Artwork

Conteúdo fornecido por Jorge Correia. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Jorge Correia ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
Player FM - Aplicativo de podcast
Fique off-line com o app Player FM !

Márcia Tiburi | Como pensar um mundo novo?

37:39
 
Compartilhar
 

Manage episode 358883716 series 3444813
Conteúdo fornecido por Jorge Correia. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Jorge Correia ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
Hoje é tempo de falar de filosofia. Isso mesmo: de usar a cabeça e pensar sobre a maneira como pensamos. O que nem sempre acontece. E por isso importa saber por quê. Afinal a mais difícil das perguntas: o porquê das coisas. A convidada é Marcia Tiburi, filósofa, professora e artista plástica brasileira. Ela desafia-nos a ter um pensamento mais progressivo e aberto sobre o mundo em que vivemos. E a sua forma apaixonada e frontal valeu-lhe ameaças de morte e uma fuga para a Europa em busca de um lugar mais seguro para pensar. O pensamento subjetivo é uma das maiores armas do diálogo democrático. Cada um pode pensar e partilhar o que pensa. E esse pensamento tem pelo menos duas avenidas: A primeira é aquilo a que gosto de chamar o pensamento especulativo. A segunda é um pensamento mais operacional. No meu desenho mental, o pensamento especulativo são aquelas reflexões que o pensamento faz sobre si próprio. Porque pensamos da maneira como pensamos? O que nos levou a este caminho? É legítimo ou ético pensar isto desta forma? Na avenida do pensamento operacional vem a resposta à pergunta “e se?…” E se eu fizesse assim? E se eu fosse por aqui ou por ali? Uma forma de pensamento que nos devolve a capacidade de decidir quem somos e o que queremos ser ou fazer? É uma forma de autoconsciência. Ora, toda a conversa com Márcia Tiburi é sobre isto. Sobre as razões que nos levam conscientemente a autodeterminar-mo-nos. A dizer o que somos e como somos. Ao invés de aceitar as etiquetas que nos colam à pele. Entre o ruído do mundo moderno há que parar para pensar. Pensar no pensamento e pensar no que somos, queremos e fazemos. E alguns grupos mais progressistas já o fazem de uma forma mais sistemática e desafiante em relação ao status quo. Quem tem poder normalmente não gosta muito destes desafios porque eles representam a capacidade de perguntar e principalmente de decidir a resposta certa. O mundo novo tem uma fórmula de pensamento muito própria. Onde os conceitos da ecologia, da igualdade e de uma justiça mais ampla tem um peso maior do que os caminhos do mundo antigo. A cooperação entre seres humanos para uma nova plataforma de bem comum está de alguma maneira já a sussurrar nas novas formas de dizer. Seja nas palavras, seja nos atos. Mas há uma batalha surda em curso: entre anestesia social e a pulsão do grito de revolta. Estaremos nós a entender o que está a acontecer? https://vimeo.com/809908646/7bc7a3ebc3
  continue reading

167 episódios

Artwork
iconCompartilhar
 
Manage episode 358883716 series 3444813
Conteúdo fornecido por Jorge Correia. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Jorge Correia ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
Hoje é tempo de falar de filosofia. Isso mesmo: de usar a cabeça e pensar sobre a maneira como pensamos. O que nem sempre acontece. E por isso importa saber por quê. Afinal a mais difícil das perguntas: o porquê das coisas. A convidada é Marcia Tiburi, filósofa, professora e artista plástica brasileira. Ela desafia-nos a ter um pensamento mais progressivo e aberto sobre o mundo em que vivemos. E a sua forma apaixonada e frontal valeu-lhe ameaças de morte e uma fuga para a Europa em busca de um lugar mais seguro para pensar. O pensamento subjetivo é uma das maiores armas do diálogo democrático. Cada um pode pensar e partilhar o que pensa. E esse pensamento tem pelo menos duas avenidas: A primeira é aquilo a que gosto de chamar o pensamento especulativo. A segunda é um pensamento mais operacional. No meu desenho mental, o pensamento especulativo são aquelas reflexões que o pensamento faz sobre si próprio. Porque pensamos da maneira como pensamos? O que nos levou a este caminho? É legítimo ou ético pensar isto desta forma? Na avenida do pensamento operacional vem a resposta à pergunta “e se?…” E se eu fizesse assim? E se eu fosse por aqui ou por ali? Uma forma de pensamento que nos devolve a capacidade de decidir quem somos e o que queremos ser ou fazer? É uma forma de autoconsciência. Ora, toda a conversa com Márcia Tiburi é sobre isto. Sobre as razões que nos levam conscientemente a autodeterminar-mo-nos. A dizer o que somos e como somos. Ao invés de aceitar as etiquetas que nos colam à pele. Entre o ruído do mundo moderno há que parar para pensar. Pensar no pensamento e pensar no que somos, queremos e fazemos. E alguns grupos mais progressistas já o fazem de uma forma mais sistemática e desafiante em relação ao status quo. Quem tem poder normalmente não gosta muito destes desafios porque eles representam a capacidade de perguntar e principalmente de decidir a resposta certa. O mundo novo tem uma fórmula de pensamento muito própria. Onde os conceitos da ecologia, da igualdade e de uma justiça mais ampla tem um peso maior do que os caminhos do mundo antigo. A cooperação entre seres humanos para uma nova plataforma de bem comum está de alguma maneira já a sussurrar nas novas formas de dizer. Seja nas palavras, seja nos atos. Mas há uma batalha surda em curso: entre anestesia social e a pulsão do grito de revolta. Estaremos nós a entender o que está a acontecer? https://vimeo.com/809908646/7bc7a3ebc3
  continue reading

167 episódios

Todos os episódios

×
 
Loading …

Bem vindo ao Player FM!

O Player FM procura na web por podcasts de alta qualidade para você curtir agora mesmo. É o melhor app de podcast e funciona no Android, iPhone e web. Inscreva-se para sincronizar as assinaturas entre os dispositivos.

 

Guia rápido de referências