Por que personagens LGBTs de animações estão saindo do armário?

25:18
 
Compartilhar
 

Manage episode 295810273 series 2504067
Por Editoria de Podcasts and Folha de S.Paulo descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Lindinha, Docinho e Florzinha são as principais personagens de "As Meninas Superpoderosas", o desenho animado do Cartoon Network, do fim dos anos 1990. Mas, quem tem ganhado destaque no Mês do Orgulho LGBT é Ele, um dos vilões da série, que tinha os pulsos desmunhecados e um visual considerado afeminado.

Assimo como Ele, outros personagens de animações, como Bob Esponja e Betty, de "Rugrats: Os Anjinhos", que nunca foram oficialmente declarados membros da comunidade LGBT, estão sendo identificados como tal.

O Expresso Ilustrada dessa semana comenta sobre essa série de personagens de canais como Disney, Cartoon e Nickelodeon, que têm saído do armário e também analisa os fatores que criaram essa onda colorida só agora.

Para isso, participam do episódio o repórter da Ilustrada Leonardo Sanchez, o dublador e criador da animação para adultos "Super Drags" Fernando Mendonça, e Renan Quinalha, professor da Unifesp e autor de "Contra a Moral e os Bons Costumes".

See omnystudio.com/listener for privacy information.

127 episódios