Amassando O Aro 180

1:26:46
 
Compartilhar
 

Manage episode 275279572 series 1456883
Por Podcast Amassando o Aro descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Essa semana, analisamos os novos técnicos e a situação dos times que terminaram a temporada da NBA nas três últimas posições. No Brasil, o campeonato paulista os times chegaram a três jogos e o Paulistano, surpreendentemente, depois de vários desmanches permanece invicto e vem mantendo a ponta do Grupo 2, com vitórias sobre São Paulo, Corinthians e Osasco. No Grupo 1, também invicto, Bauru lidera após os três primeiros jogos, com destaque para o triunfo sobre Franca, na primeira partida do time no torneio. Os dois times estão entre os principais favoritos a vencer a competição. Na NBA, dos oito times que ficaram sem técnico após o final de sua participação no campeonato, seis já contrataram substitutos. Nessa semana, Indiana acertou com Nate Bjorkgren, ex-assistente de Nick Nurse, o nome foi, de certo modo, uma surpresa, pois não estava entre os mais badalados para assumir o cargo. O Pelicans por sua vez assinou por quatro anos com Stan Van Gundy. O ex-técnico de Miami, Orlando e Detroit assume para trabalhar no desenvolvimento dos jovens do time de Nova Orleans. Sobre os três últimos colocados da última temporada, o Timberwolves se encontra numa posição boa para melhorar o elenco. A vitória no sorteio do draft e um bom espaço na folha salarial permitem que o time possa modificar o elenco e subir de nível. Como Minnesota não é um mercado atraente e o time não tem jogadores de grande expressão para atrair os principais agentes livres (em um ano em que não há grandes estrelas no mercado), o time terá de ser criativo para fazer movimentos que possam alça-lo a outro patamar. Ao contrário, o Warriors tem um plantel pronto para competir, embora não no nível dos anos em que conquistou seus últimos três campeonatos. Sem espaço na folha salarial para grandes contratações, as trocas parecem o único meio de fazer os ajustes necessários no elenco. Devido à ausência de super talentos no draft, é possível que Golden State use a escolha número dois do draft de novembro para conseguir peças que possam vir a ser importantes num eventual playoff. Por fim o Cavs parece ser, dos três últimos, o time com maiores problemas. Uma folha salarial que não permite contratações de destaque, contratos ruins, jovens com necessidade de desenvolvimento tornam Cleveland um dos favoritos às últimas posições da liga na próxima temporada. O time vai precisar de bastante criatividade para melhorar no curto prazo. Aparentemente, a melhor opção para o Cavs parece ser se livrar dos maiores contratos e realizar uma renovação no elenco.

210 episódios