PodCália público
[search 0]
Mais

Download the App!

show episodes
 
P
PodCália

51
PodCália

Agência Timbres

Unsubscribe
Unsubscribe
Semanal
 
Sejam bem vindos ao Podcália, um podcast preparado com muito carinho por dois amigos aficcionados por música. Aqui, Daniel e Gigolas expressam seus sentimentos pela música com muito amor, espírito crítico e descontração. A cada episódio, um disco clássico é analisado, discutido, interpretado e homenageado numa conversa franca e sincera! Este canal foi criado pela paixão e movido pela necessidade de promover conexões reais entre seres humanos nesse gigantesco universo virtual por meio da músi ...
 
Loading …
show series
 
Dante Alighieri, em sua "Divina Comédia", dividiu a obra em Inferno, Purgatório e Paraíso - todas formadas por cantos. "Do engenho meu a barca as velas solta / Para correr agora em mar jucundo / E ao despiedoso pego a popa volta". Esse poderia perfeitamente ser um trecho de qualquer música de "A Divina Comédia ou Ando Meio Desligado", disco d'Os Mu…
 
“Eu espero que o Brasil e o mundo se deem conta do que eles têm em Djavan”. O ano era 1982 quando o produtor musical americano Ronnie Foster escreveu esta mensagem. A esperança dele não era vã: era Djavan. Que, aos 33 anos, aterrissava em Los Angeles para gravar um disco o qual, quase quatro décadas depois, comprova cada vez mais aquilo que o Brasi…
 
Até no lixão nasce flor. Nunca me esqueço da força dessa visão quando eu era um assistente social recém formado e trabalhava numa ONG que dividia cerca com o lixão da Estrutural, um dos maiores da América Latina. Num carro popular surrado, meu mano mais eu saímos no início da manhã renovando a esperança nos pivas daquela quebrada. Sou mais você, er…
 
Ter sido convidado pelo recente Queridaço Daniel a participar de um podcast musical onde, no mês da consciência negra, conversaríamos sobre uma obra antológica do meu maior ídolo na música popular brasileira, em um período tenebroso de ataque à cultura do país, foi de extrema satisfação, alegria, congraçamento, contatos, catarses e até... reencontr…
 
Falar sobre o Emicida com certeza é falar sobre amor, respeito, paz, coragem e acima de tudo, sobre luta, sobre sangue no zóio, sobre viver enquanto te querem morto. Demorei um pouco mais do que eu gostaria para conhecê-lo, mas cheguei e cá estou. AmarElo é um de seus experimentos sociais e eu afirmaria que é uma obra de arte sim! Pra mim, o disco …
 
Quantas vezes na vida você teve alguém que só te fez mudar, mas depois mudou de você? Quantas vezes acordou frustrado de um sonho bom que foi interrompido abruptamente? Por quantas vezes se entregou de corpo e alma, mas no final percebeu que era apenas um troféu? Estas situações de encontros, desencontros e frustrações fazem parte da vida de qualqu…
 
São Paulo, anos 80. Os festivais de música estudantis eram populares em uma cidade que tentava se livrar das amarras da ditadura. No meio disso, 4 jovens influenciados por punk e new wave começavam a passar pelo dilema pós colégio: o que fazer da vida? Arrumar um emprego? Fazer faculdade? Se alistar ao exército? Neste episódio, o Podcália descontró…
 
Atenção! Tudo é perigoso! Tudo é divino, maravilhoso! A maioria das grandes cantoras tem um disco de estreia de respeito em suas carreiras. Gal tem um disco de chute na porta. Quem não parou o que estava fazendo para ouvir Gal Costa em 1969, e não para até hoje, estava, e está, muito errado. A cantora é um furacão que passa na agulha do vinil a 33 …
 
Você provavelmente já ouviu falar de Ed Motta. Seja por ser sobrinho do mestre Tim Maia, por suas declarações polêmicas ou principalmente por sua técnica vocal excepcional. Neste episódio, Daniel e Gigola vão para o ano de 1988, onde um Ed Motta periférico com apenas 17 anos liderava sua banda de soul/jazz/black, e gritava ao mundo que não nasceu p…
 
Desde o primeiro episódio deste podcast, sempre nos perguntamos qual seria a reação dos intérpretes e compositores se escutassem as análises histórico-dadaístas de Gigolas; latino-comunistas de Daniel; ou Budo-Cavernistas, de Caverna, sobre suas canções. Ficariam eles estupefatos, perplexos, indiferentes ou simplesmente preocupados com nossa saúde …
 
O movimento da vida e da morte; do dia e da noite; das 4 estações; do sangue que vai e volta ao coração; da rota do corpo em ciranda. “Peito aberto ao próprio vento! Movimento circular”. Como uma história que começa, termina e recomeça a cada faixa, este álbum da banda Marsa passeia pelos círculos da existência e redescobre uma história de sofrimen…
 
Salvador, a primeira capital do Brasil, fica a 5.430km de distância de Kingston, capital da Jamaica. Mas isso é apenas um dado geográfico. Desde 2009, essas duas metrópoles encurtaram suas fronteiras, graças à expedição de um Navio Pirata soteropolitano capitaneado por um Russo, em uma tripulação que abarcava de argentino a japonês. Parece confuso …
 
Quando uma banda de rock raiz percebe que está fazendo cover de si mesma é hora de sair de dentro da caixa e deixar a criatividade fluir naturalmente. Os gaúchos da Cachorro Grande chegam neste álbum trocando o terno e a gravata do MOD pela psicodelia e as guitarras espaciais, sintetizando suas influências como Kraftwerk e Kula Shaker... Afinal, ne…
 
O Fim do mundo, mais que um evento, é um conceito. Para uma mulher negra de periferia, o mundo pode começar e acabar em um dia. Pode ser que aconteça na perda de um filho; na mão de um agressor; na truculência de um ditador; nos calos das próprias mãos, em uma fábrica de sabão; na perda de outro filho; no racismo de um produtor musical; em uma dor …
 
No mercado fonográfico nacional, nunca foi fácil fazer uma carreira e se estabelecer na cena do rock estando “longe das capitais.” Mesmo assim, os Engenheiros do Hawaii sempre levantaram a bandeira e o orgulho gaúcho, formando uma legião de fãs país afora! Neste episódio, o PodCália dança um vanerão e bebe chimarrão, enquanto admira as belas metáfo…
 
Você tem um minuto para ouvir a palavra de Ronnie Von?? Aquele mesmo, da mesma praça, do mesmo banco, das mesmas flores, do mesmo jardim? Só que imagine: ao invés de um banco, uma canoa steam punk alada; ao invés de uma praça, a representação cósmica da consciência humana; as flores e o jardim, substitua por prismas coloridos propagados no espaço! …
 
Existem grandes cantoras, cantoras maravilhosas, cantoras incríveis, cantoras estrambólicas, cantoras absurdas, cantoras estapafúrdias e finalmente Elis. Ela está numa categoria própria: é técnica e é coração; é sofisticada e é popular. Elis não é uma artista; é um movimento da música brasileira. Além de nos agraciar com seu enorme talento, teve um…
 
Na maioria dos casos, escutamos canções de músicos que fazem poesia, mas poucas vezes de poetas que fazem música. O poeta vê as palavras de forma diferente, em sentido, textura, gosto e magnitude. Para Jorge Mautner, um poema pode ser bonito, profundo, mas também salgado, áspero, colorido. A sinestesia é mais que sua identidade como compositor, é u…
 
Se você pesquisar a história das ciências ou das artes, descobrirá que para uma mulher se destacar em seu ofício não basta ser tão boa quanto os homens de sua época. É obrigada a ser três ou quatro vezes melhor. Janis Joplin é um retrato disso. Em sua época, e talvez até hoje, não havia ninguém que cantasse como ela: na qualidade, no poder, no esti…
 
Se um episódio destrinchando o London Calling foi incrível, imagina dois. Pois é, meus amigos! Pelo preço de um episódio você leva dois. Isso é a cara do Clash, que vendeu o disco duplo do London Calling como se fosse simples, e o triplo do Sandinista como se fosse duplo. No mesmo espírito, o PodCália lança dois podcasts como se fosse um. Se para v…
 
Se o punk é uma subversão dos caminhos que o rock trilhou nos anos 1960 e 1970; o Clash é uma subversão do Punk. E o que marca a banda não é só a subversão da subversão, mas a forma como a sua obra dança no espírito. O London Calling é leve e pesado, simples e complicado, cru e metafórico, tudo ao mesmo tempo. Este disco contraria todas as expectat…
 
Essa semana o PodCália está ousado. Imagina um disco tão importante para a história da música que influenciou e influencia praticamente todos os discos que vieram depois dele. Aliás, este disco deve ter dado a volta na história e influenciado todos os discos que vieram antes dele também. Não há palavra que eu possa colocar num texto que faça justiç…
 
Muitos artistas transcendem expectativas e apresentam novas estéticas e interpretações para o mundo. Mas poucos tem o poder de traduzir o sentimento de uma geração. A Legião é uma destas bandas que você escuta e sente como se você estivesse tocando, dançando ou cantando aquelas palavras. Como se aquelas pessoas soubessem exatamente o que você preci…
 
O lado escuro da lua simboliza não só a ausência de luz, mas a força do contraste entre o fato e a imaginação. A música é pautada pelo silêncio, o ritmo pela pausa, a luz pela sombra, o sim pelo não, o reto pelo torto e a vida pela morte, como diria Raulzito. Sem o mistério do impossível não há parâmetro para o entendimento do comprovado. Logo, não…
 
Em um dia éramos roqueiros adolescentes que odiavam Ana Júlia; no outro éramos jovens adultos, universitários, frequentando o quarto show do Los Hermanos no mesmo ano. A ascenção dos Hermanos foi, para muitos, um roteiro de peregrinação de volta para a música brasileira. Para além da própria obra, os caras trouxeram de volta o debate sobre a música…
 
Em tempos de polariza...não, espera...vamos ser claros. Em tempos de bolsonazismo e pandemia, a palavra sobreviver é a nova nacionalidade do brasileiro. Se existe um disco que reflete a dor, a luta, a poesia, a tragédia e a fé no futuro deste pedaço da LatinoAmérica, este disco é Alucinação de Belchior. Com cantos tortos, que cortam feito faca, à P…
 
Se a tarefa fosse escolher um disco que representa a música brasileira para colocar em uma capsula e lançar no espaço, não seriam poucas as pessoas que escolheriam o Acabou Chorare. É uma obra que define a MPB, pois bebe na água do tropicalismo, da bossa nova, do samba, do choro e muito mais. É uma mistura de tudo que é diferente, ao mesmo tempo qu…
 
Você já pensou em um podcast nostálgico de um jeito assim? Em que pessoas dissecam discos, assim assim? Porque, você sabe, é preciso ser assim assado! Nessa semana visitamos o armazém de secos e molhados e trouxemos 2kg de obra-prima, recheados com 1kg de poesia e lirismo da melhor qualidade; 1kg latinidades; 3kg de subversão; 500g de música brasil…
 
Prepare-se para uma viagem ao interior. Pode ser que seja interior do Brasil, interior da lona de um circo ou mesmo o nosso próprio interior. Nessa semana, analisamos uma das maiores obras da história da música popular brasileira: O Grande Circo Místico. Trilha sonora teatral composta pelos gênios criativos de Chico Buarque e Edu Lobo, o álbum traz…
 
Essa semana, o Podcália destrincha o creme do trovador musical brasileiro. Pensa num cantor e compositor que mora com Raul Seixas, mas toma café da manhã com Bob Dylan e Zé Ramalho; encontra Alceu, Geraldo Azevedo e Bob Marley no almoço ( com direito a cafezinho digestivo com Zeca Baleiro); e ainda senta pra jantar com Belchior e Caetano Veloso. Bo…
 
Para ser podcalista, é preciso suportar emoções fortes. Nesse episódio analisamos o trabalho de um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira contemporânea: Tim Bernardes. Normalmente conhecido por seu trabalho no Terno, o cantor, compositor e multi-instrumentista deu uma pausa em sua carreira de rock-vanguarda-tropicalista-psicodélica para ent…
 
Não é só de anos setenta que é feita a música brasileira, não! O Nordeste, melhor país do Brasil, segue firme como uma fábrica de gênios. Neste episódio viajamos para recife no intuito de desvendar o trovador do caos urbano: Lula Queiroga. Compositor de assinatura própria e letras garrafais, Lula destila seu talento em um dos discos mais inspirados…
 
Para ser podicalista, basta ser sincero e desejar profundo! Neste episódio quebramos o paradigma da normalidade com um dos melhores discos do artista que reinventou a bela loucura: Raul Seixas e o Novo Aeon! Em uma conversa de fã, Caverna “O Polemista” (presidente do fã clube imaginário de Raul Seixas), Gigola “O Gigolista” e Daniel “O Sociologista…
 
Nesse episódio, escavamos uma das mais preciosas pedrarias do rock nacional. Rita Lee não só é uma arquiteta do Rock Brasil, mas uma quebradora de correntes. Em um disco que transborda liberdade e originalidade, Madame Lee utiliza a potência da inexorável banda Tutti Frutti para estupefar o ouvinte. Em uma conversa divertida e cósmica, Caverna "O P…
 
Neste primeiro episódio, conversamos sobre um dos maiores álbuns da história do Brasil, do mundo e da galáxia conhecida: A Tábua de Esmeralda, de Jorge Ben. Gravado no ano de 1974, o bolachão trouxe um Jorge espiritualista, historiador e filósofo, transitando de maneira particular em diversas expressões musicais. Da nossa parte, a conversa foi mate…
 
Loading …

Guia rápido de referências

Google login Twitter login Classic login