Arquicast 131 – Pritzker 2021: Lacaton & Vassal

1:30:49
 
Compartilhar
 

Manage episode 289194495 series 1203766
Por Arquicast descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Chegou o momento de falar sobre a principal premiação da área de arquitetura, o Prêmio Pritzker 2021. Como é de costume, dedicamos um episódio inteiro para conversar, conhecer e refletir sobre os ganhadores, sobre o conjunto de sua obra e sobre a justificativa do júri. E abordamos a conversa através de uma visão sempre ampliada, ponderando também sobre a história da premiação e as possíveis agendas por trás de um conjunto, nem sempre coeso, dos antigos laureados. Quem nos ajuda nessa enriquecedora empreitada são os arquitetos Bruno Sarmento e Caio Dias.

Os premiados de 2021 são os franceses Anne Lacaton e Jean-Philippe Vassal, da Lacaton e Vassal. Josep Maria Montaner, crítico de arquitetura, descreve o trabalho da dupla como uma continuidade do racionalismo e princípios modernistas, já que permanecem fiéis aos aspectos sociais da modernidade pela sua posição ética e radical. Nas palavras do júri do Prêmio Pritzker, os arquitetos refletem o espírito democrático da arquitetura.

A premissa sociológica talvez seja a característica mais marcante do escritório, pois é dela que partem decisões iniciais definidoras de seus projetos. A observação profunda das dinâmicas existentes no contexto de cada projeto, contemplando as diversas dimensões de interação possíveis, como as culturais, econômicas, espaciais e materiais, é que permite aos arquitetos tomar partido pela não demolição, pela não construção, pelo reaproveitamento e pela abordagem cirúrgica no escopo de suas intervenções.

E justamente esse diferencial de sua obra, que faz da finalidade social e ambiental parâmetro fundamental e primeiro, em detrimento, inclusive, de intenções plásticas e estéticas, que se destoa dos demais laureados pela premiação, em anos anteriores.

Apesar do prêmio não ter por intenção a indicação de tendências, é razoável imaginarmos que há alguma mensagem por trás de seus resultados. Ainda mais ao pensarmos que, historicamente, o Pritzker é associado a valorização da arquitetura enquanto uma arte e que, por esse motivo, precisava de uma premiação que trouxesse a mesma visibilidade encontrada nos eventos de celebração dos demais segmentos artísticos, como as artes plásticas.

Uma arquitetura que, como nos relata Bruno Sarmento, é mais difícil de ser consumida enquanto imagem, precisa ser explorada sem superficialismos e sem preconceitos. E é um pouco esse exercício que fazemos nesse papo informal, mas bastante elucidativo.

Para saber mais a composição do júri, os bastidores da escolha e dos procedimentos de decisão, além de conhecer mais sobre essa abordagem tão peculiar, nos acompanhe neste episódio! Bom proveito e até a próxima!


Apoio:

clique aqui para acessar a página do concurso!


UIA2021 + Arquicast | parceiro oficial de mídia:

Acesse o site do evento aqui


Clique aqui e entre em nosso grupo no Whatsapp!


Siga nosso canal no YouTube



Comentários, críticas, sugestões ou só um alô mamãe para contato@arquicast.com


Assine o feed: iTunes | Android | Feed

153 episódios