Assassin’s Creed Odyssey

6:30
 
Compartilhar
 

Manage episode 219174975 series 1084105
Por Francisco Ramos descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Assassin’s Creed Odyssey – Matheus Santos

Assassin’s Creed Odyssey é um jogo que comparado ao seu antecessor, conseguiu dar um grande salto de qualidade inovando em várias áreas os gráficos, assim como a jogabilidade, foram melhoradas e a história que possuem escolhas que vão afetar o enredo e a forma com que as pessoas vão se comportar com você. Assassin’s Creed Odyssey, com certeza não é uma mera cópia de Assassin’s Creed Origins, como muitos temiam.

Nesse jogo, você possui a opção de explorar toda a Grécia Antiga de 431 a.c em plena guerra do Peloponeso. e poderá escolher entre dois protagonistas Alexios ou Kassandra, que são mercenários e tanto sua escolha inicial de personagem quanto as suas escolhas de quem você pretende ajudar interferirá no mundo e nos rumos que a história tomará, você decide se quer ajudar uma pessoa por pura bomdade ou por dracmas (moedas corrente do jogo e que foi moeda da Grécia até 2002) e essas escolhas, acreditem, nem sem pre são fácies e talvez uma coisa que aparentemente possa parecer o certo naquele momento pode desencadear coisas muito piores.

Pela primeira vez o jogo trás opções de diálogos, que dão a você o poder de mudar a narrativa, decisões como se você quer assassinar alguém, deixá-las vivas ou até dar aquela paquerada de leve, podem afetar a história, levando-a para um ótimo ou de uma péssimo fim.

Em questão de jogabilidade, ele recebeu várias novidades. Agora, você pode escolher até quatro habilidades de combate corpo a corpo e de combate a longa distância. As habilidades ,sejam ativas ou passivas, são desbloqueadas com pontos de habilidades que você ganha ao subir de nível. e agora, ao invéz daquela única habilidade de finalizações do seu antecessor, agora possuímos uma barra que é consumida ao usar essas habilidades especiais, sendo uma dessas habilidades é o chute Espartano, o famoso chutão de Leonidas no filme 300, bem útil em brigas em lugares altos ou em incursões a navios.

E falando nisso, os fãs de Assassin’s Creed Black Flag devem se sentir homenageados, pois o combate com navios está de volta. Você pode personalizar o seu navio, trocando a cor dele, a roupa da sua tripulação e adicionando até quatro tenentes para a sua tripulação. Você também pode melhorar o seu navio, melhorando a quantidade de flechas que a sua tripulação atira por vez, aumentando o vigor dos remadores e melhorando o casco, cada uma dessas melhorias trazem bonus dstintos e atributos a mais, como por exemplo, colocar uma fornalha em seu navio de abre a opção de atirar flechas de fogo. A variação de formas de ataque e a quantidade de armas diferentes no navio não chegam a ser tão grande como em Black Flag, mas voltar a singrar os mares e poder partir um navio ao meio já traz de volta aquele boa jogabilidade do seu antecessor.

Além disso, não podemos esquecer que estamos no meio da guerra do Peloponeso e o jogo explora bem isso; em meio a guerra você participa de batalhas campais onde se definem quem terá o território em disputa, com minions e generais, bem parecidos com games musou como Dynasty Warriors, mas sem os exageros.

O mundo aberto gigantesco , cerca de 65% maior que seu antecessor, o jogo possui cidades muito bonitas, com cores bastante vivas, misturadas com todos os elementos gregos, vários biomas diferentes e uma bela fauna, mesmo sendo ainda mais fácil enfrentar um urso pardo ou um tubarão que qualquer soldado espartano, a beleza e o cuidado com detalhes estão impressionantes e outra novidade nesta versão é que agora você tem a opção de escolher se quer achar s objetivos (como num jogo de rpg) ou continuar no modo clássico onde sempre aparecem indicadores bem precisos de onde você deve ir e esta opção é a única que dá pra alterar em qualquer momento do jogo.

Enfim, Assassin’s Creed Odyssey, ao contrário do que muitos pensavam, é uma evolução gritante de seu antecessor, flertando muito mais do que nunca com elementos de RPG, o jogo trás uma história que te prende e personagens cativantes e que com certeza irá se firmar no panteão dos melhores jogos da série

CGCorp
Assassin’s Creed Odyssey

Produção: Francisco Ramos
Narração: Francisco Ramos
Texto: Matheus Santos
Edição: Francisco Ramos
Arte: Ubsoft
Ubisoft.com

Referências externas
Game: Assassi’s Creed Odyssey
Música: Legend of the Eagle Bearer – The Flight
– The Cult of Kosmos – The Flight
– INVENTORY – The Flight

141 episódios