Artwork

Conteúdo fornecido por Café Brasil Editorial Ltda and Luciano Pires. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Café Brasil Editorial Ltda and Luciano Pires ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
Player FM - Aplicativo de podcast
Fique off-line com o app Player FM !

Cafezinho 564 - Terceirização responsável

10:30
 
Compartilhar
 

Manage episode 358857880 series 1340225
Conteúdo fornecido por Café Brasil Editorial Ltda and Luciano Pires. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Café Brasil Editorial Ltda and Luciano Pires ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.

Se você não vive em Nárnia, sabe do que aconteceu com algumas vinícolas de Bento Gonçalves, acusadas de prática de trabalho análogo à escravidão, por conta de trabalhadores terceirizados. Os ingênuos e ignorantes compraram essa pauta, demonizando as empresas e a terceirização. Tudo indica que as motivações foram políticas.

Olha, ao longo dos anos 1990 e começo dos 2000 eu era Diretor de Marketing de uma grande empresa e terceirizei diversas atividades. Por exemplo, com alguns funcionários da área de promoção de vendas, que foram demitidos por mim para montar suas empresas, que contratei em seguida para executarem o mesmo trabalho que faziam quando empregados. Eles aceitaram o risco e foram em frente. Hoje, duas décadas depois, atendem a diversos clientes, têm dezenas de funcionários e nem pensam em voltar a ser CLT.

Ah, Luciano, você está contando o caso de quem deu certo. E quem não deu?

Bem, na minha experiência, todos que se organizaram deram certo, porque havia um mandamento rígido: jamais terceirizar algo para alguém pior que nós. Só haveria sentido na terceirização se ela representasse, sem aumento substancial de custos, melhoria nos serviços.

Transformei diversos funcionários em empreendedores, a partir do estímulo da terceirização, que é uma excelente saída, de eficiência comprovada por mim, pessoalmente, em inúmeras ocasiões. A terceirização responsável abre oportunidades para que coisas aconteçam; dá chance às pessoas de obter trabalhos aos quais não teriam acesso; ajuda a melhorar a qualidade de processos; dissemina melhores práticas pelo mercado e espalha o vírus do empreendedorismo pela sociedade. A terceirização irresponsável dá no que aconteceu com as vinícolas: no meio do monte de virtudes da terceirização sempre tem um filho da puta que vai explorar outras pessoas, jogar sujo, não pagar direitos, como existe em qualquer lugar, inclusive naqueles onde a CLT prevalece.

É preciso evoluir nas questões trabalhistas e a terceirização é um caminho antigo, já experimentado e de eficiência comprovada, mas que muitos brontossauros, lentos, pesados e espaçosos, teimam em contestar, alegando precarização do trabalho e, como sempre, legislando pela exceção e exigindo um Estado equivalente ao Indominus Rex.

E assim continuamos empurrando o problema. Até o dia que o asteróide chegar.

Esta reflexão continua em https://youtu.be/k4zzJIuwQQo

Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Torne-se um assinante do Café Brasil e nos ajude a continuar produzindo conteúdo gratuito que auxilia milhares de pessoas a refinar seu processo de julgamento e tomada de decisão. Acesse http://canalcafebrasil.com

See omnystudio.com/listener for privacy information.

  continue reading

2485 episódios

Artwork
iconCompartilhar
 
Manage episode 358857880 series 1340225
Conteúdo fornecido por Café Brasil Editorial Ltda and Luciano Pires. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Café Brasil Editorial Ltda and Luciano Pires ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.

Se você não vive em Nárnia, sabe do que aconteceu com algumas vinícolas de Bento Gonçalves, acusadas de prática de trabalho análogo à escravidão, por conta de trabalhadores terceirizados. Os ingênuos e ignorantes compraram essa pauta, demonizando as empresas e a terceirização. Tudo indica que as motivações foram políticas.

Olha, ao longo dos anos 1990 e começo dos 2000 eu era Diretor de Marketing de uma grande empresa e terceirizei diversas atividades. Por exemplo, com alguns funcionários da área de promoção de vendas, que foram demitidos por mim para montar suas empresas, que contratei em seguida para executarem o mesmo trabalho que faziam quando empregados. Eles aceitaram o risco e foram em frente. Hoje, duas décadas depois, atendem a diversos clientes, têm dezenas de funcionários e nem pensam em voltar a ser CLT.

Ah, Luciano, você está contando o caso de quem deu certo. E quem não deu?

Bem, na minha experiência, todos que se organizaram deram certo, porque havia um mandamento rígido: jamais terceirizar algo para alguém pior que nós. Só haveria sentido na terceirização se ela representasse, sem aumento substancial de custos, melhoria nos serviços.

Transformei diversos funcionários em empreendedores, a partir do estímulo da terceirização, que é uma excelente saída, de eficiência comprovada por mim, pessoalmente, em inúmeras ocasiões. A terceirização responsável abre oportunidades para que coisas aconteçam; dá chance às pessoas de obter trabalhos aos quais não teriam acesso; ajuda a melhorar a qualidade de processos; dissemina melhores práticas pelo mercado e espalha o vírus do empreendedorismo pela sociedade. A terceirização irresponsável dá no que aconteceu com as vinícolas: no meio do monte de virtudes da terceirização sempre tem um filho da puta que vai explorar outras pessoas, jogar sujo, não pagar direitos, como existe em qualquer lugar, inclusive naqueles onde a CLT prevalece.

É preciso evoluir nas questões trabalhistas e a terceirização é um caminho antigo, já experimentado e de eficiência comprovada, mas que muitos brontossauros, lentos, pesados e espaçosos, teimam em contestar, alegando precarização do trabalho e, como sempre, legislando pela exceção e exigindo um Estado equivalente ao Indominus Rex.

E assim continuamos empurrando o problema. Até o dia que o asteróide chegar.

Esta reflexão continua em https://youtu.be/k4zzJIuwQQo

Gostou? De onde veio este, tem muito, mas muito mais. Torne-se um assinante do Café Brasil e nos ajude a continuar produzindo conteúdo gratuito que auxilia milhares de pessoas a refinar seu processo de julgamento e tomada de decisão. Acesse http://canalcafebrasil.com

See omnystudio.com/listener for privacy information.

  continue reading

2485 episódios

Tous les épisodes

×
 
Loading …

Bem vindo ao Player FM!

O Player FM procura na web por podcasts de alta qualidade para você curtir agora mesmo. É o melhor app de podcast e funciona no Android, iPhone e web. Inscreva-se para sincronizar as assinaturas entre os dispositivos.

 

Guia rápido de referências