Por que Exu inspira lutas políticas hoje, segundo antropólogo

54:12
 
Compartilhar
 

Manage episode 337737968 series 2198701
Por Editoria de Podcasts da Folha and Folha de S.Paulo descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

Exu, cultuado nas encruzilhadas, lugar de encontros e desencontros, é ele mesmo uma expressão das trocas entre as culturas africanas, americanas e europeias que moldaram o Brasil. Mais que isso, diz o antropólogo Vagner Gonçalves da Silva, professor da USP, é uma das melhores metáforas para pensar traços da formação brasileira.

Associado à boemia, à malandragem e à sexualidade —o falo proeminente é uma das suas marcas—, Exu passou a ser uma das referências na construção de uma ideia de brasilidade e sua presença na produção artística do país se multiplicou.

Autor de "Exu: um Deus Afro-atlântico no Brasil", o antropólogo discute a demonização de Exu pelos colonizadores europeus e argumenta que os terreiros foram o epicentro da formação da civilização brasileira.

Para ele, as religiões afro-brasileiras colocaram em contato diferentes grupos sociais e as mitologias de Exu, guardião da ordem mas também promotor da desordem, podem inspirar as lutas políticas e sociais de hoje.

  • Produção e apresentação: Eduardo Sombini
  • Edição de som: Raphael Concli

See omnystudio.com/listener for privacy information.

127 episódios