FETICHES SEXUAIS BIZARROS

43:44
 
Compartilhar
 

Manage episode 266667417 series 2580064
Por Thiago Trabuco Bassan descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Olá pessoas, hoje o insólito sera sobre fetiches sexuais bizarros, e ai qual o seu? Será que vai se identificar com algum da lista? Comente ai no post!

Avisos Aos Ouvintes:

Todos os programas serão gravados ao vivo, e transmitidos majoravelmente no YouTube, por tanto é muito importante para mim (Thiago Trabuco) que vocês ouvintes participem ao vivo, com comentários para que isso possa acalorar mais os debates. Você não precisa ser apoiador para participar, basta aparecer!

Como o podcast é ao vivo, é importante para mim a participação também no canal do YouTube onde a gravação ocorre, por mais que ela seja replicada em tempo real no Facebook, Twitch e outros canais, mas quero centralizar no YouTube, porque é onde os ouvintes tem se manifestado mais, portanto gostaria MUITO, que vocês se inscrevessem no canal, isso me ajudaria muito!!!

Canal do YouTube: https://www.youtube.com/channel/TrabucoShow

Siga nosso programa nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/trabucoshowpodcast
Twitter: https://twitter.com/trabucoshow
Instagram: https://www.instagram.com/trabucoshow/

Participaram Do Programa:

Condessa Vanora
Pensador Louco
Thiago Trabuco Bassan
Thiago Trabuco Bassan
Yuri Braule

Ajude nosso programa a crescer!

Acesse este link, ou escaneie o QR Code abaixo e contribua através do PicPay:

Picpay

BREVE HISTÓRIA DOS ESTUDOS SOBRE SEXO

Podemos citar desde as origens humanas católicas de Adão e Eva ao período pós Cristo mais ou menos 200 anos depois na Índia com a criação do Kama Sutra, a humanidade em cada canto do seu plante trata a sexualidade de formas diferentes, um exemplo disso é a própria masturbação que para religiões que vem do judaísmo não deve ser praticada pois o sexo só deve ser realizado para a procriação, a sociedades como as do Egito e do Congo que acreditam que a origem do mundo foi de uma masturbação divina, ou até mesmo os romanos que acreditavam que após os 21 anos se masturbar era algo totalmente benéfico.

Mas para não passarmos esse programa falando sobre tudo isso, vamos começar no século XIX, com a criação do conceito de sexualidade.

Nesse período diversos estudos foram produzidos e acabaram seguindo por quatro linhas distintas de prazer: Si mesmo; outro sexo; mesmo sexo ou animal.

O russo Heinrich Kaan publica seu livro Psychopathia Sexualis (algo como Doenças Mentais Sexuais) em 1884 e começa a tratar diversos espectros da sexualidade como desvios, aberrações ou perversõesperverções, nessa éepoca o termo uranismo deixou de ser utilizado dando lugar ao homosexualismo.

Neste período o psquiatra alemão Richard von Krafft-Ebing foi o primeiro a integrar as até então perversões sexuais, como domínio da psiquiatria, em sua obra “Psychopathia Sexualis”, sim possui o mesmo nome do livro citado anteriormente porém este foi publicado em 1886, focava em quatro “desvios”: Fetichismo, Homossexualidade, Sadismo e Masoquismo.

Nesse meio tempo Iwan Bloch patenteia o termo “sexologia” e inicia diversos estudos teóricos sobre o sexo, ele percebeu em seus estudos que muitas práticas ditas como patológicas, eram comuns e sempre existiram em muitas partes do mundo.

Por volta de 1920, iniciaram-se os movimentos de libertação homossexual e o desenvolvimento da “teoria do terceiro sexo”, basicamente aprofundada pelos estudos do também alemão Magnus Hirschfeld e suas várias publicações.

Por fim então, chegamos no tão conhecido Sigmund Freud, que afirmava que a corrupção não era exclusiva de uma minoria doente, pois as perversões estavam presentes em todos desde a infância.

Freud então traz a teoria do Desenvolvimento Psicossexual, e afirma a existência da libido como forma de energia sexual que se desenvolve em cinco estágios: oral, anal, fálico, latente e genital.

AS PARAFILIAS

freud na sauna
Freud em uma sauna

Todo esse histórico eu prefiro citar, para dizer que tudo relacionado ao sexo é muito novo na nossa sociedade, para termos uma ideia apenas em 1953 é que a transexualidade foi reconhecida então algo com quase 50 anos para a raça humana não é nada, e com esse estudo chegamos no que hoje é tratado pela ciência como Parafilia.

A parafilia, palavra que vem do grego, para “fora de”, phillia “amor”), é um padrão sexual, em que a fonte predominante de prazer, no geral, advém de algo que não é o coito em si, mas outra prática.

Considera-se parafilia também, quando o desvio não é no ato sexual em si, mas no objeto do desejo, como por exemplo, zoofilia.

Segundo o DSM-IV-R (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, Livro da Associação Americana de Psiquiatria), as parafilias são caracterizadas por anseios, fantasias ou comportamentos sexuais recorrentes e intensos que envolvem objetos, atividades ou situações incomuns e causam sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social ou ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo (Critério B de classificação).

Certas fantasias e comportamentos associados com Parafilias podem iniciar na infância ou nos primeiros anos da adolescência, mas tornam-se mais definidos e elaborados durante a adolescência e início da idade adulta. As características essenciais de uma parafilia consistem de fantasias, anseios sexuais ou comportamentos recorrentes, intensos e sexualmente excitantes, em geral envolvendo 1) objetos não-humanos; 2) sofrimento ou humilhação, próprios ou do parceiro, ou 3) crianças ou outras pessoas sem o seu consentimento, tudo isso ocorrendo durante um período mínimo de 6 meses (Critério A).

Existe ainda o Critério C, que é relativo a maiores de 18 anos.

As Parafilias são condições especificamente identificadas pelas classificações A, B e C.

Elas incluem Exibicionismo (exposição dos genitais), Fetichismo (uso de objetos inanimados), Frotteurismo (tocar e esfregar-se em uma pessoa sem o seu consentimento), Pedofilia (foco em crianças pré-púberes), Masoquismo Sexual (ser humilhado ou sofrer), Sadismo Sexual (infligir humilhação ou sofrimento), Fetichismo Transvéstico (vestir-se com roupas do sexo oposto) e Voyeurismo (observar atividades sexuais).

Não é o Flamengo mas tem cheirinho

Ainda é válido citar, que exceto pelo Masoquismo Sexual, em que a proporção entre os sexos está estimada em 20 homens para cada mulher, as demais Parafilias quase nunca são diagnosticadas em mulheres.

Ainda falando sobre as classificações A, B e C, existe uma categoria residual, que é a “Parafilia Sem Outra Especificação”, inclui outras Parafilias encontradas com menor freqüência.

E é basicamente sobre elas que vamos tentar discutir agora com algum respeito.

TIPOS DE TESÕES JÁ ENCONTRADOS PELO MUNDO

  • Anatidaefilia – Prazer em transar sendo observado por patos, uma espécie de exibicionismo.
  • Axiliasmo – sexo praticado nas axilas ou fixação por axilas
  • Aiquemofilia – prazer pelo uso de objetos cortantes
  • Belonofilia – prazer pelo uso de agulhas ou objetos perfurantes
  • Blumpkin – Receber um blumpkin pode ser alguma forma de prazer para alguns, e faz outras pessoas acharem que estão doentes e desgostosas. Receber sexo oral de um parceiro enquanto está sentado no trono de porcelana é grosseiro, mas não incomum, sendo sexta posição nesta seleção, dos 10 fetiches mais bizarros do mundo.
  • CLISMAFILIA – Obtenção de prazer sexual pela introdução de líquidos pelo ânus. ()
  • Climacofilia – Cair nos degraus de uma escada é algo que todo mundo acha desagradável, certo? Bem… Nem todo mundo, e a climacofilia está aí para nos provar isso. O autor Jesse Bering, que escreveu um livro a respeito de fetiches sexuais bizarros, relatou casos de climacofilia, que é quando uma pessoa sente prazer sexual com a ideia de descer rolando pela escada. É preciso deixar claro que não se trata de alguma forma específica de sadismo, até mesmo porque as poucas pessoas que já relataram esse tipo de desejo afirmaram que o fetiche tem a ver com a ideia de elas mesmas caírem da escada, não de outras pessoas.
  • Coprofilia: Prazer sexual ao ver ou usar fezes pelo corpo.
  • Coprofagia: Prazer sexual em comer fezes.
  • Dacrifilia – Significa sentir excitação com lágrimas ou choro de outra pessoa.
  • Eproctofilia – O que você acharia se o parceiro sugerisse que soltasse um pum perto dele para sentir prazer? Eproctofilia é justamente isso, a atração pela flatulência, principalmente encontrada em homens heterossexuais, segundo site da MTV do Reino Unido.
  • Emetofilia – É o prazer ao ter contato com o vômito de alguém ou em vomitar em outra pessoa.
  • Espectrofilia – Consiste na excitação sexual em ter contato com espíritos.
  • Erotolalia – excitação provocada por telefonemas obscenos
  • EXOFILIA – Começando de forma bem estranha, a Exofilia é a capacidade de ficar excitado com entidades de outros mundos, ou formas de vida não-terrestres, como ETs. Sejam em fantasias ou na imagem gráfica de um ser de outro mundo, esse fetiche é bem incomum.
  • Formicofilia – Sente prazer em contato com insetos, principalmente formigas quando em contato com o órgão genital. Algumas pessoas podem chegar a forçar prender insetos na região através de uma calcinha ou outro aparato para prolongar a sensação de prazer. Pode gerar alergias e inclusive machucar.
  • Flatofilia – prazer em cheirar gases intestinais
  • FORNIFILIA – Atração sexual por alguém que se finge de mobília, ou é incorporado à mobília.
  • Hierofilia – Sem ter o intento de difamar ou vilipendiar a religião de alguém, os que nutrem esse fetiche têm uma atração por objetos religiosos ou ambientes religiosos. Desse modo, o erotismo vem justamente com essa atmosfera de estar em um lugar tido como santificado. Essa mescla de sensualidade profana deixa os adeptos desse fetiche no céu.
  • Insuflação – sentir excitação sexual por assoprar os orifícios de outras pessoas;
  • Inflatofilia – tesão por balões de festa e outros objetos infláveis
  • Menofilia – Basicamente a excitação sexual é provocada por mulheres menstruadas.
  • Mecanofilia: Excitação sexual por veículos de transporte, geralmente carros, aviões e helicópteros, mas podem ser bicicletas e motos.
  • Mucofilia: Atração sexual por catarro do nariz ou da boca.
  • Nasofilia: Excitação sexual pelas narinas, isso significa que o prazer aumenta quando um cheiro forte é exalado, geralmente cheiros insuspeitos. Em alguns casos as pessoas que têm essa parafilia podem pedir para que seus parceiros não tomem banho para aumentar o cheiro e o prazer.
  • Nanofilia – atração por anões
  • Omorashi – Quando falamos em omarashi, um tema se destaca: xixi. Em alguns casos, as pessoas se excitam ao ver outras querendo muito fazer xixi – é isso mesmo: a questão não é receber xixi do parceiro, mas ficar excitado ao saber que alguém por perto está com a bexiga cheia, apertado para ir ao banheiro
  • Odontofilia – É a atração sexual por dentes ou por ver uma extração dentária.
  • Psicrofilia: Trata-se do desejo sexual de transar em temperaturas baixas, tocar objetos gelados ou observar pessoas passando frio.
  • Parcialismo: É um dos fetiches estranhos mais comuns do que se imagina. Trata-se de uma excitação por uma parte específica do corpo, podem ser os pés na podolatria, os cabelos na tricofilia, os umbigos na alvinofilia, os olhos na oculofilia e por aí vai.
  • Retifismo: Esse fetiche é exclusivo masculino, em que os homens se excitam em ver uma mulher de salto alto. Alguns casos mais extremos gostam que a parceira pise com salto alto sobre o seu corpo.
  • Simforofilia – A pessoa fica excitada após presenciar alguma tragédia, seja ela um acidente de carro, avião, navio.
  • Sadismo – prazer obtido com a dor ou sofrimento do parceiro
  • Salirofilia – Excitação em transar ou lamber o parceiro suado. O prazer não é necessariamente pelo mau cheiro, mas pelo corpo molhado.
  • Temakeri – homem que se excita ao ter os testículos chutados por uma mulher
  • Trampling – É o fetiche onde o indivíduo sente prazer ao ser, literalmente, pisado pelo parceiro.
  • Urolagnia – sentir prazer sexual por estar em contacto com a urina de alguém ou por urinar em alguém;
  • Ursusagalmatophilia – É o amor absoluto por ursos de pelúcia. Algumas pessoas acham que a pele macia, os quatro membros, e o material interior são altamente eróticos sob certas condições. Essas pessoas estão crescendo em relação aos números, já que há até história de ficção do ato.
  • Vorarefilia: É uma forma de obter prazer em ser comido, comer outra pessoa ou ver outra pessoa ser comida.
  • Zoofilia: Atração sexual em ver ou transar com outros animais.

Trilha Sonora:

Sneaky Snitch by Kevin MacLeod

Link: https://incompetech.filmmusic.io/song/4384-sneaky-snitch

License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Monkeys Spinning Monkeys by Kevin MacLeod

Link: https://incompetech.filmmusic.io/song/4071-monkeys-spinning-monkeys

License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Investigations by Kevin MacLeod

Link: https://incompetech.filmmusic.io/song/3924-investigations

License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Hidden Agenda by Kevin MacLeod

Link: https://incompetech.filmmusic.io/song/3872-hidden-agenda

License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Links Relevantes:

https://super.abril.com.br/comportamento/conheca-18-fetiches-sexuais-bizarros/

https://www.bol.uol.com.br/listas/2015/11/11/57-taras-e-fetiches-muito-estranhos.htm?mode=list&foto=1

https://falauniversidades.com.br/os-8-fetiches-mais-bizarros-do-mundo/

https://www.megacurioso.com.br/sexo/90655-6-fetiches-sexuais-completamente-bizarros.htm

https://observatoriog.bol.uol.com.br/noticias/sexo/prazer-e-misterio-veja-a-lista-dos-fetiches-mais-loucos

https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/mulher/tesao-por-catarro-descubra-20-fetiches-sexuais-bizarros,75ae8d9c76f4a410VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html

http://oqnv.duloren.com.br/conheca-os-10-fetiches-mais-estranhos-do-mundo/

https://manualdohomemmoderno.com.br/sexo/fetiches-bizarros-pra-te-ajudar-se-sentir-normal

https://www.diarioonline.com.br/tuedoide/bizarro/noticia-448916-top-10-de-fetiches-mais-bizarros-do-mundo.html

https://www.maria.pt/noticias-em-destaque/conheca-os-fetiches-sexuais-bizarros/

https://irresistivel.com.br/42-fetiches-estranhos-que-existem-de-verdade/

https://br.vida-estilo.yahoo.com/conhe%C3%A7a-18-fetiches-sexuais-bizarros-152345879.html

http://blog.cnnamador.com/fetiches-sexuais-mais-bizarros/

https://www.msdmanuals.com/pt-pt/casa/dist%C3%BArbios-de-sa%C3%BAde-mental/sexualidade-e-transtornos-sexuais/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-parafilias-e-transtornos-paraf%C3%ADlicos

https://canalcienciascriminais.com.br/mundo-parafilias/

https://www.ufrgs.br/psicopatologia/wiki/index.php?title=Parafilias

The post FETICHES SEXUAIS BIZARROS appeared first on Trabuco Show.

14 episódios