show episodes
 
A
Appleton Podcast

1
Appleton Podcast

Appleton Associação Cultural

Unsubscribe
Unsubscribe
Mensal+
 
No Appleton podcast vamos ouvir o que diversos convidados ligados à arte contemporânea têm a dizer acerca da sua actividade e de questões com ela relacionadas. Este podcast não tem um periodicidade pré-definida nem um formato pré-estabelecido: pode tomar a forma de uma conversa com um convidado, de uma conversa com mais de um convidado, de um monólogo, do que as circunstâncias propiciarem. Também os assuntos irão variar em função do convidado e do contexto. Créditos introdução: Voz-Vera Appl ...
 
As Entrevistas dos FBO Band Cascais 2021 para nos conhecerem melhor!Enjoy it!FBO banda oriunda de Cascais formada em Junho de 2019 composta por André Reis (Bateria e Voz), Diogo Nabais (Guitarra) e Luís Fernandes (Teclados), e Pedro Martins (Guitarra) que tem um grande objetivo: fazer boa música cantada em português e agradar ao público fazendo que este se identifique com cada tema! Lançaram o 1º Álbum “É Chegada a Hora” dia 11 de Setembro no Casino do Estoril em Cascais, Portugal e estão já ...
 
Três malucos por música e guitarra trocam ideias e trazem convidados especiais para bate-papos periódicos. Fred Andrade: https://www.youtube.com/user/MrFredAndrade Guty Rodrigues: https://www.youtube.com/user/GutyRodrigues Giuliano Ghisi: https://www.youtube.com/ghisi
 
D
Don Betto Show

1
Don Betto Show

Don Betto | Marcelo Morgan

Unsubscribe
Unsubscribe
Diariamente+
 
O músico brasileiro, nascido no Uruguai, Don Betto, fala de música, da sua música y otras cositas más.Don queria ser músico desde criança e falava para sua mãe: Mama, me compra una guitarra. E ela respondia: Si, claro. Le compro dos: una para tocar de dia y otra para tocar de noche.Assim, quando já podia carregar sua própria mala, com duas calças e duas camisas Alberto veio para o Brasil e caiu no Rio de Janeiro e… Bom! O resto ele mesmo vai contar.Um abraço e divirtam-se!
 
Podcast dedicado ao rock! De forma sempre descontraída e totalmente desprovido de compromisso com a técnica, os podcasters; Marcos Fonseca, Talisson Abreu e Lucas Souza, comentam sobre álbuns, bandas e tudo que há de bom no mundo do rock! Instagram: https://bit.ly/3dhkFZT
 
R
RockCast80

1
RockCast80

Rodrigo Barbosa e Vlad Alamar

Unsubscribe
Unsubscribe
Diariamente+
 
O Canal aborda temas relacionados à produção musical de rock nacional e internacional dos anos 80 e início dos 90, período da infância e adolescência dos apresentadores e da maioria dos participantes do programa. Período também de grandes festivais de rock e abertura do circuito de shows de artistas internacionais no Brasil. Com Rodrigo Barbosa e Vlad Alamar.
 
Porque é que nos rimos? O que é que nos faz rir? Como funcionam os mecanismos da comédia? Como pensam os comediantes? TSF Open Mic é um podcast mensal sobre comédia e de comédia. Em cada edição convidamos dois comediantes: um nome conhecido do grande público que falará sobre o seu percurso e muito mais, e outro, menos mediático, que fará cinco minutos de stand-up. Gravamos ao vivo com público! Queres assistir? Segue-nos para saberes onde e quando. Vídeos em tsf.pt/tsfopenmic. Sigam-nos nas r ...
 
Loading …
show series
 
Adamah de Francisca Júlia por Gus Homem, sábio produto, epítome fecundo Do supremo saber, forma recém-nascida, Pelos mandos do céu, divinos, impelida, Para povoar a terra e dominar o mundo; Homem, filho de Deus, imagem foragida, Homem, ser inocente, incauto e vagabundo, Da terrena substância, em que nasceu, oriundo, Para ser o primeiro a conhecer a…
 
Página Vazia de Euclides da Cunha por Gilles Quem volta da região assustadora De onde eu venho, revendo, inda na mente, Muitas cenas do drama comovente De guerra despiedada e aterradora. Certo não pode ter uma sonora Estrofe ou canto ou ditirambo ardente Que possa figurar dignamente Em vosso álbum gentil, minha senhora. E quando, com fidalga gentil…
 
Rui Toscano Nasceu em 1970, em Lisboa cidade onde vive e trabalha. Frequentou os cursos de pintura e escultura do Ar.Co e da Faculdade de Belas Artes de Lisboa. Expõe regularmente desde 1993, participando em iniciativas organizadas por si e por outros artistas da sua geração como “Zapping Ecstasy”, no Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (1996) ou…
 
Sagres de Olavo Bilac Por Gus "Acreditavam os antigos celtas, do Guadiana espalhados até a costa, que, no templo circular do Promontório Sacro, se reuniam à noite os deuses, em misteriosas conversas com esse mar cheio de enganos e tentações." OL. MARTINS. - Hist. de Portugal. Em Sagres. Ao tufão, que se desencadeia, A água negra, em cachões, se pre…
 
Tirana de Castro Alves por Mell "MINHA MARIA é bonita, Tão bonita assim não há; O beija-flor quando passa Julga ver o manacá. "Minha Maria é morena, Corno as tardes de verão; Tem as tranças da palmeira Quando sopra a viração. "Companheiros! o meu peito Era um ninho sem senhor; Hoje tem um passarinho P'ra cantar o seu amor. "Trovadores da floresta! …
 
Francisco Soares, Lisboa 1974. Frequentou os cursos de escultura e design de equipamento nas FBA-UP e FBA-UL entre 1993 e 2000. Iniciou a actividade profissional em 1995 por áreas tão diversas como design de equipamento, design gráfico, assistente de imagem em publicidade e cinema, aderecista e assistente de cenografia em teatro e publicidade, assi…
 
Carla Cabanas (Lisboa, 1979) concluiu a Licenciatura em Artes Visuais em 2003 pela Escola de Arte e Design das Caldas da Rainha. Em 2004 terminou o Curso Avançado da Maumaus - Escola de Artes Visuais, em Lisboa. Em 2008 frequentou o Curso de Fotografia - Programa Gulbenkian Criatividade e Criação Artística e Em 2009 concluiu uma especialização em P…
 
Vendaval de Fernando Pessoa Declamado por Gus Ó vento do norte, tão fundo e tão frio, Não achas, soprando por tanta solidão, Deserto, penhasco, coval mais vazio Que o meu coração! Indómita praia, que a raiva do oceano Faz louco lugar, caverna sem fim, Não são tão deixados do alegre e do humano Como a alma que há em mim! Mas dura planície, praia atr…
 
Na margem de Castro Alves por Mell "VAMOS! VAMOS! Aqui por entre os juncos Ei-la a canoa em que eu pequena outrora Voava nas maretas... Quando o vento, Abrindo o peito à camisinha úmida, Pela testa enrolava-me os cabelos, Ela voava qual marreca brava No dorso crespo da feral enchente! Voga, minha canoa! Voga ao largo! Deixa a praia, onde a vaga mor…
 
Rui Calçada Bastos (Lisboa, Portugal, 1971) estudou Pintura na Escolas de Belas-Artes do Porto e de Lisboa, assim como Artes Visuais no Centro de Arte e Comunicação Visual – Ar.Co, em Lisboa. Após uma estada em Paris, na Cité international des Arts, mudou-se para Berlim em 2002 para efectuar uma residência artística na Kunstlerhaus Bethanien. Em 20…
 
O cego e a guitarra de Fernando Pessoa por Gus O ruído vário da rua Passa alto por mim que sigo. Vejo: cada coisa é sua Oiço: cada som é consigo. Sou como a praia a que invade Um mar que torna a descer. Ah, nisto tudo a verdade É só eu ter que morrer. Depois de eu cessar, o ruído. Não, não ajusto nada Ao meu conceito perdido Como uma flor na estrad…
 
Pedro Oliveira Nasceu em 1950 no Porto. No ano de 1975 viveu em Londres. Entre 1981 e 1983 frequentou o Curso Superior de Desenho da Cooperativa de Ensino Superior Artístico – Árvore – Porto. Em 1985 assume a direção da Galeria Roma & Pavia no Porto Em 1990 abre um novo espaço galerístico na cidade do Porto, Galeria Pedro Oliveira, local onde mante…
 
Os Versos Que Te Fiz de Florbela Espanca por Mell Deixa dizer-te os lindos versos raros Que a minha boca tem pra te dizer! São talhados em mármore de Paros Cinzelados por mim pra te oferecer. Têm dolências de veludos caros, São como sedas brancas a arder... Deixa dizer-te os lindos versos raros Que foram feitos pra te endoidecer! Mas, meu Amor, eu …
 
Xavier Ovídio (n. 1989, Lisboa, PT) viveu nas Caldas da Rainha, onde começou a pintar e “espalhar a mancha”, tendo voltado a Lisboa para ingressar no ensino artístico da Escola Artística António Arroio. O percurso na Faculdade de Belas Artes de Lisboa inicia-se em Escultura, que abandona por reacção ao conservadorismo disciplinar. Conclui a licenci…
 
Inania verba de Olavo Bilac por Gus Ah! quem há de exprimir, alma impotente e escrava, O que a boca não diz, o que a mão não escreve? Ardes, sangras, pregada à tua cruz, e, em breve, Olhas, desfeito em lodo, o que te deslumbrava... O Pensamento ferve, e é um turbilhão de lava: A Forma, fria e espessa, é um sepulcro de neve... E a Palavra pesada aba…
 
Em uma tarde de outono de Olavo Bilac por Mell Outono. Em frente ao mar. Escancaro as janelas Sobre o jardim calado, e as águas miro, absorto. Outono... Rodopiando, as folhas amarelas Rolam, caem. Viuvez, velhice, desconforto... Por que, belo navio, ao clarão das estrelas, Visitaste este mar inabitado e morto, Se logo, ao vir do vento, abriste ao v…
 
Pedro Falcão Nasceu nas Caldas da Rainha, em 1971. Estudou Artes Gráficas na Escola Superior de Tecnologia de Tomar e Artes Plásticas na Escola Superior de Artes e Design nas Caldas da Rainha (1991-1995). No final do ano de 1995, mudou-se para Lisboa e durante dez anos trabalhou no atelier de design gráfico Secretonix, de Mário Feliciano. Em 2006, …
 
Ao Luar de Augusto dos Anjos por Gilles Quando, à noite, o Infinito se levanta À luz do luar, pelos caminhos quedos Minha tátil intensidade é tanta Que eu sinto a alma do Cosmos nos meus dedos! Quebro a custódia dos sentidos tredos E a minha mão, dona, por fim, de quanta Grandeza o Orbe estrangula em seus segredos, Todas as coisas íntimas suplanta!…
 
O Oitavo Pecado de Olavo Bilac por Gilles Vivendo para a morte, alegre da tristeza, Temendo o fogo eterno e a danação sulfúrea, Gelaste no cilício, em ascética fúria, A alma ridente, o sangue em esto, a carne acesa. Foste mártir e herói da própria natureza. Intacto de ambição, de desejo ou de injúria, Para ganhar o céu, venceste a ira, a luxúria, A…
 
Fátima Marques Pereira (Lisboa, 1964) Licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, tem o Mestrado em História Contemporânea pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e a parte curricular do Doutoramento em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Pertenceu ao CITCEM - Centro de Investigação …
 
Luisa Cunha nasceu em 1949 em Lisboa. Vive e trabalha em Lisboa. É licenciada em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras, Lisboa. Em 1994 completou o curso Avançado de Escultura no AR.CO, Escola de Artes Visuais, em Lisboa e no mesmo ano foi Artista-residente convidada a participar na “1ª Academia Internacional de Verão para Artistas Plásticos…
 
Maria da Graça Dias Coelho Carmona e Costa tomou o gosto à arte durante a década de 1970, quando começou a trabalhar como assistente de Dulce D’Agro, fundadora da Galeria Quadrum, colecionadora e grande impulsionadora da arte em Portugal. Passaram duas décadas até que Maria da Graça lhe seguisse o exemplo e, em 1997, cria com o marido, Vítor Carmon…
 
Henrique Pavão (Lisboa, 1991) vive e trabalha em Lisboa. Com um trabalho centrado em questões de entropia, perda, anacronismo, memória e temporalidade, Pavão espelha um interesse e recurso à arqueologia dos movimentos conceptuais, a que se liga um uso sofisticado de processos sensíveis. A sua obra circula por inúmeros suportes (a escultura, o filme…
 
Luís Rocha, nascido em Matosinhos em 1995. Vive e trabalha em Lisboa. Concluiu o curso de Pintura da Faculdade de Belas Artes de Lisboa em 2017 tendo participado como bolseiro no programa Erasmus UL, MKE Faculdade de Belas Artes da Hungria em 2017.Tem participado em diversas exposições colectivas em diferentes espaços dos quais se destacam: Muszi, …
 
José Pedro Croft nascido no Porto em 1957, vive e trabalha em Lisboa. Croft é um dos principais expoentes da renovação da escultura portuguesa. A sua carreira, tanto como escultor como desenhador, tem sido caracterizada desde as suas fases iniciais por um meticuloso processo construtivo que combina o seu universo formal com o seu mundo pessoal. Em …
 
NATAL de Auta de Sousa declamado por Gus É meia noite … O sino alvissareiro, Lá da igrejinha branca pendurado, Como num sonho místico e fagueiro, Vem relembrar o tempo do passado. —- Ó velho sino, ó bronze abençoado, Na alegria e na mágoa companheiro! Tu me recordas o sorrir primeiro De menino Jesus imaculado. —– E enquanto escuto a tua voz dolente…
 
Sérgio Mah (n. 1970) vive e trabalha em Lisboa. É licenciado em Sociologia, Mestre em Ciências da Comunicação e Doutorado em Arte Multimédia. É docente na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Tem investigado e escrito sobre temas da arte contemporânea, com es…
 
Filipa Oliveira é desde 2018 Curadora e Programadora de Artes Visuais da Câmara Municipal de Almada, tendo a seu cargo a direcção artística da Casa da Cerca, Galeria Municipal de Almada e Convento dos Capuchos. É a curadora fundadora e coordenadora do Prémio Navigator Art On Paper. Entre 2015 e 2017 foi diretora artística do Fórum Eugénio de Almeid…
 
A Lagartixa de Álvares de Azevedo declamado por Gilles A lagartixa ao sol ardente vive E fazendo verão o corpo espicha: O clarão de teus olhos me dá vida, Tu és o sol e eu sou a lagartixa. Amo-te como o vinho e como o sono, Tu és meu copo e amoroso leito... Mas teu néctar de amor jamais se esgota, Travesseiro não há como teu peito. Posso agora vive…
 
Bruno Lopes (Lisboa, 1976) Completou o Curso Avançado de Fotografia do IPF (Instituto Português de Fotografia) em 1997. É licenciado em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (2004), com pós-graduações em Estudos de Fotografia (IADE, 2005) e História da Arte (Universidade Nova de Lisboa, 2009). Desde 2008, trabalha como…
 
Para quê?! de Florbela Espanca declamado por Gilles Tudo é vaidade neste mundo vão... Tudo é tristeza, tudo é pó, é nada! E mal desponta em nós a madrugada, Vem logo a noite encher o coração! Até o amor nos mente, essa canção Que o nosso peito ri à gargalhada, Flor que é nascida e logo desfolhada, Pétalas que se pisam pelo chão!... Beijos de amor! …
 
Edgar Massul Nasceu em Sintra em 1963. Vive e trabalha entre Lisboa e Porto. Estudou na Escola António Arroio / Atelier livre, na Sociedade Nacional de Belas Artes e na Ar.Co. Foi colaborador de José Nuno da Câmara Pereira, da Universidade do Algarve, CIAC - Artes Visuais, de Pedro Cabrita Reis. Realiza exposições individuais desde 1986 - a sua pro…
 
Jorge Viegas, fundador da Galeria 3+1 em 2007. Exerce também consultoria nas áreas de gestão e tecnologias de informação. É desde Outubro 2020 presidente da Exhibitio - Associação Lusa de Galeristas. James Steele, Director Artístico na Galeria 3+1 desde 2011. Exerceu funções em diversas galerias internacionais como Helva de Alvear (Madrid) 2007-201…
 
Não sei quantas almas tenho de Fernando Pessoa declamado por Mell Não sei quantas almas tenho. Cada momento mudei. Continuamente me estranho. Nunca me vi nem acabei. De tanto ser, só tenho alma. Quem tem alma não tem calma. Quem vê é só o que vê, Quem sente não é quem é, Atento ao que sou e vejo, Torno-me eles e não eu. Cada meu sonho ou desejo É d…
 
Primavera de Olavo Bilac declamado por Mell Ah! quem nos dera que isto, como outrora, Inda nos comovesse! Ah! quem nos dera Que inda juntos pudéssemos agora Ver o desabrochar da primavera! Saíamos com os pássaros e a aurora. E, no chão, sobre os troncos cheios de hera, Sentavas-te sorrindo, de hora em hora: “Beijemo-nos! amemo-nos! espera!” E esse …
 
Sobre o Sandbox: As sandboxes [caixas de areia] são locais públicos onde as crianças podem jogar e experimentar. Assentes na ideia de liberdade criativa, estes locais têm também como premissa a autonomia de quem joga – as caixas de areia não apresentam por si só um jogo, mas um espaço onde o jogo pode existir. São por isso palcos onde a criatividad…
 
Velhinha de Florbela Espanca declamado por Mell Se os que me viram já cheia de graça Olharem bem de frente para mim, Talvez, cheios de dor, digam assim: “Já ela é velha! Como o tempo passa!...” Não sei rir e cantar por mais que faça! Ó minhas mãos talhadas em marfim, Deixem esse fio de oiro que esvoaça! Deixem correr a vida até o fim! Tenho vinte e…
 
A Plataforma285 é um coletivo multidisciplinar de criação, fundado em 2011, com o intuito de criar espetáculos de teatro. Trabalhando em regime de colaboração criativa, a companhia desenvolveu quinze criações. O seu trabalho distingue-se pelo desenvolvimento de uma dramaturgia original, assente na procura da não teatralidade e de novas linguagens c…
 
Teresa Heitor nasceu em Lisboa, em 1959. É professora catedrática do curso de Arquitectura do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa. Formou-se em Arquitectura em 1982, pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, obteve o grau de Mestre em Desenho Urbano em 1984, pela Joint Centre for Urban Design, Oxford Brooks University; doutoro…
 
A Caçada de Francisca Júlia declamado por Mell Ao mirante gentil de construção bizarra Acabou de subir naquele mesmo instante Em que o seu noivo foi à caça; e, palpitante, Lá fora cuida ouvir os sons de uma fanfarra. E, ao mesmo tempo ouvindo o selvagem descante Que, entre as folhas, sibila a estrídula cigarra, Ela vai ler a carta onde o seu noivo …
 
A um violinista de Olavo Bilac Declamado por Gus Quando do teu violino, as asas entreabrindo Mansamente no espaço , iam-se as notas quérulas, Anjos de olhos azuis, às duas mãos partindo Os seus cofres de pérolas, Minhas crenças de amor, esquecidas em calma No fundo da memória, ouvindo-as recebiam Novo alento, e outra vez do oceano de minh’alma, Arq…
 
Nasceu em Lisboa no ano de 1953, cidade onde vive e trabalha. Iniciou os estudos em engenharia civil, transferindo-se em 1976 para a Escola de Belas Artes de Lisboa. Posteriormente frequentou o Curso de Formação Artística da Sociedade Nacional de Belas Artes. Enquanto aluno na Faculdade de Belas Artes, trabalhou como fotógrafo profissional, tendo-s…
 
Vaidade de Florbela Espanca declamado por Gus Sonho que sou a Poetisa eleita, Aquela que diz tudo e tudo sabe, Que tem a inspiração pura e perfeita, Que reúne num verso a imensidade! Sonho que um verso meu tem claridade Para encher todo o mundo! E que deleita Mesmo aqueles que morrem de saudade! Mesmo os de alma profunda e insatisfeita! Sonho que…
 
Presságio de Fernando Pessoa declamado por Gus O amor, quando se revela, Não se sabe revelar. Sabe bem olhar pra ela, Mas não lhe sabe falar. Quem quer dizer o que sente Não sabe o que há de dizer. Fala: parece que mente… Cala: parece esquecer… Ah, mas se ela adivinhasse, Se pudesse ouvir o olhar, E se um olhar lhe bastasse Pra saber que a estão a …
 
João Cristóvão Leitão é licenciado em Teatro – Dramaturgia (ESTC), mestre em Arte Multimédia – Audiovisuais (FBAUL) e pós-graduado em Curadoria de Arte (FCSH). Actualmente, é doutorando na FBAUL. Enquanto criador, funda o colectivo performativo 3.14 (2010-2012) e colabora, desde 2012, com o colectivo SillySeason. Desenvolve projectos instalativos e…
 
Só de Olavo Bilac declamado por Mell Este, que um deus cruel arremessou à vida, Marcando-o com o sinal da sua maldição, Este desabrochou como a erva má, nascida Apenas para aos pés ser calcada no chão. De motejo em motejo arrasta a alma ferida... Sem constância no amor, dentro do coração Sente, crespa, crescer a selva retorcida Dos pensamentos maus…
 
Loading …

Guia rápido de referências

Google login Twitter login Classic login