#37 - Quando eu devo desistir?

9:01
 
Compartilhar
 

Manage episode 246857011 series 2407688
Por Fernando Godoy descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Hoje vou fazer um paralelo entre uma pergunta que me fizeram após uma palestra em Natal no início do mês e a palestra de Sir Richard Branson, fundador da Virgin Group, que eu assisti ontem em São Paulo. O grupo é composto por dezenas de empresas, mais de 70 mil funcionários atuando em diversos segmentos como aviação, hotelaria e entretenimento. Voltando a pergunta do título, quando eu devo desistir, em se tratando de empreendedorismo, a pergunta se referia a abandonar um negócio. Senti que o meu amigo de Natal enfrentava uma séria de dilemas, dúvidas e dificuldades sobre a sua startup. Vamos então discutir aqui alguns dos principais pontos que podem levar a nós empreendedores a desistir de um negócio. Mesmo assim, é preciso entender todo o contexto da situação, mas a primeira coisa que eu digo é: desistir jamais! Mas é claro que precisamos entender a diferença entre desistir e mudar de plano. Se o seu negócio não anda bem, não decolou, você não consegue crescer ou resolver a maioria dos problemas você pode até chegar a conclusão que está no segmento errado ou que não planejou direito ou até mesmo que não tem conhecimento do mercado, mas você nunca deve desistir de empreender. Este é o ponto. Você pode até decidir abandonar ou vender o seu negócio para alguém mais experiente, mas nunca desistir de empreender. Você pode mudar de área, mas nunca desistir de empreender! O fato de você ter que dar um passo para trás, analisar tudo novamente e refletir é normal. Isto acontece na vida pessoal, no trabalho e até na guerra. Como diria Winston Churchill, “Never Surrender”, ou seja, jamais se render, mas não quer dizer que a teimosia teria que ser fator predominante para vencer. Esta situação até foi retratada no filme Dunkirk, onde os soldados ingleses tiveram que bater em retirada durante a segunda guerra e contanto com o apoio de barcos comuns da população inglesa. Significa que Churchill jogou a toalha? Nunca! Mas até o maior primeiro ministro da história britânica teve seus momentos de recuo, incertezas e reflexão. Naquele momento era melhor trazer todos os soldados de volta, reagrupa-los, pensar numa nova estratégia e voltar ao combate. Isto acontece no empreendedorismo o tempo todo. Richard Branson, que iniciou o seu império em função de uma situação que ele simplesmente não estava disposto a desistir que era simplesmente de chegar em casa e ver a sua namorada. A história da criação da Virgin Airlines começa quando um voo de uma companhia aérea é cancelado e te dão uma desculpa qualquer. Ele insistiu e foi simplesmente desprezado. Ele insatisfeito, digamos assim, com o serviço não prestado, tem a ideia de ver quem estaria disposto a fretar um avião junto com ele naquele exato momento e chegar nas Ilhas Virgens Britânicas. Escreveu num cartaz que estava vendendo os tickets para as Ilhas Virgens e começou a recrutar os clientes. Resultado, ele não desistiu e chegou ao seu destino. Sucesso total. Aliás, este é o primeiro conselho de Richard Branson para quem vai empreender: é olhar para um setor ou área que não está realizando um bom serviço aos clientes. E digo também que este é ponto de partida a ser questionado quando você começa a desanimar com o seu negócio: você perguntou ao seu cliente se ele está satisfeito com o produto ou serviço que a sua empresa entrega? O que pode ser melhorado? Quais sugestões ele teria? Pois lembrando aquela velha máxima empreendedora: Se não tem clientes, significa que não tem vendas. Se não tem vendas a sua empresa não existe. #empreendedornaotiraferias #vidadeempreendedor #startup #empreendedorismo #inovacao #fernandogodoy #cervejaleuven ##livrometodologiastartupvillage #inteligenciaartificial #immersivelearning #xr #extendedreality #realidadeaumentada #realidadevirtual #startupvillage #conhecimento #gestaoempreendedora #organização #tempo #gestaodotempo #inspiracao #aprender #conhecimento #ajudar #richardbranson

53 episódios