Quando o Racismo Parou Los Angeles #60

3:05:21
 
Compartilhar
 

Manage episode 300959474 series 2526377
Por Globoplay descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Uma sociedade desigual, implica em uma sociedade violenta.

Antes do assassinato de George Floyd em 2020, os distúrbios raciais de Los Angeles foram os maiores e mais destrutivos da história dos EUA.

Los Angeles tinha vários motivos para ser uma bomba-relógio racial:

Em 1910, cerca de 80% dos bairros da cidade tinham leis que proibiam a integração residencial de afro-americanos e brancos.

Na década de 1940, a situação piorou: 95% das moradias em Los Angeles estavam proibidas para certas minorias.

Diversas imobiliárias, proprietários e construtoras adotavam uma prática de segregação residencial conhecida como “redlining”:

Através de uma linha vermelha, era delimitado onde imigrantes e afro-americanos deveriam morar, caso contrário, isso causaria a desvalorização do aluguel de bairros brancos.

Somado a isso, a polícia de Los Angeles foi uma das primeiras polícias militares do mundo.

O ex-veterano da 2º Guerra Mundial, Daryl Gates, tornou-se chefe de polícia de Los Angeles, defendendo a militarização da instituição.

Para Gates, os policiais deveriam ter treinamento, autonomia e equipamentos semelhantes ao exército americano.

Daryl Gates também fundou a SWAT, além de um programa anti-drogas chamado DARE, que mais tarde influenciou no PROED no Brasil (pois é)

A logística da militarização da polícia dos EUA foi exportada para muitos países latino-americanos no meio do século 20, para conter a Guerra às Drogas.

Em Los Angeles, após quase 1 século violência policial desproporcional, o absolvimento de 4 policiais envolvidos no linchamento de Rodney King desencadearia uma semana de motins e protestos interruptos.

____________________

Se curte o conteúdo do Geo, agradecemos quem contribuir com nossa campanha mensal no:

Picpay: https://picpay.me/geopizza
Apoia.se: https://apoia.se/geopizza
ou Patreon: https://patreon.com/geopizza

____________________

Fontes completas e dicas culturais no nosso site https://geopizza.com.br/

99 episódios