Entrevista: Familia e Sociedade, com Prof Dra Susie Amancio G Roure, UFG – PensarAção

39:15
 
Compartilhar
 

Fetch error

Hmmm there seems to be a problem fetching this series right now. Last successful fetch was on April 08, 2020 18:17 (2y ago)

What now? This series will be checked again in the next day. If you believe it should be working, please verify the publisher's feed link below is valid and includes actual episode links. You can contact support to request the feed be immediately fetched.

Manage episode 258334762 series 2649599
Por Ettore Riter e Daniel Renato de Lima, Ettore Riter, and Daniel Renato de Lima descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Entrevista: Família e Sociedade, com a Profª Drª Susie Amancio Gonçalvez Roure, UFG. A família é uma instituição social ou natural? Ela reflete a ideologia da sociedade em seu ambiente? A família é a única responsável pela socialização da criança? Qual o papel da escola? Podemos pensar criticamente sobre essas instituições socializadoras?

Entrevista: Família e Sociedade
com Profª Drª Susie Amancio Gonçalves de Roure, UFG

Autoridade na educação contemporânea, aTivemos a satisfação de conversar com a Profª Drª Susie Amâncio Gonçalves de Roure, professora associada do Curso de Psicologia e do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás (UFG). Ela tem experiência na área de Educação e Psicologia, com ênfase em Psicologia Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem, autoridade, autonomia, educação, relação professor-aluno e disciplina-indisciplina. É autora do livro “A autoridade na educação contemporânea“, pela Editora UFG.

A instituição família

Entrevista: Família e SociedadeOs filósofos Horkheimer e Adorno são importante autores que apontam a definição da família como sendo de natureza social. Na história dessa instituição a esfera da intimidade se forma apenas na era moderna da família. Sua função volta-se para ser um agente da sociedade, ensinando os filhos a adaptarem-se socialmente; forma os homens como eles devem ser para cumprir as tarefas impostas pelo sistema social, como a progressão acadêmica, a carreira profissional e a busca por sucesso.

Assim, O primeiro centro de desenvolvimento e socialização da criança é a família. Nela a criança aprende boa parte do que vai precisar para sobreviver no mundo. Também é ensinada pelos modelos familiares sobre as relações sociais com os adultos, os cuidadores, os irmãos etc. As relações familiares são a base para formar a individualidade, a identidade de grupo, os valores e tantos outros recursos sociais.

A instituição Escola

Entrevista: Família e SociedadeEm certa idade a criança passa a ir a escola e lá recebe também uma considerável parcela de sua socialização, juntamente com conteúdos escolares. Formam-se os processos de pensamento objetivo e prepara-se a criança para as demandas sociais que a aguardam no decorrer de seu desenvolvimento.

A família e a escola atuam, então, como os principais instrumentos de socialização, aculturação e desenvolvimento da pessoa, favorecendo que esta se adapte à realidade objetiva e que, de alguma forma positiva, organize e estruture sua realidade subjetiva: a identidade, a personalidade, a razão etc.

Experiências Formativas

Tudo o que uma pessoa aprende advém de suas experiências, mas nem toda experiência permite o pleno desenvolvimento da pessoa, construir seu pensamento crítico e sua autonomia. Quando essa experiência é facilitadora da constituição emancipatória da pessoa ela é chamada de experiência formativa.

Uma experiência requer uma relação entre sujeito e objeto e nessa interação as partes se transformam e se constituem. Um indivíduo lida com sua subjetividade e com a objetividade do mundo e aprende sobre si, o outro e o mundo. Tudo acontece mediado pela linguagem e pelo social, e nesse processo de formação da pessoa, que exigem tempo e continuidade, o resultado que mais deveria importar e acontecer — a capacidade de pensar criticamente e o indivíduo emancipado –, pode ser deixado de lado por conta das exigências imediatistas da sociedade de consumo e da indústria cultural.

Escute! Pratique! Multiplique!
Pense criticamente para desenvolver-se

Escute aqui o PodCast

Outros PodCasts que você pode gostar

O post Entrevista: Familia e Sociedade, com Prof Dra Susie Amancio G Roure, UFG – PensarAção apareceu primeiro em Pensaração.

10 episódios