Episódio 64 - "O artista por trás do Ar.Co" - Conversa com Manuel Costa Cabral

1:16:19
 
Compartilhar
 

Manage episode 330206295 series 3266800
Por Appleton Associação Cultural descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Manuel Costa Cabral

Formou-se em Pintura em 1963, na Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa. Entre 1965 e 1969, integrou o ateliê do artista Manuel Lapa, tendo trabalhado no design e montagem de exposições temáticas, nomeadamente no Pavilhão de Portugal na exposição do Rio de Janeiro, em 1965; "Turismo em Portugal", em Moçambique (1966) e Lisboa (1968); "Iconografia do Rei D. Miguel", no Museu Nacional de Arte Antiga. Em 1971 e 1972, foi bolseiro (durante seis meses) nos Estados Unidos, pelo Instituto Internacional de Educação (IIE) e pela Fundação Calouste Gulbenkian, sob a orientação de Rudolf Arnheim, da Harvard University. Entre 1974 e 1977, integrou a equipa para a formação de professores primários, projeto do Centro de Informação e Documentação Amílcar Cabral (CIDAC), na República da Guiné-Bissau. Em 1973, foi cofundador da escola Ar.Co, Centro de Arte e Comunicação Visual, em Lisboa, e seu diretor-executivo durante vinte e um anos. Nessa qualidade, programou e promoveu exposições anuais de professores e alunos e, em colaboração com a Fundação Calouste Gulbenkian, várias exposições, como "Simpósio Internacional de Cerâmica, Alcobaça '87", "Thomas Gentille", "Minoru Niizuma" e "Bolseiros Portugueses no Royal College of Art". Em 1991, recebeu em Londres o título de Honorary Fellow do Royal College of Art. Em 1993, como curador independente, organizou a exposição de arte portuguesa "Orientations", na Fundação Akemi, em Amagasaki, Japão. De 1994 a 2011, foi diretor do Serviço de Belas-Artes da Fundação Calouste Gulbenkian, no qual foi responsável pelo programa das exposições temáticas bianuais na Sede, pelas exposições individuais de Jorge Martins, Gabriela Albergaria, Leonor Antunes e Ricardo Jacinto no Centre Culturel Portugais, em Paris, e ainda em colaboração com o Centro de Arte Moderna, pelas exposições dos artistas internacionais Betty Woodman e Richard Serra, em Lisboa. Em 1982, retomou a atividade de pintor e tem participado em exposições individuais e coletivas. Desde 2015, é curador de exposições e conferências no âmbito da colaboração com a Fundação Carmona e Costa, nomeadamente das exposições individuais dos artistas Jorge Martins, na Sede, Maria José Oliveira, na Sociedade Nacional de Belas-Artes (SNBA), e Graça Costa Cabral, na SNBA e no Arquipélago dos Açores, em São Miguel. Este ano foi co-curador com o artista Pedro Tropa da exposição "Arquivo" de Maria José Palla na Appleton Square.

Links:

https://www.publico.pt/2011/04/08/jornal/nao-queria-ser--um-revolucionario-de-mesa-de-cafeentrevista-manuel-costa-cabral-21556965

https://umbigomagazine.com/pt/blog/2019/06/25/minha-solidao-sente-se-acompanhada-de-manuel-costa-cabral/

https://www.arcoabecedario.pt/entries/59?locale=en

http://arquipelagocentrodeartes.azores.gov.pt/pt/programacao/exposicao-graca-costa-cabral-obras-1982-2015/

http://www.fundacaocarmona.org.pt/pt/ciclos_conferencias/2017.aspx#

https://observador.pt/especiais/fotografos-compulsivos-gentrificacao-e-um-cafe-museu-um-guia-de-exposicoes-ate-final-do-ano/

https://expresso.pt/revista/culturas/2022-04-14-Maria-Jose-Palla-o-rosto-como-paisagem.-Quando-me-fotografo-torno-me-um-objeto-duplo-uma-imagem-do-que-e-e-do-que-ja-foi-2bf8bd5f

https://umbigomagazine.com/en/blog/2022/05/03/maria-jose-palla-arquivo-na-appleton-square/

Episódio gravado a

06.05.2022

http://www.appleton.pt

Mecenas Appleton:

HCI / Colecção Maria e

Armando Cabral

Financiamento:

República Portuguesa -

Cultura / DGArtes

Apoio:

Câmara Municipal de Lisboa

91 episódios