107: A vachina não é uma vacina

2:03:31
 
Compartilhar
 

Manage episode 275544880 series 1041827
Por Senso Incomum descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Senso Incomum: sensoincomum.org Facebook: https://www.facebook.com/sensoincomumorg Twitter: https://twitter.com/sensoinc Instagram: https://www.instagram.com/senso.incomum Seja membro do Brasil Paralelo: https://bit.ly/3d8Wleh GUTEN MORGEN GO - Primeira Guerra Mundial: https://go.sensoincomum.org Assine a revista do Senso Incomum: Apoia.se: https://apoia.se/sensoincomum Patreon: https://www.patreon.com/sensoincomum Livraria Senso Incomum: https://livraria.sensoincomum.org Livro "Inquérito do fim do mundo - O apagar das luzes do Direito Brasileiro", organizado por Cláudia Piovezan: https://livraria.sensoincomum.org/inquerito-do-fim-do-mundo Camisetas e canecas Senso Incomum na Vista Direita: https://www.vistadireita.com.br/categoria/senso-incomum/ Faça seu currículo na CVpraVC: https://www.sensoincomum.cvpravc.com.br Curso "Ciência, Ideologia e Política em Eric Voegelin", de Flavio Morgenstern no Instituto Borborema: https://institutoborborema.com/produto/curso-ciencia-politica-e-ideologia-em-eric-voegelin/ Curso "Infowar: Linguagem e Política", de Flavio Morgenstern, no Instituto Borborema: https://institutoborborema.com/2017/05/08/curso-infowar-linguagem-e-politica/ Loja Marbella Infantil de roupas para seus pequenos (também no Instagram): marbellainfantil.com.br http://instagram.com/marbellainfantil ⚓ No seu podcast preferido, explicamos algo que vai confundir os 2 neurônios dos crentes na "ciência" da Folha e da Globo: a vacina anti-peste chinesa não é uma vacina. Ah, e sabe o MBL? Então... Guten Morgen, Brasilien! Seu podcast preferido hoje realiza um sonho (do autor, não seu): liderar uma turba enfurecida! E tudo isso por conta da vaChina, como foi chamada a vacina chinesa Sinovac, que será enfiada goela abaixo, ou braço abaixo, por João Doria, o maior amante do Partido Comunista Chinês no Brasil, que quer ir contra a Constituição (inclusive com apoio de quem deveria por ela zelar) e ter o poder de obrigar a população a fazer parte de um experimento de cientistas malucos! Óbvio que no reino dos mocorongos, logo se replica, dorso da mão à cintura e pézinho a fustigar violentamente o assoalho, que ser contra uma vacina é ser contra “a ciência”. Que seria mera “teoria da conspiração” antivax. Ou, como é comum nestes dias que correm, acionar quem realmente tem poder de mando no país: agências de suposto fact-checking e um certo tribunal, para proibir que as pessoas simplesmente discutam o tema, pois é assim que a ciência funciona, não é mesmo? Mas mostramos aqui uma argumentação filosófica, científica e para os cobras, não para a camorra ignara que lê piauí e Jacobin e acredita em Atila Iamarino: a vacina (e não falamos apenas da chinesa: mesmo a de Oxford, a russa ou o raio que for!) é mesmo uma vacina? Ou uma coisa BEM DIFERENTE do que foi enfiado em nossas goelas, braços e bumbuns até hoje com o nome de “vacina”? É muito fácil aparecer a mesma caterva de sempre, como PSOL, PDT, tucanos como Doria e Aécio Neves, defendendo o “direito à vacinação”, como se isso estivesse em alguma lei e, ehrr, fizesse sentido. Mas mesmo que levemos a sério as belíssimas e puríssimas intenções do Partido Comunista Chinês (aquele dos 60 milhões de mortos e do massacre da Praça da Paz Celestial, para quem pensa por imagens), essa droga feita às pressas, a toque de caixa, pelo mesmo país que legou ao mundo a peste negra e a peste chinesa, pode ser chamada de vacina? Faz sentido um político ter o direito de obrigar sua população a ser COBAIA de um experimento, perdendo todos os seus direitos (ou seja, virando a China comunista), só porque João Doria e Aquele Triunal querem? E falando em Doria, também comentamos os métodos de um certo MBL, que está sendo investigado pelo MP pelas suas movimentações financeiras, digamos, “estranhas”. Inclusive com nomes de entidades chinesas envolvidas.

109 episódios