Gaby Amarantos: "Meu corpo é político"

 
Compartilhar
 

Manage episode 248044775 series 1416822
Por Trip FM descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
A cantora paraense fala sobre seu sucesso revolucionário, música, corpo e periferia Faz tempo que a cantora Gaby Amarantos extrapolou os limites do Pará, seu estado natal, e espalha os ritmos amazônicos pelo Brasil inteiro e pelo mundo. Já se apresentou para 40 mil pessoas na Bélgica, cantou no Festival de Cannes, na França, e neste ano encabeçou o palco Pará Pop no Rock’n’Rio. Sua trajetória musical começou aos 15 anos, no coral de uma igreja católica no bairro do Jurunas, na periferia de Belém – um padre extremamente conservador a expulsou do grupo. Logo ela começou a cantar na noite e depois de sua primeira apresentação fora do Pará, no festival recifense Rebite, foi parar no Programa do Faustão, em 2010. De lá pra cá, sua ascensão tem sido meteórica. OUÇA TAMBÉM: Atriz que deu vida à Elis Regina nos cinemas, Andreia Horta reflete sobre o momento da cultura no Brasil Lançado em outubro, o clipe do single “Xanalá”, a ode ao prazer feminino que a Gaby Amarantos canta em parceria com Duda Beat, já tem mais de 1 milhão de views no YouTube. E em 2020, ela vai estar no elenco da série Mana, da Globo. Na conversa com o Trip FM, Gaby falou sobre a importância de as mulheres conhecerem e aceitarem o próprio corpo, feminismo e seu sucesso revolucionário como uma mulher negra que saiu da periferia do Pará e hoje ajuda toda a família. ESCUTE A ENTREVISTA COMPLETA NO PLAY ABAIXO: SETLIST Gaby Amarantos e Duda Beat - Xanalá Chuck Berry - Johnny B. Goode Marisa Monte - Beija Eu Peter Tosh - Where you gonna run

773 episódios