Vida em França - Paris: Monumento icónico 'La Samaritaine' reabre após 16 anos de encerramento

10:43
 
Compartilhar
 

Manage episode 297929687 series 1453327
Por France Médias Monde and RFI Português descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
'La Samaritaine', um grande armazém de venda ao público e um monumento icónico de Paris, reabriu as suas portas no passado dia 23 de junho, após 16 anos de encerramento. Lojas, restaurantes e até um hotel são apenas alguns dos serviços presentes num espaço que conta já com 150 anos de história, conforme nos deu conta Carla Pinto, responsável pelo departamento de moda de 'La Samaritaine'. “'La Samaritaine’ nasceu da criação de um projecto de Ernest Cognacq e Marie-Louise Jaÿ, um casal de trabalhadores completamente apaixonados pelo trabalho e também pelo mundo da moda. Eles tiveram a ideia de criar uma loja dedicada à mulher em termos de vestuário. Em 1870, quando nasceu a ‘La Samaritaine’, esse conceito só existia para homem”, começou por explicar Carla Pinto. ‘La Samaritaine’ é um grande armazém de venda ao público, que conta com vários serviços.“’La Samaritaine’ propõe aos seus clientes lojas de roupa, lojas de malas, grandes marcas institucionais de luxo, criadoras, novos designers e igualmente um conceito store, a boutique do Loulou, que é uma loja diferente de lembranças de Paris, que tem o objectivo de surpreender os cidadãos locais e os turistas”, explicou ainda à RFI a responsável pelo departamento de moda. Para além disso, a ‘La Samaritaine’ conta com 12 restaurantes e também com um hotel que vai abrir ao público em setembro. “’La Samaritaine’ pretende criar o ‘happy french living’, a emoção parisiense, onde se pode misturar a moda, por um lado, e gastronomia francesa, por outro, podendo oferecer ao cliente as duas partes”, disse ainda Carla Pinto. A loja reabriu no final do mês de junho e esteve fechada durante 16 anos por três razões. “A primeira razão desse fecho foi devido a normas de segurança, que nesta altura, em 2005, não eram respeitadas e não era possível receber e acolher os nossos clientes dentro de ‘La Samaritaine’. Assim permaneceu durante vários anos. O segundo ponto foi o tempo das obras, que demoraram mais de 3 anos. Por fim, a Covid-19 atrasou-nos mais de 1 ano e meio a reabertura”. Esta reabertura foi muito esperada pelos franceses e acabou por ser vivida com muita emoção. “Desde a abertura acolhemos mais de 300 mil visitantes. Estamos com uma média de 30 mil por dia. Estamos à espera de receber muitos mais. Hoje, os nossos visitantes vêm para redescobrir a ‘La Samaritaine’, uma das lojas mais antigas de França. Esta reabertura foi muito esperada. Foram momentos de muitas lágrimas e alegria”, concluiu a responsável.

272 episódios