15 de janeiro - Devocional Diário CHARLES SPURGEON

3:01
 
Compartilhar
 

Manage episode 169725100 series 1335922
Por Filipe Castelo Branco and Ministério Fiel descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
http://voltemosaoevangelho.com/blog/2015/12/devocional-charles-spurgeon/ Faze como falaste. (2 Samuel 7.25) As promessas de Deus nunca foram dadas com o propósito de serem deixadas de lado. Deus tencionava que suas promessas fossem utilizadas. O ouro de Deus não é o dinheiro do avarento, mas é cunhado para que com ele sejam feitas trocas. Nada agrada mais nosso Senhor do que ver suas promessas em circulação. Ele tem prazer em ver seus filhos trazendo-as diante dele e dizendo: "Senhor, faze como falaste". Glorificamos a Deus, quando Lhe suplicamos que cumpra suas promessas. Você pensa que Deus ficará, de algum modo, mais pobre por dar-lhe as riquezas que prometeu? Você imagina que Ele ficará menos santo após dar santidade a você? Imagina que Ele ficará menos puro após limpá-lo de seus pecados? Ele disse: "Vinde, pois, e arrazoemos... ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; (Isaías 1.18). A fé toma posse da promessa do perdão; ela não se demora dizendo: "Esta é uma promessa preciosa, mas eu me pergunto se é verdadeira". Pelo contrário, a fé se dirige diretamente ao trono da graça e reivindica: "Senhor, aqui está a promessa. Faze como falaste". Nosso Senhor responde: "Faça-se contigo como queres" (Mateus 15.28). Quando o crente compreende uma promessa, se ele não a leva até Deus, desonra-O; mas quando ele se apressa ao trono da graça e clama: "Senhor, não tenho nada a meu favor, exceto isto: o Senhor falou", então seu desejo estará garantido. Nosso Banqueiro Celestial se deleita em pagar suas próprias notas promissórias. Não deixe a promessa enferrujar-se: Desembainhe a promessa e use-a com santa intrepidez. Não pense que Deus ficará irritado por sua persistência em relembrá-Lo de suas promessas. Ele ama ouvir o clamor de almas necessitadas. Ele se deleita em conceder favores. Ele está mais disposto a ouvir do que você está disposto a pedir. O sol não se cansa de resplandecer, nem a fonte de jorrar. Faz par te da natureza de Deus o cumprir as suas promessas. Portanto, busque o seu trono imediatamente, dizendo: "Faze como falaste".

1341 episódios