#Ep.165 - Internet das Coisas na área da saúde

38:11
 
Compartilhar
 

Manage episode 342352795 series 2381491
Por Dr. Lorenzo Tomé descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

SD165 - Internet das Coisas na área da Saúde. E neste episódio temos um papo com o empreendedor suíço e CEO da Carenet Longevity, Immo Oliver Paul, que nos conta sobre a trajetória de empreender no Brasil, as várias pivotagens de produto até encontrar seu nicho e o estágio de evolução da IoT e IoMT no país. A Carenet é hoje a principal empresa de interoperabilidade em UTI's e centros cirúrgicos, integrando equipamentos como monitores multiparamétricos, bombas de infusão e ventiladores. A empresa desenvolveu uma bliblioteca de drivers que consegue ler os principais equipamentos utilizados por aqui.

Neste episódio, o que você vai encontrar:

O background do Immo

Administrador de empresas. Nasceu e estudou na Suiça e seguiu a carreira de consultor. Teve seu 1º contato com o Brasil, trabalhando para a Accenture. Ficou em Barcelona por alguns anos como consultor, mas queria voltar à América Latina. Isso aconteceu pela empresa Holcim por 7 anos até que Immo, para se manter na região, tornou-se um investidor anjo e resolveu testar a carreira de empreendedor. Investiu na empresa de um amigo de infância, uma startup de alimentos funcionais aqui no Brasil até sair e abrir sua própria startup.

A Carenet

No início: foco em hardware, wearables, IoT aplicado à saúde e monitoramento remoto do paciente, sem alimento. Fizeram uma parceria com a Netshoes e saíram com uma plataforma de IoT desenvolvida para integrar outros equipamentos, processar dados e guiar usuários e pacientes.

O nicho

Fazendo contato com hospitais, descobriram que não precisam produzir hardware, o valor estava na capacidade de integrarem esses equipamentos, interpretando protocolos desses diferentes equipamentos.

A solução

Os hospitais no Brasil compram equipamentos heterogêneos que não conversam. "A interoperabilidade é uma evolução natural", mas é preciso 1º integrar, digitalizar os dados e depois criar sistemas de apoio à decisão, IA, algoritmos para monitorar o paciente na UTI. A empresa desenvolveu uma biblioteca de drivers que consegue ler os dados dos principais equipamentos encontrados no mercado brasileiro.

Para onde ir

  • 1º - um desafio: entrar no máximo de hospitais possível;
  • 2º - tecnologia para Tele UTI: médicos intensivistas poderão acompanhar várias UTI's em todo o pais, beneficiando regiões em que a escassez desse tipo de profissional qualificado;
  • 3º - Algoritmos para apoio da decisão médica.

IoT no Brasil

O Brasil está bem em gateways, hospedagem em cloud e visualização de dados. O ponto frágil ainda são os sensores: o hardware ainda tem custo bem alto no país. Uma opção pode ser visual computing, com uso de câmeras que capturam os sinais vitais e informações de monitoramento do paciente e tem custo bem menor.

Reflexões

As pessoas no Brasil estão abertas ao network. O país é aberto para a inovação. Mas a carga tributária é muito alta.

Comunidade Online Saúde Digital Podcast

Você é médico? Quer interagir com o Lorenzo Tomé e com outros colegas inovadores da medicina digital? Entre na Comunidade do Podcast Saúde Digital na SD Conecta!

Assista este episódio também em vídeo no YouTube no nosso canal Saúde Digital Ecossistema! ACESSE AQUI!

Episódios Anteriores - Acesse!

Músicas | Declan DP - Echo | Declan DP - Game Over | Declan DP - Joy

"Music © Copyright Declan DP 2018 - Present. https://license.declandp.info | License ID: DDP1590665"

207 episódios