79: Glenn Greenwald - Direito e espionagem, com Evandro Pontes

1:25:33
 
Compartilhar
 

Manage episode 237270779 series 1041827
Por Senso Incomum descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Guten Morgen, Brasilien! Glenn Greenwald, o espião trapalhão, entrou para os Trending Topics com o belo epíteto de "jornalista de Taubaté", depois de adulterar nomes e datas, mostrando que ao invés de apenas vazar informações roubadas "com interesse público", está manipulando e tentando causar uma impressão através de técnicas de desinformação. Mas se as conseqüências para a Lava Jato dos siricuticos do nosso "Verdevaldo" são nulas – ou melhor, risíveis –, há outras tramóias envolvendo o Direito no Brasil para a espionagem do amiguinho de Edward Snowden, de hackers russos protegidos diretamente pelo Kremlin do ditador Vladimir Putin e de terroristas islâmicos e seus financiadores. Para isso, chamamos um gigante para conversar conosco no seu podcast preferido: Evandro Pontes, um dos maiores nomes do Direito e da análise estratégica no Brasil, professor do Insper, que vai mostrar que, apesar do faniquito de Glenn Greenwald ser apenas fumaça para militantes fanáticos, que só assustam pessoas acostumadas a ligar para carteiradas e que nada entendem da dinâmica de poder judicial (mas repetem todo dia sobre o Estadodemocráticodedireito), há coisas seríssimas a serem pensadas. Afinal, por mera coincidência, o voto de Gilmar Mendes para soltar Lula citou a desinformação, digo, "reportagem" do Intercept. E isso gera uma jurisprudência perigosíssima sobre nossa privacidade. E por outra mera coincidência, nesse país em que a mera coincidência é a regra, julgaram no dia seguinte que juiz que investiga comete "abuso de autoridade". Parece que a única pessoa que pode investigar quem der em sua telha, sem nenhum abuso de autoridade nesse país, é uma criatura chamada Glenn Greenwald... Apesar do ridículo da militância, do recuo de Greenwald em suas acusações (chegou a falar em um conluio entre Terça Livre e MBL, uma idéia que só pode despontar na cabeça de quem não sabe nada sobre o país, e depois deu pra trás e apagou envergonhado), o esculhambo de Verdevaldo tem método – e o pior, conseqüências sérias para o país, que pode virar um bacanal sem lei graças a algo que nem virou lei. Evandro Pontes, que nossos ouvintes implorarão depois dessa para virar nosso colunista e colaborador freqüente, explica todas essas questões em detalhes. E creia: Glenn Greenwald e seu sitezinho Intercept (nomen est omen) são risíveis. Mas o que realmente importa não está sendo discutindo: se é crime grampear alguém privadamente ou não. E mais: Primeira Guerra Mundial, vazamentos, Direito Penal, MontesquiÉU, broker, Constituição Napoleônica, Lenin e Trotsky, Checoslováquia, Beethoven e muito mais no Guten Morgen, o seu podcast preferido! A produção é de Filipe Trielli e David Mazzuca Neto no estúdio Panela Produtora, com produção visual de Gustavo Finger da Agência Pier. Guten Morgen, Brasilien!

113 episódios