Efeito Lula

1:22:47
 
Compartilhar
 

Manage episode 246307305 series 2504159
Por B9 descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

No dia 7 de abril de 2018, o ex-presidente Lula foi preso. Após muitas etapas da Operação Lava Jato, ele foi condenado em 2a instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá, em uma disputa legal que mobilizou o país.

Na época Lula liderava as pesquisas de intenção de voto para presidência do país e a corrida o tirou da corrida presidencial. Naquela época, em discurso proferido no ABC paulista, antes de se entregar a polícia ele prometeu que sairia muito maior

580 dias se passaram. Nesse período, aconteceram as eleições presidenciais de 2018, Jair Bolsonaro se elegeu, Moro foi de juiz à Ministro da Justiça e Segurança Pública.

"Lula Livre" virou o maior grito e bandeira da esquerda, a maior resistência ao atual governo. Enquanto isso, fora do Brasil, a América Latina vive uma primavera política cheia de protestos, revoltas e golpe. Tudo parece estar fervendo. E é nesse fervo que, no dia 7 de novembro de 2019, o STF decide derrubar a legitimidade da prisão em 2a instância.

E Lula, no dia seguinte, saiu da cadeia.

Ao sair da cadeia, o discurso para centenas de pessoas que estavam em vigília foi conciliador e otimista

"Queridos companheiros e queridas companheiras, vocês não têm dimensão do significado de eu estar aqui junto de vocês. Eu, que a vida inteira, tive conversando com o povo brasileiro, não pensei que no dia de hoje eu poderia estar aqui conversando com homens e mulheres, que durante 580 dias ficaram aqui, me mandando ‘bom dia Lula’, gritaram ‘boa tarde, Lula’, gritaram ‘boa noite, Lula’. Não importa se estivesse chovendo, não importa se estivesse 40 graus, não importa se estivesse zero graus, todo santo dia vocês eram o alimento da democracia que eu precisava para resistir."

No dia seguinte, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC foi mais combativo e crítico ao governo. O ataque que se baseou nos três principais pilares que sustentam o atual Governo: o próprio Bolsonaro, a quem acusou de "governar para as milícias"; Sérgio Moro, apontado como um "canalha", e Paulo Guedes, da economia, acusado de ser um "demolidor de sonhos".

A reação de Bolsonaro veio pelo Twitter:

"Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros. Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa.". Ou seja, aplicou a famosa teoria do "não dar palco pro outro dançar".

E não foi só desse lado do tabuleiro que as peças do xadrez se moveram. Nessa mesma semana, Jair anunciou sua saída do PSL. Após vários atritos com o presidente do partido, Luciano Bivar, e outros membros do grupo. E mais: comunicou a criação de uma nova legenda: a Aliança Pelo Brasil.

O que a gente quer hoje é entender o que essas movimentações significam para o cenário político do país. Vamos observar a polarização se acirrar ou o jogo vai mudar? A decisão do STF é resultado das instituições funcionando, ou é mais uma movimentação política irresponsável? Quem são as forças disputando o jogo político, quais são suas propostas e táticas para dominar o discurso público e as intenções de voto?

Conversamos com Juca Kfouri e Reinaldo Azevedo para entender melhor. Vem com a gente!

========

FALE CONOSCO

. Email: mamilos@b9.com.br
. Facebook: aqui
. Twitter: aqui

========

CONTRIBUA COM O MAMILOS

Quem apoia o Mamilos ajuda a manter o podcast no ar e ainda recebe toda semana um apanhado das notícias mais quentes do jeito que só o Mamilos sabe fazer. É só R$9,90 por mês! Corre ler, quem assina tá recomendando pra todo mundo.
https://www.catarse.me/mamilos

========

EQUIPE MAMILOS

Edição – Caio Corraini com a Maremoto
Produção – Beatriz Fiorotto
Apoio à pauta – Jaqueline Costa e grande elenco
Capa - Ana Paula Mathias
Publicação – B9 Company
Fotos e vídeos - Jéssica Modono com a Atrás da Moita Filmes

242 episódios