O que está a falhar no Estatuto do Cuidador Informal?

55:49
 
Compartilhar
 

Manage episode 337316715 series 3301505
Por POD Pensar and Deco Proteste descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Três anos depois de aprovado o Estatuto do Cuidador Informal, existem em Portugal pouco mais de oito mil cuidadores informais devidamente reconhecidos pelo Estado. Mas por detrás deste número oficial há um manto visível de muitos mais milhares que dedicam os seus dias a cuidar de um familiar ou de alguém próximo. A percentagem de cuidadores a quem foi reconhecido o estatuto, e os benefícios nele previstos – como um subsídio (em média de 300 euros por mês) e o direito ao descanso - será ínfima, assegura a Associação Nacional de Cuidadores Informais. Aprovado por unanimidade na Assembleia da República e considerado um instrumento legal inédito, o Estatuto do Cuidador Informal, diz ainda a Associação Nacional de Cuidadores Informais – afinal quem mais conhece na pele o problema, peca pelos requisitos pouco adaptados à realidade, pela burocracia exigida e pelas dificuldades de aplicação no terreno. Aurélio Gomes debate o tema com Maria dos Anjos Catapirra, Vice-presidente da Associação Nacional de Cuidadores Informais, e Palmira Martins, do Movimento Cuidar dos Cuidadores, assistente social e coordenadora da Missão Angariar, da Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla.

25 episódios