Dano público
[search 0]
×
O melhor podcasts de Dano que pudemos encontrar (atualizado Agosto 2020)
O melhor podcasts de Dano que pudemos encontrar
Atualizado Agosto 2020
Junte-se a milhões de usuários do Player FM hoje mesmo para obter novidades e ideias quando quiser, mesmo estando offline. Podcast mais interessante com app gratuito que se recusa a ter compromissos. Vamos começar!
Junte-se ao melhor app de podcast do mundo para genrenciar seus shows favoritos online e reproduzi-los offline no nosso app Android e iOS. É grátis e fácil!
More
show episodes
 
Loading …
show series
 
Alexandre Schwartsman faz uma análise sobre os dados do trabalho divulgados nesta semana e avalia que eles levantam alguma esperança de que haja uma pequena recuperação nos postos de trabalho nos próximos meses. Comentarista fala também sobre números do balanço de pagamentos e sobre um encolhimento do passivo externo do país como resultado da desva…
 
Alexandre Schwartsman comenta sobre a proposta do governo para reforma tributária. Ele avalia que a mudança está sendo feita por projeto de lei por ser mais fácil de ser aprovada no Congresso. Mas, por isso, acaba sendo relativamente pequena. "É supostamente um primeiro passo, mas parece muito modesto", avalia.…
 
Alexandre Schwartsman comenta dados divulgados em relação à atividade econômica. Ele destaca que o setor de serviços, que é responsável por 60% do PIB, continuou caindo e que, mesmo que tivermos um ritmo de crescimento muito forte daqui para a frente, a recuperação ainda será lenta.
 
Alexandre Schwartsman fala sobre dados da atividade econômica e os bons números do comércio varejista e da produção industrial de maio, na comparação com abril, o que causou entusiasmo no governo. 'As coisas travaram em abril'. No caso da indústria automobilística, a recuperação foi expressiva sobre abril, mas está longe do que estava no começo do …
 
Analista comenta o cenário da economia, duramente atingida pela pandemia da Covid-19. O nível de emprego é muito ruim, com perda de muitas vagas desde março, mas tendência é de estabilização. ‘Maio continuou caindo, mas menos do que em abril. Não há motivo para comemorar, mas a queda está menos expressiva. O mesmo acontece com a PNAD’.…
 
Previsão do PIB brasileiro para este ano é de inevitável queda forte em função da pandemia de Covid-19. FMI fala em 9%, já o Banco Central prevê queda de 6%. ‘O que sabemos é que será muito. Talvez o fundo tenha perdido no cálculo a melhora recente nos mercados’, explica Schwartsman. Para o mundo a projeção é de achatamento de 5% da economia.…
 
Alexandre Schwartsman está lançando o livro ‘Economia do cotidiano’. ‘Foi uma proposta da Editora Contexto para trazer a economia mais próxima do dia a dia das pessoas. Tentei aproximar de quem não é especialista na área e ajudar a entender e decifrar o que está saindo no jornal sobre inflação, taxa de juros, dólar...’.…
 
Nesta quarta, o Copom baixou a taxa Selic para 2,25% ao ano. Alexandre Schwartsman destaca que, com inflação abaixo da meta, juros deveriam cair ainda mais. Ele também destaca números negativos relacionados à atividade econômica e afirma que segundo trimestre de 2020 deve trazer resultados ainda piores. 'Vai ser difícil de esquecer', comenta.…
 
Alexandre Schwartzman explica que estamos nos encaminhando para uma inflação muito baixa. ‘Não me parece que a gente entrou em um fenômeno deflacionário no Brasil. Não é esse o caso’. Ele explica que o fato do mercado de trabalho estar na lona traz a inflação para baixo. 'Não existe milagre'.
 
Alexandre Schwartsman avalia que crise econômica causada pelo coronavírus deve ser mais grave e duradoura do que as crises de 2008 e 2013. Ele destaca queda 'devastadora' nos índices de emprego e comenta que próximos resultados do PIB também devem registrar forte retração. Inflação negativa e ajuste nas contas externas também estão entre os destaqu…
 
Alexandre Schwartsman fala sobre os programas do governo para socorrer pessoas e empresas em meio à pandemia. Ele fala do programa de financiamento para o pagamento de folhas salariais de pequenas e médias empresas. Alexandre destaca os problemas de ordem burocrática, além da condição de que o empregador não demita e nem reduza salário.…
 
Analista avalia a nova redução da taxa de juros, agora para 3%. A Selic ainda deve cair mais nos próximos dias, o que levou para o mercado a discussão se há limites para a queda dos índices. Ele comenta, ainda, a relação de tudo isso com a alta do dólar, que segue em direção aos R$ 6. Para o comentarista, temos que ajustar contas públicas, apesar d…
 
Alexandre Schwartsman destaca que corte é necessário em um cenário de inflação baixíssima. No entanto, ele avalia que impacto da queda dos juros na economia não deve ser sentido imediatamente, mas 'pode dar uma força mais à frente'. Schwartsman comenta, também, que desvalorização do real frente ao dólar é um fenômeno semelhante ao que ocorre em out…
 
Segundo Alexandre Schwartsman, o mercado acredita que há de 85% a 90% de chances de uma queda de 0,75 ponto percentual, o que derrubaria a Selic para 3%. O comentarista, no entanto, não acha que o Banco Central tem que tentar derrubar cotação da moeda americana 'vendendo agressivamente'. Ele defende 'intervenção pontual', deixando o dólar 'flutuar'…
 
Alexandre Schwartsman analisa conjuntura econômica em meio à crise causada pelo coronavírus. Para ele, resultado do IPCA mostra 'quadro de inflação bem comportada', mas acende um alerta para 2021. Ele destaca, ainda, que pacote de socorro aos estados e projeto para alterar atuação do Banco Central precisam bem planejados para que não haja abusos. N…
 
Para Alexandre Schwartsman, medidas econômicas emergenciais anunciadas pelo governo vão em um caminho correto, ainda que não seja possível, no momento, calcular se serão suficientes para conter crise do coronavírus. O economista comenta MP que propõe redução de salários, PEC que amplia atuação do Banco Central e PEC que revê possibilidades de gasto…
 
Alexandre Schwartsman afirma que medidas para controlar epidemia de coronavírus são importantes também para a economia, já que recessão começa a se tornar inevitável. 'Se a gente não conseguir conter a propagação do vírus, corremos o risco de passar por uma recessão ainda mais grave', comenta. Ele completa: 'temos que encarar que estamos vivendo, d…
 
Para Alexandre Schwartsman, redução da Selic para 3,75% em meio à pandemia de coronavírus é 'corte modesto'. Ele destaca que crise vai durar mais que um trimestre. 'Caberia um estímulo monetário maior', avalia. Ele destaca, ainda, que medidas econômicas emergenciais anunciadas pelo governo podem ser insuficientes. Ouça a análise completa.…
 
Alexandre Schwartsman explica fatores que levam à crise econômica e ao pânico nos mercados por causa do coronavírus. Na análise dele, epidemia já afeta diretamente o Brasil. 'O principal problema é que se a China não produz, ela também não importa nossos produtos', afirma.
 
Alexandre Schwartsman comenta resultado do PIB, que registrou crescimento de 1,1% no ano passado. 'Boa parte desse número resulta da fraqueza do primeiro trimestre de 2019, quando não houve crescimento nenhum', explica. Na avaliação dele, situação pode se repetir em 2020, principalmente por causa do coronavírus, mas também por causa da 'desarticula…
 
País fechou o mês de janeiro com superávit de R$ 44 bilhões. Alexandre Schwartsman comenta: 'resultado é bom, mas é preciso lembrar que janeiro já é historicamente um mês bom. Importante é ver a soma dos últimos 12 meses, que estão negativos na casa do R$ 84 bilhões'. Ele analisa, ainda, o cenário mundial com o avanço do coronavírus.…
 
Coluna traz uma análise do cenário econômico e o IPCA 15, de 0,22%. 'Fevereiro é um mês que pega o reajuste de escolas. Mesmo assim, ficou bem baixo o índice inflacionário. Nos últimos 12 meses, o número cheio ficou em 4,1%, mas a perspectiva para este ano deve ficar em 3,1%', diz Schwartsman.
 
Alexandre Schwartsman comenta conjuntura econômica e explica a relação entre consumo, capacidade ociosa, inflação e juros. 'Se o consumo não vier muito mais forte, vai ser difícil que a capacidade ociosa caia a ponto de ameaçar a meta de inflação', avalia. Ele ainda classifica últimas declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes como 'de extre…
 
Copom reduz Selic para 4,25% e sinaliza que não vai mais baixar os juros. Nas previsões de Alexandre Schwartsman, taxa deve ficar estável ao longo de 2020 e subir até a casa dos 6% em 2021. No entanto ele ressalta que os juros não devem voltar aos patamares de 2016, já que caíram dez pontos percentuais desde então. Produção industrial estagnada e e…
 
Foi o quarto mês seguido de alta do Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br), considerado prévia do PIB. Alexandre Schwartsman destaca o bom desempenho do setor de serviços nos últimos meses. O setor representa 60% do PIB brasileiro. Para 2020, a previsão é que o PIB tenha expansão de 2,40%.
 
Loading …

Guia rápido de referências

Google login Twitter login Classic login