67: Ameaça fascista

1:50:22
 
Compartilhar
 

Fetch error

Hmmm there seems to be a problem fetching this series right now. Last successful fetch was on March 11, 2022 21:53 (2M ago)

What now? This series will be checked again in the next day. If you believe it should be working, please verify the publisher's feed link below is valid and includes actual episode links. You can contact support to request the feed be immediately fetched.

Manage episode 219771716 series 1041827
Por Senso Incomum descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Guten Morgen, Brasilien! Estamos aqui no aparente último episódio do nosso podcast antes de o fascismo começar. Com a eleição óbvia de Jair Bolsonaro à presidência, tudo quanto é órgão internacional fala abertamente no fim da democracia, em campos de concentração, em chumbo grosso na população e no massacre de minorias simplesmente por serem minorias. Afinal, se todos estão dizendo que Bolsonaro é fascista, é praticamente científico que fascista Bolsonaro é. Nós já analisamos aqui se o nazismo era "de direita", como dizem. Mas vamos analisar se o fascismo tem algo a ver com as propostas de Bolsonaro, ou dessa nascente direita brasileira? Apesar de ser uma palavra usada como adjetivo, substantivo, verbo, advérbio, exclamação, conjunção e preposição hoje em dia, o fascismo histórico é um fenômeno histórico extremamente bem definido no tempo. Criado por Benito Mussolini, um antigo socialista com certa oposição à centralização de Moscou, o fascismo preconiza o nacionalismo como diferente do socialismo. Mas por quê? O que de fato é o tal nacionalismo fascista? Por que exatamente Itália e Alemanha foram os países que atenderam tão prontamente o chamado fascista? Se alguém for muito nacionalista, acabará obrigatoriamente caindo no fascismo? Nesse episódio, damos nosso típico giro histórico para entender o que raios é, de fato, esse tal de fascismo – não o que a esquerda não cansa de ficar repetindo, mas o fascismo de verdade, aquele que, curiosamente, saiu justamente do socialismo, e que nunca se afastou muito dele. E mais: Reforma Protestante, os ídolos de Adolf Hitler, a Inquisição e suas heresias, o nome de Benito, consenso acadêmico e muito mais pancadaria para você nesse episódio do seu podcast preferido! A produção é de Filipe Trielli e David Mazzuca Neto no estúdio Panela Produtora, com produção visual de Gustavo Finger da Agência Pier. Guten Morgen, Brasilien!

115 episódios