show episodes
 
Paulo Jorge Andrade Marques aka (Paul Jam), was born in Lisbon in 1976 and soon began to like dance music. Started his career mixing in 2 cd player´s and a mixer whitout effects, only whit two pitchs, in a bar of a friend at 16 years of age. At the age of 18, he was invited to play in a bar near his home, where he was a resident until he was 21 years old, and had another invitation to be the DJ resident of a discotheque in Lisbon. Due professional reasons years late, he left his career of Re ...
 
Para esta Coleção de Poemas em Português, os voluntários de escolheram seus poemas preferidos em português, escritos por autores tanto portugueses como brasileiros. A produção poética em Língua Portuguesa vem aqui representada, do século XVI ao início do século XX.This Collection of Poems is inin Portuguese, written by both Portuguese and Brazilian authors. This project represents Portuguese language poetry ranging from the 16th through the beginning of the 20th Centuries.
 
Nesta coleção, a diversidade da literatura brasileira está representada em quinze contos, lidos com sotaques que também refletem a variedade da Língua Portuguesa.Collection of Brazilian Short StoriesThe diversity of Brazilian literature is represented through the fifteen short stories in this collection, read by voices that also reflect the diversity of the Portuguese language.
 
ENGLISH US Binho Uckermann, born in the city of São Paulo/Brazil. Extreme adorer of electronic music and with 12 years of trajectory as DJ, where 8 years of them acting like DJ Professional in the musical electronic scene. He began to play professionally in January 2010, and from his debut was conquering the public and gaining visibility through his energetic, lively and striking performances with a singular sonority that always tells a story its presentations. He began his career playing in ...
 
Loading …
show series
 
Na aglomeração desta semana, João Marcello Bôscoli traz a música Pessoa Nefasta, de Gilberto Gil. Pasquale destaca outras canções do artista neste mesmo álbum, como Tempo Rei e A Mão da Limpeza. Em celebração ao senhor do Bonfim, o professor também destaca a música 'Bom Começo', de Roberto Mendes e José Carlos Capinan. Eboli e Dudziak falam sobre a…
 
Professor Pasquale tira a dúvida do ouvinte e diz que 'são muito mais numerosos que a gente possa imaginar'. Ele lembra do músico e escritor Nei Lopes, que é um estudioso da cultura africana. Entre as palavras dessa origem que estão em nosso vocabulário estão 'quitanda', 'moleque', 'banguela' e mais.…
 
Professor Pasquale comenta mensagem de ouvinte, que criticou o fato de ouvir expressões como "Brasil tem DUZENTAS milhões de pessoas" ou "serão distribuídas DUAS milhões de doses de vacina". Comentarista diz que esse uso é muito comum, mas, na linguagem formal, deve ser evitado. É preciso que o numeral que antecede a palavra "milhões", faça concord…
 
Na Aglomeração de hoje, João Marcello Bôscoli, Eboli, Dudziak, Pasquale e Camila Carelli falam sobre o músico, que faria aniversário hoje. Eles destacam que o artista tem canções para todos os gostos e que ele fez um casamento da estética com a música. 'Não tem nenhum momento ruim dele', diz Bôscoli. Comentaristas também analisam o Campeonato Brasi…
 
Professor Pasquale esclarece que esse uso está correto, é 'mais velho que andar para frente' e temos exemplos históricos disso. Como na guerra fria, em que houve o grupo de países 'não alinhados'. Ou também o 'pacto de não agressão'. Comentarista destaca que o último acordo ortográfico eliminou o hífen nesses casos.…
 
Professor Pasquale responde dúvida de ouvinte e esclarece que, se a palavra terminada em 'ão' foi paroxítona, o plural será sempre com a terminação em 's'. Como, por exemplo, 'órgãos'. Já no caso das oxítonas ou dos monossílabos tônicos, normalmente o plural é feito em 'ões', como 'corações'. Mas não há uma regra específica.…
 
Mario Sergio Cortella lembra da frase do poeta e dramaturgo italiano Gabriele d'Annunzio para destacar a importância de persistir, insistir e resistir nesse ano novo, mesmo em meio à 'tempestade' da pandemia. 'É uma disposição absolutamente imprescindível para que a gente não deixe de caminhar em direção ao que é necessário', afirma o comentarista.…
 
Mario Sérgio Cortella faz uma reflexão sobre saída estratégica, o motivo específico. Ele destaca que, sempre que chega essa época do ano, desperta em nós o desejo de sair, de viajar. Érico Veríssimo um dia escreveu: 'Na minha opinião, existem duas categorias principais de viajante. Os que viajam para fugir e os que viajam para buscar'.…
 
Mario Sergio Cortella faz uma reflexão sobre fraternidade abalada, o fundamento frouxo. Ele destaca a importância de procurarmos pessoas que sejam autênticas para não desabar nossa relação, nosso afeto, nossa confiança. E cita Sheakspeare, que escreveu: 'quem constrói em um coração vulgar, acaba tendo uma casa torta e insegura'.…
 
Schwartsman analisa os índices econômicos brasileiros. O IPCA 15, divulgado ontem, fechou o ano em 4,3%, um pouco acima da meta do governo. 'Um número ruim de maneira geral, mas muito carregado na parte de energia, combustíveis etc. Então sugere que não seja algo que continue nos próximos meses', tranquiliza o comentarista, que aposta em um cenário…
 
Professor Pasquale esclarece dúvida de ouvinte e explica que a construção de frases como 'quero não' ou 'troco não' 'é um típico dialeto desta região do Brasil. Trata-se de um regionalismo, do português informal. Por sugestão do próprio ouvinte, o auxílio luxuoso foi a música 'Não vendo nem troco', do álbum Gonzagão e Gonzaguinha.…
 
Professor Pasquale responde dúvida de ouvinte e explica que, depois do 'b', o 's' costuma ter som forte. Entretanto, no caso específico de 'obséquio', o 's' é pronunciado com som de 'z' e isso não tem nenhuma explicação lógica. Já subsídio sempre apareceu nos dicionários com a recomendação de pronúncia com o 's', entretanto, alguns já preveem també…
 
Loading …

Guia rápido de referências

Google login Twitter login Classic login