As Metrópoles da Borracha #62

2:23:09
 
Compartilhar
 

Manage episode 303082272 series 2526377
Por Globoplay descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

A elite brasileira tentou transformar Manaus e Belém em cidades tipicamente europeias a partir de 1860 - Parises na América - desprezando toda cultura indígena já ali estabelecida.

Em Manaus, embora o indígena fosse romantizado em óperas e pinturas, eram proibidos de andar com suas vestes tradicionais e de tomar banhos em rios.

Mesmo suprimindo a cultura local, os brancos apropriaram-se dos hábitos, alimentos e utensílios indígenas.

Com a riqueza do látex, Manaus tornou-se uma das maiores economias do Brasil no início mas essa riqueza era quase exclusiva aos barões da borracha.

Denúncias de escravidão em seringais tornaram-se tão numerosas em 1900 a ponto de consules britânicos viajarem ao Brasil para apurar os casos, levando a prisão de alguns latifundiários.

Enquanto teatros eram erguidos para a nobreza, bairros de trabalhadores formavam-se na beira de igarapés.

Com a queda do preço da borracha, uma crise política e econômica eclodiu no Norte.

Em Manaus, em 1910, a Marinha bombardeou a cidade em tentativa de depor o governador Antonio Bittencourt.

Em Belém, em 1912, o senador Lauro Sodré articulou um golpe contra o prefeito Antônio Lemos.

As vibrantes capitais da borracha, agora tinham seus prédios ecléticos crivados de bala e seus bulevares tomados pela vegetação amazônica.

____________________

Se curte o conteúdo do Geo, agradecemos quem contribuir com nossa campanha mensal no:

Picpay: https://picpay.me/geopizza

Apoia.se: https://apoia.se/geopizza

ou Patreon: https://patreon.com/geopizza

____________________

Fontes completas e dicas culturais no nosso site https://geopizza.com.br/

81 episódios