Funcionários do Samu seguem reivindicando melhores condições de trabalho

7:56
 
Compartilhar
 

Manage episode 295076246 series 2086642
Por Rádio Cruz de Malta descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.
Prossegue o impasse entre o Governo do Estado e a OZZ Saúde, empresa responsável pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Santa Catarina. Os funcionários reclamam das condições precárias de trabalho e, para manifestar o descontentamento, realizaram um protesto nesta terça-feira, dia 15, em Florianópolis. Entre as cobranças, o Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina (Simesc) cita as condições precárias de trabalho, equipamentos sucateados, férias em atraso e reajustes na remuneração defasados há sete anos. “A responsabilidade desse serviço é da OZZ. Infelizmente, o serviço vem deixando muito a desejar. Talvez seja por falta de recursos e repasses do estado, talvez os contratos não tenham sido feitos a contento”, contou o diretor de saúde do trabalhador do Simesc, Odimar Pires Pacheco. “Está muito complicado pro Samu nos dias de hoje”, completou, em entrevista por telefone ao Cruz de Malta Notícias | 2ª Edição.

7836 episódios