PEGADAS DE SÃO TOMÉ

1:03:56
 
Compartilhar
 

Manage episode 265490242 series 2580064
Por Thiago Trabuco Bassan descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Olá a todos, hoje iremos discutir sobre o insólito e desta vez ao vivo! Sim, este programa foi realizao através de live, o que será uma constante a partir de agora, então fica ligado e acompanhe os próximos programas através de nosso canal de YouTube, e interaja conosco durante a gravação! Então vamos lá para a grande história das pegadas de São Tomé pelo Brasil e pelo mundo!

Avisos Aos Ouvintes:

Todos os programas serão gravados ao vivo, e transmitidos majoravelmente no YouTube, por tanto é muito importante para mim (Thiago Trabuco) que vocês ouvintes participem ao vivo, com comentários para que isso possa acalorar mais os debates. Você não precisa ser apoiador para participar, basta aparecer!

Como o podcast é ao vivo, é importante para mim a participação também no canal do YouTube onde a gravação ocorre, por mais que ela seja replicada em tempo real no Facebook, Twitch e outros canais, mas quero centralizar no YouTube, porque é onde os ouvintes tem se manifestado mais, portanto gostaria MUITO, que vocês se inscrevessem no canal, isso me ajudaria muito!!!

Canal do YouTube: https://www.youtube.com/channel/TrabucoShow

Siga nosso programa nas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/trabucoshowpodcast
Twitter: https://twitter.com/trabucoshow
Instagram: https://www.instagram.com/trabucoshow/

Participaram Do Programa:

Condessa Vanora
Pensador Louco
Thiago Trabuco Bassan
Thiago Trabuco Bassan

Ajude nosso programa a crescer!

Acesse este link, ou escaneie o QR Code abaixo e contribua através do PicPay:

Picpay

QUEM FOI SÃO TOMÉ

São Tomé foi um dos 12 discípulos de Jesus.

São Tomé
São Tomé

Seu nome aparece onze vezes no Novo Testamento. Tomé ou Tomás, significa “gêmeo”. No grego, a palavra equivalente é Didymus. Isto nos faz supor que ele tinha um irmão gêmeo.

Ele era um judeu da Galileia e assim como outros discípulos de Jesus, era um pescador.

O primeiro encontro de Tomé com Jesus, se deu nas margens do mar de Tiberíades, conforme relata o Evangelho de São João: “Estavam juntos Simão Pedro, Tomé chamado Gêmeo, e outros discípulos de Jesus”.

São Tomé, era tido como o discípulo mais teimoso, sempre contestando todos os atos, ele sempre buscava evidências sobre tudo.

Mesmo em uma famosa passagem da bíblia, tendo enchido sua rede de peixes, quando viu Jesus na beira de um lago após uma noite inteira de pesca frustrada, e mesmo em outra grande passagem, quando viu Jesus ressuscitar Lázaro, ele ainda não acreditou nos demais apóstolos sobre Jesus aparecer após a sua morte, criando assim o bordão consagrada na língua portuguesa.

VER PARA CRER:

São Tomé não estava com os outros discípulos quando Jesus veio à terra em sua primeira aparição após sua morte.

Os outros discípulos disseram para ele:

Nós vimos o Senhor”. Tomé disse: “Se eu não vir a marca dos pregos nas mãos de Jesus, se eu não colocar o meu dedo na marca dos pregos, e se eu não colocar a minha mão no lado dele, eu não acreditarei”.

Uma semana depois, os discípulos estavam reunidos de novo.

Desta vez, Tomé estava com eles.

São Tomé
Pintura de São Tomé analisando as chagas de Jesus Cristo

Estando fechadas as portas, Jesus entrou, ficou no meio deles e disse: “A Paz esteja com vocês.” Depois disse a Tomé: “Estenda aqui o seu dedo e veja as minhas mãos. Estenda a sua mão e toque o meu lado. Não seja incrédulo, mas tenha fé”.

Tomé respondeu a Jesus: “Meu Senhor e meu Deus!” Jesus disse: “Você acreditou porque viu? Felizes os que acreditam sem ter visto.” (João 20, 25-26-27-28-29). Esse ato, deu lugar à expressão segundo São Tomé: “ver para crer.”

IDA PARA ÍNDIA

Após a sua reunião com o Espírito Santo de Jesus Cristo, Tomé, assim como outros apóstolos, saíram pelo mundo para pregar o Evangelho.

Os registros comuns de sua peregrinação são para os povos partas, região hoje ao norte do Irã, os povos medos e os povos persas.

Porém destes, o lugar mais impactante de seu apostolado foi a Índia.

Na região de Malabar, no sudoeste litorâneo da India, ele fundou a Igreja de São Tomé, o que marcou profundamente os traços culturais daquela região que principalmente é Indu.

YOU SHALL NOT PASS:

No dia 26 de dezembro de 2004, um abalo sísmico causado pela movimentação da placa tectônica da Índia mergulhando por baixo da placa da Birmânia, gerando uma área de ruptura de mais de 1200 quilômetros de comprimento.

Este sismo gerou um maremoto, com magnitude de 9,1 na escala richter, sendo considerado o maior terremoto já registrado em um sismógrafo, e o maior abalo sísmico desde os anos 1960, e entre os cinco mais fortes já registrados pelos seres humanos.

Este sismo foi tão grande que alterou a posição do Polo Norte em 2,5 cm, e aplainou mais ainda a terra, em uma parte de 10 milhões, resultando em um encurtamento de 6,8 microsegundos na rotação da terra.

O maremoto gerado, gerou uma série de tsunamis, que, acabou ceifando a vida de mais de duzentos e trinta mil pessoas, e sendo que dessas mais de 50 mil ainda estão desaparecidas, e este é considerado o maior desastre natural da história humana.

Vila próxima a Sumatra após a passagem do Tsunami

Mas porque estamos falando desse tsunami na história.

Porque na região de Kerala, um dos locais atingidos pelo Tsunami, existe a Igreja de São Tomé.

A história diz, que quando a igreja foi construída, São Tomé fincou um poste em frente ao local onde ela ficaria, e disse: “as águas do mar jamais passarão esta marca”.

Miraculosamente, apesar de toda a redondeza da igreja ter sido destruída, ela permaneceu intacta.

SUA MORTE:

Pintura sobre o martírio de São Tomé

Consta que ele foi martirizado e morto pelo rei de Milapura, na cidade indiana de Madras, onde fica o “Monte São Tomé” e a “Catedral de São Tomé”.

Historiadores acreditam que o apóstolo foi morto à flechadas, por hindus, enquanto orava.

SUMÉ:

QUEM FOI:

A muito tempo atrás, bem antes da chegada dos colonizadores portugueses no Brasil, diz a história que os pajés, os indígenas, haviam esquecido as tradições mais antigas e viviam segundo seus caprichos.

Uns brigavam com os outros e cobiçavam as mulheres de seus parentes.

Não conheciam a plantação da mandioca, o segredo das plantas sagradas para falar com os espíritos, a fabricação das canoas e a linguagem das estrelas.

Os mais velhos não se lembravam de sua origem e não conseguiam mais contar as histórias de seus ancestrais.

Imagem de Pay Sumé

Então, conta a mitologia dos Tupis e dos Guaranis que Zumé, Pay Sumé, Pay Tumé, Suman, Tonapa, e muitas outras derivações, surgiu pelo mar.

Pay Sumé como eu escolhi se referir a ele, tomou um corpo de homem muito alto e apareceu no mundo.

Ele então, entrou pela aldeia mais próxima e começou a ensinar. Por lá, ele ficou por um tempo, até que tudo voltasse ao que seria o normal, e então rumou para a aldeia mais próxima.

Ele fez isso em cada aldeia desta terra, considerada o Brasil pelos índios, que o destacam como o protetor do Brasil.

SEUS ENSINAMENTOS:

Dentre seus principais ensinamentos, o controle sobre o fogo, de criar o mesmo a partir de elementos da natureza e manter uma fogueira acesa, além disso, ele ensinou sobre as estações do ano, também os ensinou o que plantar, e quando plantar, ensinou eles a fazerem anzóis através de espinhos obtidos na natureza para poderem pescar nos rios, e de como devem zelar pelos mortos, e como se organizar socialmente.

Alguns ainda dizem que além de tudo isso, Pay Sumé, também mostrou-lhes a pintura, a arte de contar histórias, e as tatuagens.

Sumé também era um excelente curandeiro, e curava feridas e diversos males sem nunca cobrar nada em troca.

A REVOLTA:

Porém, dois fundamentos pregados por Pay Sumé, foram cruciais, o primeiro deles, é que os Índios não deveriam praticar o canibalismo em hipótese alguma, mesmo se tivessem passando fome, deveriam comer o que a natureza provém, afinal foi isso que ele ensinou. (POR FALAR EM CANIBALISMO, TEMOS UM PROGRAMA EXCELENTE SOBRE O TEMA “COMI O MEU AMIGO, E AGORA? RECOMENDO QUE ESCUTE DE ESTOMAGO VAZIO!)

O segundo item, estava dentro da organização social que o mesmo pregou, e que talvez deixou a galera mais bolada, foi a proibição da poligamia.

Com isso, os caciques acabaram se revoltando com a não possibilidade de comer as

Imagem de Sumé

em ambos os sentidos, e acabaram armando uma arapuca para Pay Sumé.

Assim que ele chegou em uma aldeia para continuar seus sermões, ele foi recebido por uma chuva de flechas.

Para espanto dos índios, a maioria das flechas disparadas, voltaram na direção deles mesmos, porém algumas acertaram Pay Sumé, e quando batiam no corpo dele, não parecia causar nenhum tipo de ferimento.

Pay Sumé então, correu do ataque em direção a mata que se abriu em sua fuga, assim como um rio que ele também atravessou, ele então correu na direção do mar.

Por onde no caminho ele passou, deixou marcas no chão, e então, flutuou ou correu sobre o mar até desaparecer, mas antes de partir realizou uma profecia: “algum dia iria voltar para disciplinar os índios”

A GRANDE LENDA, O SINCRETISMO E O LEGADO:

Muitos dizem que foram os colonizadores católicos que criaram o mito de que Pay Sumé era na verdade São Tomé, devido a suas características físicas, e o que ele pregava, facilitando assim a conversão dos indígenas para o catolicismo.

Porém fato é que o grande legado de Pay Sumé, é evidente em diversas culturas por toda a américa, de ponta a ponta:

  • povos no Peru, onde ele é relacionado a entidade Inca Viracocha;
  • na Colômbia como a entidade Bochica, que faz parte da cultura Muísca;
  • também em Cuba como Zumi;
  • na Costa Rica como Zamia;
  • no México como Cuculcán;
  • e entre os povos Maias e Astecas como Quetzalcoatl;
  • Além de vários outros lugares de toda a América Latina como ainda vamos ver…

EVIDÊNCIAS HISTÓRICAS E MITOLÓGICAS:

PEGADAS:

Com base em informações dadas pelos índios à época do Descobrimento, os portugueses recém-chegados constataram a existência das impressões dos pés de São Tomé no litoral e mesmo no interior.

A Nova Gazeta da Terra do Brasil” que foi um panfleto que abordava curiosidades sobre a vida dos habitantes locais e informações sobre os escambos e esta no link do post no nosso site, foi escrita em 1514 por um alemão não identificado, a serviço dos banqueiros Fugger, que financiavam a corte de Carlos V, imperador do Sacro Império Romano-Germânico.

Neste panfleto era descrito então, algumas tradições orais dos índios brasileiros e detalhes da existência das pegadas de São Tomé.

Outra informação histórica da existência das pegadas no Brasil, foi registrada apenas alguns anos depois em cartas escritas pelo padre jesuíta Manoel da Nóbrega, e que também estão no link do post, as suas famosas “Cartas do Brasil”.

A primeira carta foi em março de 1549, e ele escreveu: “Também me contou pessoa fidedigna que as

raízes de que cá se faz pão, que São Tomé as deu, porque cá não tinham pão”.

E, em outra carta ele diz: “Dizem os índios que São Tomé passou por aqui e isto lhes foi dito por seus antepassados e que suas pisadas estão sinaladas junto de um rio, as quais eu fui ver, por mais certeza da verdade, e vi com os próprios olhos quatro pisadas sinaladas com seus dedos. Dizem que quando deixou estas pisadas ia fugindo dos índios que o queriam flechar, e chegando ali se abrira o rio e passara por meio dele a outra parte sem se molhar. Contam que, quando queriam o flechar os índios, as flechas se tornavam para eles e os matos lhe faziam caminho para onde passasse”.

Também no ano de 1549 ele encaminhou uma carta para o Dr. Martin de Azpicueta, em Coimbra, e ele dizia: “E também (os índios) têm notícia de São Tomé, e há em uma rocha nesta Bahia umas pisadas que se têm por suas, e outras em São Vicente”.

Poucos anos depois em 1552, o Padre Francisco

Pires, relata em suas cartas, sobre uma das peregrinações até local onde estavam as pegadas: “Disseram-nos [os índios] que morássemos ali [local chamado Paripe, a algumas léguas da cidade do Salvador] e que nós, que sabíamos, os ensinássemos e eles nos fariam uma casa nas pegadas do bem-aventurado Santo. Com eles partimos de manhã (…) Lá chegando era meia maré baixa, e vimos pegadas, que estão em pedra muito dura, (…) a pedra cedeu sob seus pés como se fosse barro”.

CRUZES:

Além das pegadas, não era incomum, encontrar um símbolo religioso muito conhecido pelos cristãos com índios de toda a América Latina: A Cruz.

Além do Brasil, os jesuítas registraram encontros com cruzes no Peru, onde os incas haviam construído de mármore uma grande cruz e que, segundo a tradição, foi um presente de São Tomé.

Em Carabuco na Bolívia, próximo ao lago Titicaca, havia uma cruz que os indígenas da região, de acordo com tradição, asseguravam ter sido deixada por São Tomé a seus ancestrais.

Já o navegador espanhol Fernão Cortez, quando chegou ao México, achou um muro de pedra quadrada, e no meio uma cruz de cerca de dois metros e meio de altura, venerada pelos aztecas, que diziam ter sido implantada pelo Apóstolo.

Existem relatos também no Canadá os índios da parte oriental do país, onde os indígenas conheciam a cruz cristã.

No ano de 1639, o padre Antonio Ruiz de Montoya, que foi missionário no Paraguai, conta em seu livro:

Foi recebido com demonstração de amor, danças e júbilo. As mulheres foram recebê-lo com as crianças ao colo; os habitantes lhe ofereciam comida, coisa que nunca antes havia ocorrido. Os índios contaram-lhe então uma tradição antiquíssima recebida dos antepassados. Quando São Tomé, que chamavam de Pai Zumé, fez sua passagem por aquelas terras, dissera-lhes estas palavras: “A doutrina que eu agora vos prego, perdê-la-eis com o tempo. Mas, quando depois de muito tempo, vierem uns sacerdotes sucessores meus, que trouxerem cruzes como eu trago, ouvirão os vossos descendentes esta mesma doutrina que vos ensino”.

Links Relevantes:

https://anovademocracia.com.br/no-10/1120-a-desconhecida-maravilha-indigena

https://ufo.com.br/artigos/sume-um-extraterrestre-ou-apenas-uma-lenda-folclorica.html

http://www.saovicentealternativa.com.br/publico/noticia.php?codigo=389

http://porangabasuahistoria.com/artigos-publicados/o-caminho-do-peabiru/

http://blog.citytourfoz.com.br/o-caminho-do-peabiru-e-a-busca-pelo-el-dorado/

http://www.imagick.org.br/cidade/sume.html

https://blogs.ibahia.com/a/blogs/memoriasdabahia/2013/01/21/a-lenda-de-sume-o-santo-que-teria-andado-pelo-mar-da-bahia/

http://catolicismo.com.br/materia/materia.cfm/idmat/D5E8A81D-3048-313C-2E95F5D90D18D946/mes/Fevereiro1993

https://vitoria.blog.arautos.org/2013/09/sao-tome-esteve-no-brasil/

https://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:dw-BuUUSjt0J:https://www.revista.sabnet.org/index.php/SAB/article/download/254/236+&cd=15&hl=pt-BR&ct=clnk&gl=br

https://www.unicamp.br/iel/memoria/Ensaios/LiteraturaInfantil/15contos.htm

https://istoe.com.br/5871_SAO+TOME+ESTEVE+AQUI/

https://www.wattpad.com/369305531-os-mazombos-e-o-pai-sum%C3%A9-do-peabiru-cap%C3%ADtulo-21-o

https://www.folhadelondrina.com.br/cadernos-especiais/velho-misterio-do-peabiru-virou-livro-44542.html

https://paroquiasantoexpedito-cps.com.br/sao-tome-o-apostolo-de-cristo-esteve-no-brasil.html

https://paroquiasantoexpedito-cps.com.br/sao-tome-o-apostolo-de-cristo-esteve-no-brasil.html

https://my-bestiario.fandom.com/pt-br/wiki/Sum%C3%A9

https://sites.google.com/site/osgrandesmisterios/mi/mitologia-tupi-guarani

https://perdido.co/2015/03/pai-sume-o-espirito-guardiao-do-brasil/

https://blogs.ibahia.com/a/blogs/memoriasdabahia/2013/01/21/a-lenda-de-sume-o-santo-que-teria-andado-pelo-mar-da-bahia/

http://revistagalileu.globo.com/EditoraGlobo/componentes/article/edg_article_print/0,3916,530037-1719-3,00.html

https://pt.aleteia.org/2017/07/03/sao-tome-o-apostolo-de-cristo-esteve-no-brasil/

https://pt.aleteia.org/2019/05/08/sera-que-sao-tome-esteve-mesmo-no-brasil-ha-quase-2-000-anos/

https://istoe.com.br/5871_SAO+TOME+ESTEVE+AQUI/

https://blog.cancaonova.com/amigosdoceu/outras-historias-de-sao-tome/

http://catolicismo.com.br/materia/materia.cfm/idmat/D5E8A81D-3048-313C-2E95F5D90D18D946/mes/Fevereiro1993

https://lepanto.com.br/historia/sao-tome-na-india-e-no-brasil/

https://paroquiadocalvario.org.br/sao-tome-o-apostolo-de-cristo-esteve-no-brasil.html

https://vitoria.blog.arautos.org/2013/09/sao-tome-esteve-no-brasil/

https://diocesedeuruacu.com.br/artigos/sao-tome-o-apostolo-de-cristo-esteve-no-brasil/

https://www.ebiografia.com/sao_tome/#:~:text=S%C3%A3o%20Tom%C3%A9%20foi%20um%20dos,outros%20disc%C3%ADpulos%20era%20um%20pescador.

https://cruzterrasanta.com.br/historia-de-sao-tome-apostolo/280/102/

https://santo.cancaonova.com/santo/sao-tome-pertenceu-ao-grupo-dos-doze-apostolos/

https://www.astrocentro.com.br/blog/espiritual/quem-foi-sao-tome/

The post PEGADAS DE SÃO TOMÉ appeared first on Trabuco Show.

14 episódios