Manual Do Usuario público
[search 0]
Mais

Download the App!

show episodes
 
Qual é o impacto das decisões das grandes empresas de tecnologia na sua vida? Goste ou não, Apple, Facebook, Google, Amazon e afins se tornaram tão poderosos que suas ações dão forma a como vivemos. O Tecnocracia é uma coluna quinzenal sobre as consequências de se viver sob o governo das grandes empresas de tecnologia. Por Guilherme Felitti.
 
Loading …
show series
 
Indicações literárias: https://manualdousuario.net/livros-recomendados/ Edição 20#43: https://manualdousuario.net/20-43/ Apoie o Manual (agora também via Pix): https://manualdousuario.net/apoie/ Neste podcast, eu (Rodrigo Ghedin) e Jacqueline Lafloufa começamos falando de Black Friday. Na próxima sexta, um monte de lojas farão promoções para conven…
 
Tudo bem? Como tá? O ano tá pesado, né? Todo jornalista interessado/a sofre com um problema: o excesso no consumo de informações. O Twitter é uma desgraça por pegar exatamente nesse ponto fraco: o fluxo infinito de notícias cria aquela sensação de que ficar fora por 10 minutos é o suficiente para que uma notícia de enorme importância tenha passado …
 
Acesse a edição 20#42: https://manualdousuario.net/20-42/ Apoie o Manual do Usuário: https://manualdousuario.net/apoie/ Neste podcast, Rodrigo Ghedin e Jacqueline Lafloufa recebem Mariana Cantini para falarem de Pix, o novo sistema de pagamentos instantâneos do Brasil que começa a funcionar, para todos, nesta segunda-feira (16). Para que serve? Com…
 
Acesse a edição 20#41: https://manualdousuario.net/20-41/ Apoie o Manual do Usuário: https://manualdousuario.net/apoie/ Neste podcast, Rodrigo Ghedin e Jacqueline Lafloufa falam de streaming. A Disney anunciou o preço do Disney+, seu serviço de streaming, no Brasil, e um punhado de parcerias com grandes empresas para impulsionar. Foi uma chegada ag…
 
Na volta do Guia Prático, Rodrigo Ghedin e Jacqueline Lafloufa comentam a audiência no Senado norte-americano em que os CEOs Jack Dorsey (Twitter), Mark Zuckerberg (Facebook) e Sundar Pichai (Alphabet/Google) foram questionados sobre a maneira com que lidam com liberdade de expressão e moderação em suas plataformas. No segundo bloco, falamos dos mu…
 
Em 1988, James Cameron era um diretor em franca ascensão em Hollywood, mas ainda tinha a ingrata obrigação de provar que seus filmes de ficção futuristas tinham apelo ao grande público a ponto de virarem sucessos comerciais. Cinco anos antes, em 1984, ele já tinha dirigido O exterminador do futuro que, você sabe bem, virou uma das maiores franquias…
 
Há alguns acontecimentos na história que parecem fadados a acontecer, que é só questão de tempo até que aquilo se concretize, mas que no fim não acontecem. Na política brasileira, existe a presidência de Tancredo Neves e o caso clássico de Fernando Henrique Cardoso posando para fotógrafos sentado na cadeira de prefeito de São Paulo dias antes da el…
 
Os últimos dois anos da vida de Patrícia Campos Mello, repórter especial da Folha de S.Paulo, foram marcados por ódio e ameaças destilados pelas redes sociais. Desde que revelou, no jornal onde trabalha, o escândalo dos disparos de mensagens em massa ilegais no WhatsApp nas eleições de 2018, ela se viu alvo de ataques coordenados e incessantes de a…
 
Na primeira onda de personagens da Marvel, lá na década de 1960, um dos favoritos do público que já consumia história em quadrinhos era um herói longe daquele ideal de Apolo que Superman e Capitão América carregam até hoje. O Coisa, do Quarteto Fantástico, exercia um certo fascínio por mostrar um sujeito que, transformado num amontoado de pedras à …
 
Quando eu entrei no jornalismo e, especificamente, no jornalismo de tecnologia, o clima que conduzia a área era de otimismo. Meu primeiro texto foi publicado em 2003, quando eu estava no terceiro ano de faculdade, o Google ainda era uma startup a se provar, Microsoft e GE se alternavam como maior empresa do mundo, a Nokia estava a quatro anos de la…
 
Em 1924, Oswald de Andrade, Mario de Andrade e Tarsila do Amaral eram três dos artistas mais relevantes do Brasil. Os três tiveram participação decisiva na Semana de Arte Moderna dois anos antes, um movimento artístico que desencadeou o Modernismo no Brasil ao questionar e reinventar alguns pilares nos quais a arte tradicionalmente se apoiava até e…
 
Ouviu o Tecnocracia e veio aqui em busca dos links citados? Cinco dos dez canais que explodiram no ranking do YouTube durante as eleições são de extrema-direita, no The Intercept. Sites que apoiam Bolsonaro apagaram centenas de vídeos nos últimos meses, no Jornal Nacional. Gab, a rede social dos conservadores, testa os limites da liberdade de expre…
 
Em 1954, a Suprema Corte dos Estados Unidos julgou inconstitucional, por unanimidade, a segregação racial nas escolas do país. Até então, os governos estaduais definiam se alunos brancos e negros seriam misturados ou se cada um iria para uma escola diferente — em sua maioria esmagadora, as escolas frequentadas pelos brancos não eram as mesmas escol…
 
Neste podcast, converso com o entregador de aplicativos Reginaldo Zafemina, de Campinas (SP), a respeito da grande paralisação da categoria no dia 1º de julho. Para mais informações, dê uma olhada nos perfis do Treta no Trampo (Twitter, Instagram, Facebook). Foto do topo: Roberto Parizotti/Fotos Públicas. (mais…)…
 
Neste podcast, converso com o Carlos Aquino, do blog Retina Desgastada, sobre as várias maneiras de se relacionar com video games, as mensagens que alguns títulos trazem, o que estamos jogando agora e como conciliar uma biblioteca enorme de jogos. No final, ele indica um jogo canadense, uma série e um filme norte-americanos, e eu, um filme sueco. (…
 
Além do cappuccino, do Vaticano e do fascismo, a sociedade moderna deve à Itália o conceito de empresa. Ainda que grupos de pessoas venham se unindo sob uma mesma organização para fazer comércio desde a Mesopotâmia, 3 mil anos antes de Cristo, foi durante o Império Romano que tomou forma a estrutura da empresa que conhecemos até hoje. “Eles certame…
 
Neste podcast, converso com Jaydson Gomes, da BrazilJS, sobre JavaScript, como as grandes empresas subvertem iniciativas de código aberto e o que fazer com seu evento presencial quando uma pandemia acontece. No final, indicamos um livro e uma série norte-americanos e um filme japonês. (mais…)Por Rodrigo Ghedin
 
O escritor argentino Julio Cortázar publicou em 1969 o conto que melhor sintetiza a passagem de tempo na literatura mundial, segundo a minha opinião. Chama-se A auto-estrada do Sul e está num livro chamado Todos os fogos o fogo”. No conto, uma multidão de carros avança por uma estrada que liga o interior da França a Paris numa tarde de domingo até …
 
Neste podcast, converso com Henrique Martin (Ztop, newsletter Interfaces) a respeito do novo Nokia 2.3, a ascensão de celulares baratos na crise pandêmica e as estranhezas da imprensa especializada em tecnologia no Brasil. No final, ele indica uma série norte-americana. PS: A qualidade do áudio ficou um pouco comprometida em alguns trechos pontuais…
 
Neste podcast, converso com a Gislaine Bueno, que cuida da parte comercial do Manual do Usuário, sobre organização e produtividade, como anunciar no Manual e dramas cotidianos da quarentena. No final, ela indica uma série norte-americana e eu, dois filmes: um norte-americano e um francês. (mais…)Por Rodrigo Ghedin
 
No basquete, há uma expressão chamada “heat check”. A Luciana Gimenez vai explicar para você. (Seria ótimo se agora entrasse a Luciana real explicando, mas eu não tenho contatos na high society, então quem vai ter que explicar o que é sou eu.) Basicamente, o “heat check” é quando um jogador percebe que está num daqueles dias em que tudo dá certo e …
 
Neste podcast eu falo do novo iPhone SE, um celular com visual de 2014, com especificações atualizadas e um caráter utilitário que faz falta nesse mercado. Também recomendo um filme norte-americano e uma série bizarra. Ah, a matéria que cito é esta aqui: Vida longa ao celular. (mais…)Por Rodrigo Ghedin
 
Quando conquistadores holandeses aportaram na Austrália para explorar uma região no oeste do país, a crença global era de que cisnes só eram encontrados em uma cor: branco. A certeza era tamanha que, na Inglaterra medieval, um dos ditados populares usava a expressão “cisne negro” para professar algo impossível. Acreditava-se na época que a probabil…
 
Loading …

Guia rápido de referências

Google login Twitter login Classic login