Como Chitãozinho & Xororó mudaram o sertanejo

19:41
 
Compartilhar
 

Manage episode 341946932 series 2504067
Por Editoria de Podcasts and Folha de S.Paulo descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Beatles, Wanderley Cardoso, Jerry Adriani, Roberto Carlos e toda a turma da Jovem Guarda. Era isso que Chitãozinho e Xororó, que comemoram 50 anos de carreira neste ano, escutavam quando eram adolescentes no Paraná

Na época, eles perseguiam um sonho frustrado do próprio pai de ser músico e queriam transcender a música caipira, que anos mais tarde seria chamada de sertanejo. A dupla queria somar à viola os baixos, guitarras e baterias de rock, algo que não era comum até então. Mas a ideia foi barrada várias vezes.

Eles até conseguiram emplacar o desejo, mas só depois de muitas tentativas. E foi nessa fase que surgiu um dos maiores sucessos da dupla, "Fio de Cabelo". A música ajudou a vender mais de um milhão de cópias do álbum "Somos Apaixonados", lançado há 40 anos. É um patamar alcançado apenas por nomes como Roberto Carlos e Nelson Gonçalves, impensável para a música sertaneja naquela altura.

Chitãozinho fala que, naquela época, o sertanejo só tocava em rádio AM, no interior, e em horários pouco nobres. Com “Fio de Cabelo”, o gênero começou a figurar nas FMs e durante o dia. Além disso, a música trouxe uma nova poética para o sertanejo, que ficou mais próximo da sofrência.

O episódio dessa semana relembra a carreira da dupla, que recentemente fez um projeto audiovisual ao vivo que reuniu 14 mil pessoas em quatro apresentações para celebrar as cinco décadas de carreira.

As comemorações, que estavam previstas para 2020, foram adiadas por causa da pandemia. Mas, agora, a data coincide também com os 40 anos do lançamento de “Fio de Cabelo”.

O Expresso Ilustrada também discute como “Fio de Cabelo” popularizou o gênero que nomes como Inezita Barroso chamavam de “sertanojo” e como a sofrência, que domina hoje o sertanejo, tem raízes nesse hit.

Para isso, o podcast conversa com Lucas Brêda, repórter de música da Folha, e escuta a entrevista do jornalista com Chitãozinho e Xororó.

See omnystudio.com/listener for privacy information.

186 episódios