação. Alcançou as 40 mil palavras iniciais e, se embrenhando no processo, talvez tenha decidido ir além. Desenhou todos os traumas, cacoetes e trejeitos dos seus personagens, ou criou uma digressão para contar uma outra história que estava escondida dentro da primei…
 
#024 – Escrever é um ato de enfrentamento. De corpo a corpo. Não à toa, Kafka, Enrique Vila-Matas e Maurice Blanchot assumiram de forma recorrente a sua dificuldade em relação à prática da escrita. E mais que isso: fizeram da resistência um mote, um motivo artístico. São dois afetos contraditórios. Anseio e ansiedade. Medo e desejo, traduzidos pela…
 
#023 – Você sabe que precisa escrever. Que a ficha só vai cair depois do convívio com o ofício. Que a confiança não precede a prática, mas se nutre dela. Mas como é trabalhar todos os dias, de três a quatro horas diárias na escrita de um livro? Cansa? Doem as mãos? As costas? Como se desperta no dia seguinte? E o que é mais importante: qual é o efe…
 
#022 – Um livro que te faz lembrar da vida de um avô, de uma avó, que resgata lembranças e elas convivem com a novidade de uma obra que nasce um clássico. O Brasil não conhece o Brasil e seu passado mal resolvido. O tema da terra percorre toda a história de Torto Arado, livro do ano de 2020, que ganhou o Prêmio Leya, Jabuti e Oceanos. "Precisamos d…
 
#021 – Em filosofia, dizemos que é contingente aquilo que não é necessário, mas ao mesmo tempo possível. Essa proposição só serve à literatura na segunda parte: ao mesmo tempo em que é permeada de possibilidades, ela também é fatalmente necessária para a constituição de repertórios e vivências da humanidade. Walter Benjamin foi categórico ao dizer …
 
#020 – Neste papo delicioso com o escritor Eury Donavio, o Prelo revela as dores e as delícias da autopublicação. Para o que você deve atentar? Quais são os possíveis sobressaltos deste percurso? Eury Donavio é natural de Floresta do Navio, sertão pernambucano. Morador de Recife, engenheiro civil e mestre em ciência da computação, apostou no projet…
 
#019 – O medo é um lance ardiloso. Não importa que digam que se trata de um traço evolutivo importante, que se não fosse por ele nos atiraríamos na jaula do leão, nos trilhos do trem. Um afeto que nos garante a sobrevivência mas ameaça de tantas formas a vida me parece uma falha enorme na seleção natural. Estou falando do medo da escrita, mas não a…
 
#017 – Na tarde da sexta-feira passada, tive um bate-papo à distância com um grande amigo, o poeta Tarso de Melo. Nas mais de duas horas de conversa, colocamos em dia tudo o que vinha se passando nos últimos nove meses conosco – os projetos pessoais de pesquisa e as dificuldades que este longo hiato social tem nos apresentado. E também falamos de B…
 
#016 – Existe um conto de Borges que considero particularmente angustiante. Não sei se você conhece: é A biblioteca de Babel. Começa assim: "O universo (que outros chamam a Biblioteca) compõe-se de um número indefinido, e talvez infinito, de galerias hexagonais, com vastos poços de ventilação no centro, cercados por balaustradas baixíssimas." O uni…
 
#015 – A palavra mindset está em voga. Utilizada em diversas áreas, ela já desbota, talvez um tanto banal, como um placebo para silenciar as inquietações que permeiam o capitalismo tardio. Apesar de seu emprego ter sido trivializado, o mindset é um conceito que pode ajudar a compreender algumas dificuldades que acompanham o processo da escrita. Por…
 
#014 — Estruturar ou não: eis a questão. Conversamos hoje sobre a possibilidade de seguir por um caminho que você já riscou no chão antes de começar a percorrê-lo. Afinal, você não precisa tatear pela sua obra às cegas. De muitas maneiras, levantar um alicerce para a sua narrativa significa assenhorear-se do próprio livro, trazer de volta para si o…
 
#013 – Você há de reconhecer: as redes sociais saíram do nosso controle. Seus efeitos têm extrapolado o que prevíamos como uma mera ferramenta de sociabilidade e trabalho e começaram a moldar a subjetividade contemporânea. Por que isso é importante para o nosso ofício como escritor? Venho reparando, tanto em alguns colegas quanto nos participantes …
 
#012 – Em 2017, como parte de um evento organizado pela escritora Paloma Vidal e intitulado "Escrita e Separação", Tiago Novaes criou um breve conto, feito para ser lido em voz alta, e que depois foi publicado pela editora Quelônio. Aproveitando o fato de que agora o canal oferece um programa em áudio – o Prelo –, o episódio de hoje propõe a você o…
 
#011 – Convenhamos: está difícil dar conta de tanta realidade. Antigamente, dizíamos: haja hoje para tanto ontem. Hoje, podemos dizer: haja amanhã para tanto hoje. Como dar conta de tanto presente? E como valer-se dos recursos da ficção para falar da realidade? Mais uma vez, conversamos no Prelo sobre a não-ficção. E como já dissemos, não apenas po…
 
O que aprendemos sobre o ofício do escritor com o trabalho da tradução? E o que podemos aprender traduzindo um dos maiores escritores não apenas do Brasil, mas da língua portuguesa e de toda a literatura ocidental? Neste episódio de Prelo, Tiago conversa com Flora Thomson-Deveaux, tradutora da mais recente edição para o inglês, publicada pela Pengu…
 
#009 – No percurso de uma escritora ou de um escritor, há sempre um livro que o funda, que o inaugura em seu lugar, a partir do qual se consegue desenvolver uma voz própria, um sentido autoral. Neste episódio de Prelo, Tiago conta a história de Documentário, o romance duplamente premiado pela Funarte, que o levou a revirar os segredos escondidos pe…
 
#008 – Como aprimorar o diálogo em um romance? Uma obra publicada de forma independente pode ser assimilada em seguida por uma grande editora? O mercado dos livros vai desaparecer depois da pandemia? Quanto se deve investir para publicar um livro? Como se livrar do teor acadêmico nas obras de ficção? Foram muitas as perguntas enviadas essa semana e…
 
#007 – Hemingway, em Paris é uma festa, afirma que o escritor deve buscar a sentença verdadeira. A todo custo. Nada além disso merece atenção. Na literatura de não-ficção – biografia, ensaio, jornalismo literário – o autor se vale de recursos literários para transmitir uma verdade, ou um recorte desta verdade. A pergunta que podemos fazer é: mas qu…
 
006# – No episódio do Prelo dessa semana, vamos explorar o mundo do mercado editorial em uma conversa com a agente literária Valéria Martins. Para quem está começando a trilhar o caminho da escrita, ou pensa em escrever, o meio literário pode parecer fechado e misterioso, e é natural se sentir de fora. Com a expertise de Valéria e anos de experiênc…
 
005# – A literatura é feita de vozes, ruídos e dissonâncias. Você toma fôlego, escreve, e volta aos afazeres do dia, às últimas notícias, aos prazos que estão logo ali. No momento em que circunstâncias que ninguém pode controlar nos arrastaram para dentro de casa, Prelo convida você a refletir sobre o silêncio. Calar para deixar que falem outras vo…
 
004# – Falar sobre a entrega a uma paixão implica em falar no uso do tempo. E falar sobre o tempo na criação literária é enveredar por uma seara de mil caminhos. Quanto tempo é o tempo da criação? Quando estamos criando, quando não estamos? O inconsciente trabalha por conta própria? Devemos cobrar pelo tempo de trabalho durante o sono? Devemos cobr…
 
002# – Para Julián Fuks, a escrita literária não pode ser gratuita. Em sua recente experiência de trocas literárias com Mia Couto, com quem esteve em Moçambique integrando um projeto patrocinado pela Rolex, Julián descobriu que havia ainda muita liberdade para investir em sua escrita. Na nossa conversa da semana, o autor conta sobre o processo de e…
 
003# – O roteiro não é uma atividade que se faz na solidão, é o que afirma nosso convidado da semana. Ele é Marcelo Montenegro, que além de ser um dos nomes efervescentes da poesia contemporânea e estar envolvido em projetos musicais e teatrais, é roteirista de TV e cinema. Seu último livro de poesia, “Forte Apache”, foi publicado pela Companhia da…
 
#001 – Começamos! Neste episódio inaugural de "Prelo", podcast semanal do canal Escrita Criativa, apresentamos as nossas intenções. Vamos falar sobre o projeto do programa, uma breve apresentação de Tiago Novaes e o que vem por aí. Ao final, convidamos você a um pequeno exercício mental - dois cenários possíveis como escritora ou escritor. Inscreva…
 
Loading …

Guia rápido de referências

Google login Twitter login Classic login