Estudio Fluxo público
[search 0]
Mais

Download the App!

show episodes
 
Loading …
show series
 
Depois de uma semana de massacres e execuções promovidas à luz do dia pela Polícia Rodoviária Federal, uma conversa sobre a evolução da cultura policial sob Bolsonaro. A recusa ao comando civil, a institucionalização da psicopatia e o que esperar da reação policial com uma vitória de Lula em outubro.Apresentação: Bruno Torturra…
 
Bruno Torturra convida o Senador Randolfe Rodrigues (REDE-AP) para uma conversa sobre o instável cenário eleitoral. Seu papel na campanha de Lula, os riscos do não reconhecimento do resultado por parte de Bolsonaro. Como o Senado está se preparando para os meses de estresse democrático. Como fazer justiça no Brasil pós-Bolsonaro. Mudança climática,…
 
Episódio piloto de Disfluência - o Podcast do Fluxo.Bruno Torturra convida o pré-candidato a deputado federal, Augusto de Arruda Botelho, para uma conversa sobre o que a lei pode fazer caso Bolsonaro não reconheça o resultado eleitoral. Os planos e os limites do STF, a impunidade na corte de Bolsonaro, Daniel Silveira, Justiça Criminal no Brasil e …
 
Uma conversa sobre forma, conteúdo, feriado e o fracasso de público no 1º de maio nos eventos convocados por Bolsonaro e Lula. A diferença crucial entre as experiências de militância da direita e da esquerda. Apego e obsolescência estética. E como o monopólio dos microfones é um dos maiores desmobilizadores dos protestos de rua. Apresentação: Bruno…
 
O que a compra do twitter por Elon Musk pode dizer sobre liberdade de expressão e o controle dos meios nos quais nos expressamos? O abandono da internet aberta e o império da opinião nos mantendo distantes do verdadeiro potencial da internet como espação livre.Apresentação: Bruno TorturraPor Bruno Torturra
 
A volta de Sidarta Ribeiro ao Boletim do Fim do Mundo.Perto do lançamento de seu novo livro, "Sonho Manifesto", o neurocientista, escritor, ativista em uma conversa sobre o fim do mundo, otimismo, bilionários, psicodélicos e coisas demais para caber em uma descrição.Apresentação: Bruno TorturraPor Bruno Torturra
 
Como a teologia neopentecostal e a cobrança de propina se relacionam. A ética do dízimo, da propina e de um Deus que cobra por milagres mundanos. A polarização entre o Bem e o Mal que sobrou aos Bolsonaristas e como o escândalo dos pastores do MEC traduz a teologia da corrupção. Apresentação: Bruno Torturra…
 
Depois de mais de um ano fora do ar, a volta do Boletim do Fim do Mundo. Rússia, Ucrânia, OTAN sob o impacto de "O Despertar de Tudo", último livro de David Graeber. O experimentalismo político que definiu a humanidade até o avanço do colonialismo, a influência indígena na criação do Iluminismo e como a guerra na Europa pode ser entendida como a ex…
 
O Partido Democrata americano definiu a senadora Kamala Harris como a candidata à vice-presidência na chapa de Joe Biden. Uma análise sobre o lado positivo e a tragédia política embutida na escolha. Como a democratização racial do topo do poder pode enterrar a transformação da própria base da sociedade.…
 
O movimento QAnon pode ser bem mais do que uma teoria da conspiração, mas uma sintoma "natural" da supressão da transparência de Estado nos anos Obama. E porque, para além de uma leitura paranóica, ele pode ajudar a traduzir o Bolsonarismo como uma vanguarda do poder alucinatório.Por Bruno Torturra
 
Gilmar Mendes alertou o Exército brasileiro sobre a chance da instituição estar participando de um genocídio. Militares reagiram. Mas e se Gilmar foi, no fundo, moderado em seu alerta?Uma conversa sobre o Exército que, historicamente, travou guerras contra a expressão popular de seu próprio país. A indistinção entre Bolsonaro e os generais. E o pap…
 
No dia da independência dos Estados Unidos, uma conversa sobre como a ideia de supremacia está dominando a disputa política para além da supremacia racial e organizando o discurso da esquerda em torno de uma superioridade moral. Memes, genes e o jogo biológico inconsciente que orienta essa tendência.…
 
No dia em que os protestos do movimento Black Lives Matter explodiram nos EUA em revoltas e incêndios, o país lançou um foguete ao espaço. Uma conversa ao vivo, assistindo à CNN, sobre a relação entre o foguete especial e o fogo nas ruas, a asfixia da vida pública e a expansão do poder privado. Racismo e o backlash. Os riscos e a inevitabilidade do…
 
BFM transmitido em 29/5/2020. Enquanto tensões institucionais crescem, cresce junto o temor de uma ruptura institucional. Mas o processo pode ser mais sutil e, no fundo, mais inevitável. Uma entropia política e social, irrefreável dentro da dinâmica prevista em nossas instituições. E uma visita supresa de Gregório Duvivier na live.…
 
Como o automóvel entrou para o centro da militância anti-isolamento. E porque as carretas representam perfeitamente o processo de autoimunidade cívica matando o país. A buzina como discurso, o automóvel como cidadão. O ruído como resposta automática do bolsonarismo na pandemia.Por Bruno Torturra
 
Diante da pergunta sobre os mais de 5 mil mortos na pandemia, Bolsonaro disse: "E daí?". Muito mais do que desprezo, a resposta pode ser uma síntese de uma constante na psicologia e na história nacional. A banalidade, a irreverência diante da morte e nossa recusa traumática de viver o luto.Por Bruno Torturra
 
No dia em que o Mandetta foi demitido por Jair Bolsonaro, uma conversa sobre porque o ex-ministro foi o maior cúmplice do presidente em sua própria demissão. Oportunismo político, as graves consequências para a saúde e o imerecido reconhecimento por parte da oposição.Por Bruno Torturra
 
No dia em que Bernie Sanders suspendeu sua campanha para a presidência americana, uma conversa sobre como a pandemia escancara o império em sua hora mais frágil. Biden e a nostalgia senil. Trump e as vísceras do cargo. A crise da mitologia e do excepcionalismo americano.Por Bruno Torturra
 
Bolsonaro decidiu demitir seu ministro da saúde no meio de uma pandemia. Não consegui por conta de uma supervisão militar sobre sua decisão. Acontece que Bolsonaro não foi desautorizado, mas ganhou um passe de café com leite. Porque a "vitória" de Mandetta e a tutela sobre o presidente pode, paradoxalmente, estabilizar o bolsonarismo e produzir uma…
 
Porque quarentena talvez não seja o nome para o que estamos vivendo. Mais do que uma espera, podemos estar passando por estágios de luto por um modelo de realidade e de indivíduo. Hiperconexão, a radicalização da individualidade digital e o fim do mundo que o liberalismo definiu.Por Bruno Torturra
 
No dia em que a Câmara dos Deputados aprovou um projeto de renda mínima emergencial e os EUA aprovaram um pacote de 2 trilhões de dólares para estimular a economia, uma conversa sobre dívida, boletos e a dimensão exponencial do contágio e do acúmulo de capital.E porque o chama e a linguagem usada na convocatória da população de volta ao trabalho ju…
 
No dia em que Roberto Justus e o dono do Madero vieram a público conclamar a população a voltar ao trabalho, uma conversa sobre como a pandemia escancara e cria uma nova tensão (potencialmente insuportável) entre o Brasil de cima e o de baixo. A dimensão genocida que sempre definiu o capitalismo à brasileira. E uma canção no final...…
 
No dia mega panelaço nacional contra Bolsonaro, seu filho Eduardo abriu, pelo twitter, uma crise diplomática com a China. E como essa crise pode ter relação direta com o encontro contaminante de Trump e Bolsonaro em Mar-a-Lago na Florida.A guerra cultural proxy no Brasil. E como essa crise diz muito sobre o que espera o mundo no pós-pandemia.…
 
No dia em que um imigrante haitiano decretou que Bolsonaro não é mais presidente, uma transmissão com pouca paciência. Porque Bolsonaro transcende a incompetência e age como um anti-presidente. A urgência de sua queda imediata diante da pandemia de Covid-19. E Um surto do âncora que vos posta.Por Bruno Torturra
 
No dia em que a Organização Mundial da Saúde declarou pandemia, uma conversa sobre significados menos clínicos da doença. O pouso forçado do irrealismo, da ficção cultural e econômica que manteve uma sensação de segurança baseada no individualismo. Ecologia vs economia. E a resposta imunológica da natureza implícita nessa teste civilizatório. E a o…
 
A vitória decisiva de Bernie Sanders nas primárias de Nevada bateram como um meteoro no partido democrata. Uma conversa sobre o modelo de realidade que, muito antes das eleições, já está colapsando sob os pés dos analistas políticos americanos.Por Bruno Torturra
 
Sob o impacto das revoltas policiais e dos tiros sofridos por Cid Gomes, uma conversa sobre a desconstrução do termo e do papel do civil.O expurgo dos civis da esfera pública e a recusa das forças militares e policiais em aceitar o comando civil pode definir boa muito da ideologia miliciana. E mais grave do que isso, ao desistir da política e da di…
 
A partir da leitura do livro "O Filho do Século", uma conversa aberta com Gregório Duvivier sobre fascismo italiano, brasileiro e a essência subjetiva do termo tão utilizado e tão mal compreendido. Brasil, integralismo, Bernie, EUA e... Oscar 2020.Por Bruno Torturra
 
O psiquiatra e pesquisador Luís Fernando Tófoli (UNICAMP) volta ao Boletim do Fim do Mundo para falar sobre a nova edição do Levantamento Global de Drogas. A maior pesquisa mundial sobre uso, abuso e hábitos de usuários de drogas. Os achados do último levantamento. E uma conversa sobre psiquiatria, consultório e a enrascada cerebral em que nossa es…
 
Em mais uma vista ao Boletim, o advogado Augusto de Arruda Botelho fala sobre a escalada autoritária do primeiro ano do governo Bolsonaro. E sobre autonomia ideloógica e política do aparato jurídico e policial. Pacote Ant-Crime de Moro, Lei do Abuso de Autoridade. E como o autoritarismo encotra respaldo em um demanda social.…
 
Recebemos para uma conversa ao vivo a economista e professora Laura Carvalho. Autora de "Valsa Brasileira - do boom ao caos econômico", Laura fala sobre o fundamentalismo liberal no poder, as perspectivas de crescimento da economia e do autoritarismo, sobre os limites da teoria econômica para dar conta dos desafios do século 21.…
 
24 horas depois da reportagem do Jornal Nacional que aproximou ainda mais a família Bolsonaro dos assassinos de Marielle Franco, a reação de Jair e de seu governo representa um ponto de inflexão na política. E revela como o milicianismo de Estado pode ser compreendido para além da criminalidade. Mas como um tipo de golpe infeccioso que corrói a dem…
 
Boletim do Fim do Mundo de 28/10/19. Uma conversa sobre como os levantes populares na América Latina revelam muito sobre os traumas e as projeções da esquerda brasileira. 2013, Bolsonarismo como força revolucionária e o caráter psicopolítico desse tipo de catarse popular.Por Bruno Torturra
 
Uma conversa ao vivo durante o Roda Viva com Joice Hasselman. Como a crise do PSL revela, no fundo, a consistência do projeto antidemocrático de Bolsonaro. E como a hegemoia dos perfis define o novo poder político.Por Bruno Torturra
 
Uma conversa obre o processo de impeachment em curso nos EUA e como ele representa mais do que a responsabilização criminal de um presidente, mas a culminação de um problema deficitário da própria democracia americana. E como esse déficit se tornou uma autêntica falência do sistema no mundo todo.Por Bruno Torturra
 
Uma conversa com o neurocientista Sidarta Ribeiro, autor do livro "O Oráculo da Noite". A função civilizatória, cerebral e mitológica dos sonhos. A crise psiquiátrica, o paradigma psiconáutico. Inteligência e consciência artificial.Por Bruno Torturra
 
Porque ciberespaço é um nome mais adequado para definir a internet. E como sua estrutura econômica define a nova estrutura política que está se sobrepondo à democracia liberal.Capitalismo da vigilância, China, o feudalismo digital e necessidade da proclamação da república no ciberespaço.Por Bruno Torturra
 
No dia em que Bolsonaro recebe a viúva do torturador Ustra, uma conversa ao vivo sobre o aspecto mais sincero das manifestações do presidente. O sadismo. Como Bolsonaro transformou as vergonhas da ditadura em orgulho. E por isso, mais do que líder, se torna a encarnação das pulsões inconscientes que definem o sadismo brasileiro.…
 
Em um mês especialmente tóxico, essa semana o presidente parece ter levado o Brasil ao limite da sanidade. Como a nova normalidade coloca o governo em rota de colisão com a saúde democrática e psíquica de todo o país.Uma participação especial de Gregório Duvivier. Saturação. O princípio meditativo na auto-análise política. Hackers, Vaza Jato. E um …
 
Loading …

Guia rápido de referências

Google login Twitter login Classic login