Denise Ferreira da Silva: Não há modernidade sem violência racial

45:24
 
Compartilhar
 

Manage episode 348733840 series 2198701
Por Editoria de Podcasts da Folha and Folha de S.Paulo descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Por que as mortes de pessoas pretas, autorizadas ou cometidas pelo Estado, não causam uma crise ética?

Denise Ferreira da Silva conta que essa é a pergunta fundamental que tentou elaborar em sua pesquisa de doutorado, que deu origem a "Homo Modernus: para uma Ideia Global de Raça", editado recentemente no Brasil.

Professora da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, a autora escava no livro o pensamento filosófico pós-iluminista que talhou uma concepção de sujeito moderno —branco, europeu, considerado portador de uma razão universal— e, ao lado da ciência do século 19, produziu uma representação dos "outros raciais" —asiáticos, negros e indígenas—, vistos como dotados de mentes inferiores e presas à natureza.

Neste episódio, ela diz que a violência racial nunca foi um desvio da modernidade, mas sua pedra angular, e, por isso, o capitalismo, as instituições do Estado e o pensamento social têm uma raiz colonial.

  • Produção e apresentação: Eduardo Sombini
  • Edição de som: Raphael Concli

See omnystudio.com/listener for privacy information.

131 episódios