Pedófilo não é monstro! - Episódio 436 – Fabio Flores

3:59
 
Compartilhar
 

Manage episode 269909928 series 2114479
Por Precisava Ouvir Isso and Fabio Flores - Especialista em Inteligência Sócio Emocional descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Olá. Eu sou o Professor Fabio Flores e este é o podcast Precisava Ouvir Isso. E hoje eu venho aqui te pedir uma coisa muito especial... Não chamem estuprador de criança de Monstro. Eu imagino que o título desta edição do podcast deva ter gerado muita revolta e frustração pra você. Mas eu te peço que me dê alguns poucos minutos pra explicar porque a gente não deve chamar os pedófilos de monstros. A história é a seguinte... de fato o pedófilo não é um monstro. Toda vez que você chama um estuprador de crianças de monstro você está protegendo ele. Por que a maior parte dos abusos sexuais contra a infância e adolescência acontecem dentro de casa. Na maior parte das vezes por familiares bem próximos a criança ou por amigos de confiança da família. Estuprador não tem crachá de monstro. Eles são acima de qualquer suspeita. Muitos deles se mostram como religiosos, trabalhadores, prestativos e sempre dispostos a cuidar dos seus filhos e filhas. Especialmente durante a sua ausência. Quando você chama o pedófilo de monstro você faz do monstro um boi de piranha. Boi de piranha é uma expressão bem comum na região central do Brasil. Quando os boiadeiros estão conduzindo uma boiada e notam um rio com muito peixe piranha eles decidem sacrificar um boi para salvar a boiada. Eles induzem um boi sozinho pra entrar no rio. Ele é atacado pelas piranhas. Enquanto ele sangra e atrai ainda mais piranhas pra aquele alvo. Os boiadeiros passam centenas de outros bois pelo rio aproveitando que a atenção das piranhas se voltou exclusivamente pra aquele boi que passou que foi jogado como isca. Chamar um pedófilo de monstro é fazê-lo de boi de piranha. É chamar a atenção pra um estereótipo que é o oposto do que se mostra no dia a dia. A criança nem conseguirá entender o violador como um criminoso porque aprendeu por meio de suas palavras que o perigo tem crachá de monstro. Estuprador não é monstro é uma pessoa de carne, osso e muita maldade muitas vezes camuflada na pele de cordeiro. Eu sou Fabio Flores e este é podcast Precisava Ouvir Isso. Se você acredita que esta mensagem pode proteger ou salvar alguma criança da sua família... eu te peço que compartilhe em seus grupos de whatsapp. Faz bem compartilhar o bem. Se você quiser ter acesso a mais conteúdos meus é só me procurar no instagram. Procura lá por arroba “ofabioflores” tem muita coisa bacana lá pra você pensar e lapidar a sua essência. Um forte abraço e até ... até a sua vitória.

474 episódios