Morning Call: mercados operam em alta após ata do FED e novo topo histórico no S&P500

14:29
 
Compartilhar
 

Manage episode 289437903 series 2874304
Por Filipe Teixeira descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Os futuros de ações dos EUA operam em alta, assim como os já encerrados mercados asiáticos (exceção ao índice Nikkei, no Japão), após o reforço do compromisso do Federal Reserve com uma política de apoio que siga dando suporte à retomada das atividades.
Enquanto a maioria das ações asiáticas encerraram o dia no positivo, as ações japonesas caíram em meio a preocupações de que Tóquio esteja planejando medidas mais rígidas para conter o aumento das infecções por vírus.
Os contratos no S&P 500 aumentaram após o novo fechamento recorde do benchmark na quarta-feira, horas depois da divulgação da ata da última reunião do Fed, na qual os funcionários indicaram que provavelmente levará “algum tempo” antes de reduzirem seu programa de compra de ativos.
O Índice Stoxx Europe 600 acompanha os futuros dos EUA em alta, com mineradoras e montadoras liderando os ganhos. A libra esterlina vem de dois dias de perdas depois de ficar sob pressão por causa de preocupações relacionadas à vacina da AstraZeneca, da qual o Reino Unido é fortemente dependente.
As autoridades do Fed se uniram na necessidade de ver mais progresso na recuperação antes de reduzir seu maciço programa de compra de títulos, de acordo com a ata da reunião do mês passado divulgada na quarta-feira. Os formuladores de políticas minimizaram os riscos de inflação, sustentando que a recente alta nos rendimentos do Tesouro reflete perspectivas de crescimento mais fortes.
Enquanto isso, a secretária do Tesouro, Janet Yellen, revelou detalhes do plano para trazer de volta cerca de US $ 2 trilhões em lucros corporativos para a rede tributária dos EUA. Isso ajudaria a financiar as iniciativas de gastos do governo, reduzindo potencialmente a dependência de mais empréstimos que poderiam elevar as taxas.
Por aqui, o jantar entre o presidente Jair Bolsonaro e empresários brasileiros foi marcado pela escalação de vários membros do governo para assegurar que haverá um esforço para trazer a revitalização da economia, que anda combalida pela nova onda de infecções e pelos sucessivos recordes de mortes por covid-19. Embora temas como reformas estruturais tenham sido abordados, a principal tônica do encontro, segundo os presentes, foi a vacinação no ritmo mais acelerado possível. Não houve detalhamento, porém, de como essa intenção vai ser colocada em prática.
A postura do presidente no encontro foi elogiada por empresários. "Foi uma conversa boa, eu gostei, me deu tranquilidade", definiu Rubens Menin, controlador de MRV, Banco Inter e da rede de televisão CNN. Segundo o empresário, Bolsonaro também se comprometeu com a austeridade fiscal e com as reformas, que são outras demandas do setor produtivo.
Support the show (http://wisir.com.br/planos)

422 episódios