Morning Call: Futuros em NY operam em alta na abertura de semana marcada por payroll e início de depoimentos na CPI da Covid

14:34
 
Compartilhar
 

Manage episode 291419478 series 2874304
Por Filipe Teixeira descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Os futuros das ações americanas subiram e as ações da Ásia fecharam em queda nesta segunda-feira, com os investidores avaliando os riscos de inflação em meio à melhora da atividade econômica.
Hong Kong liderou as perdas em meio a baixos volumes com Japão e China, além do Reino Unido, entre os mercados fechados para feriados. Os futuros dos EUA e o recém aberto mercado da Europa subiram após o S&P 500 cair de seu novo topo histórico na sexta-feira, em meio a dados apontando para pressões de preços e conversas sobre um possível recuo no suporte do banco central. Ainda assim, o indicador dos EUA atingiu o limite de sua maior alta mensal desde novembro.
Na Ásia, a atividade manufatureira permaneceu robusta até abril, com indicadores de atividade em Taiwan e na Coreia do Sul sinalizando uma expansão contínua. Os dados no sábado mostraram que as exportações sul-coreanas no mês passado aumentaram mais em 10 anos, refletindo uma recuperação dos efeitos da pandemia.
Ainda na Ásia, a crise do vírus na Índia está piorando , com mortes diárias atingindo outro recorde no domingo. O primeiro-ministro Narendra Modi e seu partido, criticado por lidar de forma negligente com a crise do Covid-19, perdeu uma eleição estadual importante.
A inflação continua sendo uma preocupação fundamental para os investidores. Os dados mais recentes dos EUA mostram que o estímulo fiscal ajudou a impulsionar os ganhos mensais mais fortes na renda pessoal em registros que remontam a 1946, e o indicador de preços preferido do Federal Reserve aumentou para sua máxima desde 2018. Embora o choque pandêmico do ano passado tenha distorcido alguns dados, tais leituras alimentam a especulação de que os bancos centrais podem começar a retirar o apoio reduzindo as compras de ativos.
Em sua última reunião anual, o bilionário Warren Buffett alertou sobre as crescentes pressões sobre os preços e um “frenesi de compras” impulsionado pelas baixas taxas de juros. O presidente do Fed de Dallas, Robert Kaplan, que atualmente não tem direito a voto, disse que os sinais de risco excessivo sugerem que é hora de considerar menos compras de títulos. Suas observações contrastam com as do presidente do Fed, Jerome Powell.
As principais autoridades financeiras dos EUA estão minimizando os riscos de inflação. A secretária do Tesouro, Janet Yellen, disse no fim de semana que o aumento da demanda do plano econômico do presidente Joe Biden seria estendido ao longo de uma década.
O Brasil registrou 1.210 novas mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa. A média móvel de óbitos, que leva em consideração os registros dos últimos sete dias, ficou em 2.407 neste domingo.
O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou neste domingo, 2, a 31.875.681, o equivalente a 15,05% da população total. Nas últimas 24 horas, 110.607 pessoas receberam uma dose da vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal. Dezesseis Estados atualizaram as informações neste domingo.
Support the show (http://wisir.com.br/planos)

422 episódios