show episodes
 
Loading …
show series
 
O novo conceito estratégico da NATO aumenta e agrava as múltiplas crises que já enfrentávamos antes da injustificável e inaceitável guerra de ocupação da Ucrânia pela Rússia através de uma ameaça crescente do uso da força militar contra uma lista indefinida de inimigos e ameaças. É o que defende Jaime Pastor neste artigo lido por Carlos Carujo.…
 
A revista progressista apresentava-se como um "núcleo de homens" e demorou quase um ano a publicar o primeiro texto escrito por uma mulher, um poema de Florbela Espanca, então com 27 anos de idade. Nunca mais voltará a publicar aí e a Seara Nova demora anos a ter participação feminina regular. Uma história contada por Miguel Pereira e lida por Carl…
 
A 25 de junho, cerca de 30 migrantes morreram e centenas ficaram feridos por causa do abuso da polícia marroquina em cooperação com forças espanholas. Irene Graíño Calaza mostra que isso prova que a Europa Fortaleza recebe quem foge de massacres com mais massacre, num artigo lido por Carlos Carujo.Por Esquerda.net
 
Guerras e fomes, alteração do uso dos solos, desflorestação, urbanização descontrolada, alterações climáticas, globalização, comercialização de carne de animais selvagens, tráfico destas espécies, evolução microbiana e colapso dos sistemas de saúde aumentam o risco de novas pandemias expplica-nos o professor de Microbiologia Raúl Rivas González num…
 
Um novo relatório mostra a dimensão da infiltração num pequeno partido de esquerda, o SWP. Mas o caso envolve mais de mil organizações. Roubo de identidades de crianças mortas, manipulação de relações íntimas durante anos, tudo valeu para a espionagem político-policial como conta Carlos Carujo.Por Esquerda.net
 
Ao atentado supremacista branco em Buffalo nos EUA voltou a responder-se com a psicologização das suas motivações e com o menorizar da responsabilidade de quem à direita segue as teorias “conspiranóicas” da Grande Substituição. Mas, defende Miguel Urbán neste artigo lido por Carlos Carujo, o “lobo solitário” é apenas um elo numa cadeia de ódio que …
 
A Rússia usou a república separatista para forçar a Moldávia a ficar na sua órbita, através do controlo sobre centrais elétricas, gasodutos, da fraude eleitoral recorrente a favor dos candidatos pró-russos, da constante pressão militar e do crime organizado explica Vlad Iaviță num artigo lido por Carlos Carujo.…
 
Nos anos 90, fez valer a proximidade com Yeltsin para fazer fortuna. Nos 2000, irrompeu pelo futebol britânico com milhões e as autoridades não questionaram a origem do dinheiro. Tornou-se próximo de Putin e a história continuou com negócios obscuros e vistos gold. Só com a guerra se investigou tudo isto denuncia Xabier Rodríguez num artigo lido po…
 
Os liberais de hoje repetem argumentos que já nos debates sobre a criação do SNS eram utilizados. Mas apesar do do nosso país gastar menos três vezes do que os EUA em saúde tem muito melhores resultados. O farol do capitalismo só é uma referência nos ganhos à custa da saúde mostra-nos Moisés Ferreira num artigo que integra o nº1 da Revista Esquerda…
 
O que foi o 25 de Abril? Como se deve comemorá-lo? Como interpretar as constantes disputas de memória de que tem sido alvo e como se deve a esquerda posicionar diante disso? Fernando Rosas e Miguel Cardina conversam com João Madeira sobre estas e outras questões relativas à história e à memória da revolução.…
 
Passam agora 60 anos da chamada "crise académica de 1962". Foi um momento decisivo de contestação à ditadura, funcionando como o culminar de um processo de desafetação estudantil já com alguns anos. E viria a abrir caminho para o período seguinte, em que o movimento se irá politizar e assumir como uma das frentes de contestação ao Estado Novo. Conv…
 
O mote para a conversa desta semana é o novo livro de Steven Forti, Extrema-Direita 2.0. Da sinopse: “Ainda que claramente ameaçadora, a nova versão encerra perigos que passam facilmente desapercebidos". É sobre estes novos perigos que iremos debater com Steven Forti, numa conversa moderada por Fernando Rosas e Rita Lucas Narra.…
 
No dia 30 de janeiro de 1972, em Derry, na Irlanda do Norte, cerca de dez mil pessoas protestavam contra a repressão e as desigualdades religiosas quando as forças policiais inglesas dispararam contra os manifestantes. Morreram catorze pessoas, seis das quais menores de idade; todas as vítimas estavam desarmadas e cinco foram alvejadas pelas costas…
 
Loading …

Guia rápido de referências

Google login Twitter login Classic login