Eficiência em campanhas: os desafios da mensuração no ambiente de mídia sem fronteiras

1:00:04
 
Compartilhar
 

Manage episode 313013258 series 3255951
Por Cecília Seabra descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Adriane Figueirola Buarque de Holanda é publicitária, doutora em comunicação, professora, pesquisadora, produtora de conteúdo e tem se dedicado a pesquisas sobre inteligência artificial na comunicação. Ela é a minha convidada para debatermos sobre tendências em mensuração. No nosso papo, analisamos o ambiente de mídia e o quando a inteligência artificial permeia, hoje, o trabalho de uma pessoa que atua na comunicação, podendo ser aplicada desde o desenvolvimento de campanhas, passando pela distribuição, até a mensuração. Alguns dados da Kantar Ibope Mídia que trouxemos para o contexto da nossa conversa, recolhidos de pesquisa Data Stories: 56% das pessoas pesquisadas afirmaram que estão usando melhor a tecnologia. 43% entraram em contato pela primeira vez com podcasts. 8% nunca tinham usado um QRCode e fizeram isso pela primeira vez depois da pandemia — uma primeira vez para as pessoas e para muitas empresas, diga-se. Se tomamos como premissa públicos multiconectados, quase sempre simultaneamente em mais de uma mídia ou device, e de mídias que ampliaram seus formatos originais e hoje também são multi, como o rádio, que a gente pode assistir pela internet, como essa realidade representa desafios para nós, seja ao estruturar as campanhas e seus possíveis fluxos de conteúdo, seja para observar a performance e conseguir analisar os resultados de uma perspectiva de aprendizado? O que funciona, o que não funciona tão bem? Como afirmar com base em resultados que ações foram mais eficientes, menos, públicos mais responsivos, menos... se o ambiente de consumo é multi e fluido? Para terminar, conversamos sobre quatro tendências que vêm se afirmando como mandatórias para nós: 1) Consumidores mais críticos; 2) Pessoas esperam um posicionamento das marcas; 3 Querem poder escolher quando e onde consumir conteúdo; 4) E querem ter disponibilidade de consumir on-line (o que quer que seja a oferta da marca). Ainda, discutimos quais os impactos para o que até então entendíamos como eficácia, eficiência e performance para a comunicação, pensando em comunicação com o funcionário, marca empregadora, relacionamento com a mídia e demais especialidades com as quais lidamos diariamente. Vai perder? O play está aí para você tacar sem piedade, aproveitando para curtir o canal, o vídeo e compartilhar com seus amigues para dar aquela força para a produção de conteúdo independente. Veja como você pode me acompanhar em outros canais: * Instagram: @ceciliaseabra * LinkedIn: Cecília Seabra * YouTube: Cecília Seabra * A Comunicação Nossa de Cada Dia, podcasts disponível nas principais plataformas de streaming. Para apoiar, me escute pela Orelo, a plataforma que remunera os criadores de conteúdo, como eu. Basta acessas esse link do seu smartphone: https://app.orelo.audio/PgHd * Se você curte um textão, pode entrar em contato comigo por e-mail: ola@ceciliaseabra.com.br Um abraço e obrigada pela audiência! --- Send in a voice message: https://anchor.fm/ceciliaseabra/message

32 episódios