11 Táticas para dominar a geração Z, anunciar no TikTok e o apocalipse Elon Musk vs Apple – e97s01

 
Compartilhar
 

Manage episode 348495522 series 3325544
Por Marketing por Idiotas descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Neste episódio do podcast falamos de 11 táticas de marketing para dominar a geração Z, anunciar no TikTok e o apocalipse Elon Musk vs Apple.

Episódio de: 30 de Novembro, 2022

Download do podcast

MIGUEL

https://www.searchenginejournal.com/marketing-to-gen-z/471784/#close

11 Tácticas Marketing Ninja para Geração Z

Muito falamos sobre a geração Z e todas as diferenças para as gerações anteriores…nós os velhos que como o Ricardo disse em tempos já vimos a roda a rodar pelo menos 1 duas vezes com conversas de millenials etc sabemos que a música do carrocel troca…mas no final de contas…e feitas bem as contas…sem moedinha ninguém dá mais uma voltinha.

Hoje venho partilhar com vocês 11 tácticas para lidar com esta geração…mas primeiro alguns dados de um estudo que podem consultar em Marketingporidiotas.pt

59% da geração Z confia em marcas com que cresceram…

46% dizem que têm uma forte ligação de lealdade com uma marca (Pronto aposto que é a apple)

E 66% compram apenas da marca que gostam durante muito tempo (Agora tenho a certeza que é da apple que estão a falar).

Apesar de muitos ainda não trabalharem nem participarem no orçamento familiar o estudo diz que influenciam em:

77% na escolha de comida e bebida

76% na escolha da mobilia da casa

73% nos electrodomésticos

66% nas viagens

E finalmente 63% na escolha do restaurante….raios partam os miudos!

Agora relativamente a tácticas…vou apresentar algumas e vamos ver se há assim tanta diferença de tácticas para a geração Z ou para as outras audiências:

  1. Criar conteúdos especificos para cada canal

Não usar simplesmente o mesmo conteúdo e trocar um bocadinho o formato…criar um conteúdo específico para cada rede social porque a geração Z gosta de marcas que entendem a rede social. Exemplos:

  • Instagram para conteúdos aspiracionais
  • Snapchat para momentos do dia-a-dia
  • Tiktok para diversão e desafios trendy
  • Twitter para noticias
  • Linkedin para conteúdos focados em carreiras

Engraçado que este estudo já nem fala sobre facebook para a geração z

  1. Manter as coisas curtas

A geração Z tem um atention span ainda mais reduzido que os millenials…eu prevejo que daqui a 2 ou 3 gerações já só podemos ter 1 segundo de publicidade.

  1. Utilizar videos…tipo quase sempre!

Esta geração não tem paciencia para ler…só querem ver videos

  1. Autenticidade

A geração Z quer que as marcas tenham valores e personalidade…por isso temos de mostrar os valores por trás da marca…será isto perigoso como nos casos tesla/twitter e prozis em que as pessoas confundem o lider com a marca?

  1. Ser transparente e responsável

Esta geração está constantemente em busca da verdade…aquela que só se fala nas redes sociais….e quando alguma coisa corre mal valoriza que a empresa admita o erro publicamente, seja transparente e assuma a responsabilidade: Como por exemplo no caso da vodafone.

  1. Utilizar influencers no centro da estratégia

Em vez de tentarmos fazer o papel de influencers a persuadir os nossos públicos-alvo…trazer influencers para a nossa rede e deixá-los trabalhar as suas audiências para os nossos produtos e serviços.

  1. Convidar a geração Z a participar no nosso marketing

Pedir a esta geração nas redes sociais para comentar os nossos produtos e serviços, fazer reviews, etc… faze-los participar na criação ou alteração dos produtos. Correu bem no twitter, certo?

  1. Pedir a todos para criarem

Tirar partido de plataformas como o TIKTOK que incentivam o utilizador a criar conteúdos e fazer desafios à comunidade para brincarem com a marca.

  1. Ser divertido e aventureiro

Apesar desta geração estar muito ligada a questões sociais e ambientais…procuram as redes sociais para se divertirem…por isso as marcas devem arriscar e tentar entreter os meninos!

  1. Alavancar conteúdo real

Esta geração gosta de autenticidade e como tal devemos utilizar fotografias e videos de pessoas reais a utilizar os nossos produtos…e nada de stock footage.

  1. Não esquecer os outros canais

Apesar da geração Z comprar pelo smartphone…compram 3 vezes mais em lojas de retalho…talvez porque querem tudo no imediato…por isso temos de estar na mesma em todos os canais.

FRED

Depois do novo CEO do Twitter, ter cortado 2/3 da força de trabalho a tensão desta semana é Elon Musk vs. Apple.

O novo dono do Twitter Inc., Elon Musk, na segunda-feira declarou guerra contra a Apple Inc.

E contra o império empresarial do iPhone, preparando o palco para uma batalha potencialmente feroz entre o homem mais rico do mundo e a empresa mais valiosa do mundo.

A Apple e o seu Chefe Executivo Tim Cook têm a capacidade de influenciar o sucesso potencial do Twitter, uma vez que o fabricante do iPhone é um grande anunciante e controla rigorosamente o software na sua App Store.

Elon Musk, fez uma série de tweets que acusam a Apple de não respeitar a liberdade de expressão e que o gigante da tecnologia ameaçou expulsar a aplicação do Twitter do iPhone.

Musk começou a atuar como um megafone para os críticos que dizem que a empresa detém demasiado poder através da sua App Store.

Ao chamar a atenção para o papel da Apple como guardiã do ecossistema da App, o Sr. Musk está a apanhar o manto no combate que os criadores travaram ao longo do ano contra a Apple e as suas taxas.

Há três questões distintas entre Musk e Apple.

A primeira é sobre a publicidade da Apple no Twitter:

Li a informação de um analista, John Grubern o Daring Fireball que a Apple era o maior anunciante no Twitter; o Washington Post colocou as despesas da Apple em 48 milhões de dólares no primeiro trimestre, 4% das receitas do Twitter.

A segunda questão é o controlo da Apple sobre a App Store:

É importante notar que a Apple sempre teve não só o poder mas, muito provavelmente, vai expulsar o Twitter da App Store.

O precedente é o Tumblr; em 2018 a Apple expulsou a aplicação Tumblr da App Store após os revisores terem encontrado Material de Abuso Sexual Infantil (CSAM) que não aparecia na base de dados PhotoDNA da conhecida CSAM (que era utilizada para filtrar todos os uploads). A Verizon, a então proprietária do Tumblr, acabou por decidir que não tinha meios para detectar material novo, e acabou por proibir toda a nudez e pornografia no Tumblr.

O Twitter, entretanto, tem muita pornografia, que sempre esteve numa área cinzenta no que diz respeito à Apple; é também certamente possível que a redução do pessoal de moderação de conteúdo no Twitter signifique que é mais provável que a verdadeira

A terceira questão é o facto de que o Twitter terá de pagar à Apple uma parte dessas subscrições do Twitter Blue:

A Apple guarda 30% das receitas da App Store.

Pergunta: Que impacto acham que a saída da Apple como anunciante terá na gestão do Twitter? Poderá ir mais longe? Acham provável que o Twitter saia da App Store?

[RAPIDINHAS – NOTÍCIAS DE MARKETING DIGITAL EM PORTUGAL E NO MUNDO ]

  • O Microsoft Bing parece estar a testar anúncios animados na interface de pesquisa de imagens do Bing. Os anúncios parecem ser uma espécie de banner interativo, com base na sua consulta.
  • A partir de hoje, qualquer pessoa que pretenda alterar a sua data de nascimento, alterando-a de menor para maior de 18 anos, terá de comprovar a sua idade real, fornecendo uma identificação ou uma fotografia de vídeo que utilizará tecnologia de estimativa de idade. Os utilizadores do Instagram no Reino Unido ou na UE têm, a partir de agora, novas ferramentas de verificação da idade na plataforma, como parte de uma importante atualização de segurança para proteger as crianças.
  • 5G já representa 15 % do tráfego móvel de dados no mercado português. Segundo a ANACOM, a instalação das estações de base 5G já atinge 88 % dos concelhos do país, embora apenas 39 % das freguesias.
  • new: O BlockFi, referência na área de empréstimos criptomoedas, requereu a protecção de falência do Capítulo 11 na segunda-feira. É o último dominó a cair após a implosão da troca criptográfica FTX. A BlockFi congelou as retiradas de clientes no início de Novembro, dizendo que tinha uma exposição significativa ao FTX
  • O Google já testa o novo nome do site e a alteração do design do favicon, que lançaram há apenas algumas semanas nos resultados do desktop. Isto traz o favicon e o nome do site para os resultados da pesquisa no ambiente de trabalho, tal como o Google fez para os resultados da pesquisa no telemóvel.

[FERRAMENTA DA SEMANA ou Estatística da semana]

https://wisernotify.com/

Sobre o Podcast Marketing por Idiotas

O podcast Marketing por Idiotas é um podcast sobre marketing em Portugal. Neste podcast semanal falamos sobre notícias, irritações e inquietações sobre marketing digital e analógico.

O podcast é apresentado e moderado pelo Diretor de Marketing da Turim Hotéis, Ricardo Vieira e tem como comentadores com lugar cativo o freelancer Diogo Abrantes da Silva, o formador e consultor Frederico Carvalho e o CEO da pkina.com e funis.pt Miguel Vieira.

O conteúdo 11 Táticas para dominar a geração Z, anunciar no TikTok e o apocalipse Elon Musk vs Apple – e97s01 aparece primeiro em Marketing por Idiotas.

104 episódios