Um pulo em Paris - França registra alta de pacientes graves de Covid e autoridades anunciam semanas difíceis nos hospitais

7:13
 
Compartilhar
 

Manage episode 274098975 series 1239944
Por France Médias Monde descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
A epidemia de Covid-19 registrou novos recordes nesta sexta-feira (9). Após ter ultrapassado a barra dos 18 mil novos casos dois dias seguidos, o balanço oficial das últimas 24 horas é de mais de 20 mil novas contaminações. O número de pacientes nos serviços de reanimação também tem aumentado e as autoridades temem o impacto desse contexto nos próximos dias no sistema hospitalar. Em resposta, o governo anunciou medidas econômicas suplementares para o sistema de saúde. Segundo a agência Santé Publique France, órgão ligado ao governo que acompanha a evolução da pandemia, 1.439 pessoas estão hospitalizadas em serviços de reanimação. A França tem uma capacidade nacional de 5 mil leitos em reanimação, e as autoridades temem que os estabelecimentos de saúde fiquem sobrecarregados diante da rápida progressão dos números. No auge da pandemia, em abril, os serviços de reanimações ficaram saturados, com mais de 7 mil pacientes. Mas no final de agosto, eles eram apenas 400, antes do recrudescimento recente. Além disso, as autoridades chamam a atenção para um aumento no número de pacientes idosos com Covid-19, população que exige mais cuidados médicos e na qual tem sido constatada uma circulação maior do vírus. Segundo Santé Publique France, o número de casos entre as pessoas na faixa etária que vai de 65 a 74 anos dobrou nas últimas cinco semanas. Já entre aqueles que têm mais de 75 anos, o número de novos casos foi multiplicado por 2,2 no mesmo período. A situação é “preocupante, pois essas pessoas são as que correm mais riscos de complicações ligadas à Covid-19”, avisa a agência em seu relatório semanal. A Agência Regional de Saúde, outro órgão ligado ao governo, também alerta para o risco de uma aceleração nas hospitalizações. Segundo o diretor a entidade, Aurélien Rousseau, os hospitais de Paris e arredores devem se preparar para enfrentar momentos difíceis nas próximas semanas. Atualmente, cerca de 40% dos leitos dos serviços de reanimação da região mais populosa do país já são ocupados por pacientes de Covid-19 e ele estima que esse índice possa alcançar 50% nas próximas duas semanas. Dinheiro e mais leitos para os hospitais Diante da situação, o ministro francês da Saúde, Olivier Véran, anunciou nesta sexta-feira um novo pacote de ajuda financeira para os hospitais. Uma verba complementar de € 50 milhões foi liberada para o setor e 4 mil leitos serão abertos no país. No entanto, a medida não entrará em vigor antes de dezembro. O número de mortos é considerado moderado na França, mas também vem crescendo, com mais de 400 óbitos por semana. No total, 32.521 morreram vítimas da Covid-19 na França.

214 episódios