#113 - As sobras de ontem: Bate-papo com Marcelo Vicintin

34:58
 
Compartilhar
 

Manage episode 265884280 series 1295042
Por Rádio Companhia and Companhia das Letras descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
O episódio #113 da Rádio Companhia já está no ar! * Nesta edição, o produtor Paulo Júnior conversa com o escritor Marcelo Vicintin sobre o seu livro de estreia, “As sobras de ontem”, que chegou às livrarias em maio de 2020. Neste romance corrosivo sobre o universo dos ricos e privilegiados, o tédio, a corrupção e o delírio andam de mãos dadas. Cômico e melancólico na medida, brilhantemente estruturado, “As sobras de ontem”, nos convida a olhar, a partir do topo, para a tragédia humana e de um país. Ao longo da conversa, Vicintin compartilha alguns dos motivos que o motivaram a construir esse retrato da elite econômica paulistana, traçando também alguns paralelos entre a narrativa e o momento atual. * Saiba mais sobre a obra: "Dizem que o dinheiro não muda ninguém, apenas desmascara; e é num mundo sem máscaras que as predileções humanas ficam mais claras." Esta é a síntese de um romance em que dois narradores privilegiados se alternam para contar cada um a sua história. Um deles é Egydio, herdeiro de uma empresa de navegação, que cumpre pena em prisão domiciliar após ser flagrado por uma força-tarefa da Polícia Federal; a outra é Marilu, espécie de arrivista em busca da imagem perfeita, mergulhada num presente frenético e incerto. São personagens que não buscam a simpatia do leitor, pelo contrário. Mas seu encanto está justamente no que neles há de corrompido. É necessário considerar as nuances da escrita -- a meio caminho entre a paródia e a crítica, procurando abarcar um contexto muito mais amplo, o do Brasil desse início de anos 2020 -- para que se possa adentrar no coração desta que, sem dúvida, é uma das estreias literárias mais corrosivas e corajosas dos últimos anos. *⠀⠀⠀⠀⠀ Apresentação, roteiro e edição: Paulo Júnior

183 episódios