COMI O MEU AMIGO, E AGORA? (CANIBALISMO)

1:29:07
 
Compartilhar
 

Manage episode 253972338 series 2580064
Por Thiago Trabuco Bassan descoberto pelo Player FM e nossa comunidade - Os direitos autorais são de propriedade do editor, não do Player FM, e o áudio é transmitido diretamente de seus servidores. Toque no botão Assinar para acompanhar as atualizações no Player FM, ou copie a feed URL em outros aplicativos de podcast.

E hoje é dia de preparar seu suco gástrico, não escutar durante o almoço, e anotar todas as receitas possíveis para fazer com os primos pentelhos, porque canibalismo é coisa séria, e acontece nos melhores lugares e melhores famílias!!

Antropofagia ou Canibalismo?

Antes de começarmos a citar os casos separados, gostaria de separar dois pontos diferentes sobre ingerir carne humana.

Antropofagia:

Abrindo aspas para a Wikipédia, o início da definição de antropofagia diz:

“Antropofagia é um ato ritual de comer uma ou várias partes de um ser humano. Os povos que praticavam esse ritual faziam pensando que, assim iriam ter a vingança do seu povo morto pelo bando do prisioneiro. O sentido etimológico original da palavra “antropófago” (do grego anthropos, “homem” e phagein, “comer”) foi sendo substituído pelo seu uso comum, que designa o caso particular de canibalismo na espécie humana.”

Antropofagia no Brasil segundo a descrição de Hans Staden

Ou seja a antropofagia termina quando começa a definição de Canibalismo.

Canibalismo:

Também ainda dentro da Wikipedia, o verbete Canibalismo nos mostra alguns detalhes a mais, abre aspas:

Canibalismo é um tipo de relação ecológica em que certas espécies de animais se alimentam de indivíduos da mesma espécie.[1] Segundo alguns investigadores, essa prática teria resultado da evolução das espécies, com o objetivo de eliminar os indivíduos menos aptos, por exemplo, provenientes de uma ninhada em que alguns filhotes saem dos ovos defeituosos ou imaturos (ver seleção natural).[2] Muitas espécies reconhecem os animais imaturos e ovos, apenas como comida. Algumas espécies de besouros, aranhas e caracóis, produzem ovos apenas para consumo, chamado de ovos tróficos. Um exemplo é a espécie de aranha Amaurobius ferox, que, um dia após o nascimento dos filhotes, as fêmeas colocam uma ninhada de ovos tróficos para a alimentação deste filhotes. No caso do tubarão cinza, existe o chamado canibalismo adelfofagia, que é o canibalismo entre irmãos durante a fase embrionária, o mais desenvolvido consome o outro; com o sapo-castanho, as larvas que consome os companheiros de ninhada a anfíbios sem pernas, já os leões quando se tornam reis da matilha comem os filhotes de outros machos. Essa prática é um exemplo de heterocanibalismo.[1]

Exemplos frequentes são o consumo dos machos de alguns insetos, a exemplo de integrantes da ordem mantodea e aracnídeos pelas fêmeas, depois da cópula. Alguns estudiosos acreditam que esta prática aumenta as probabilidades da fêmea ter uma prole forte, por ter ingerido as proteínas do macho, apesar destas espécies se alimentam habitualmente de outros animais.

O termo terá origem no idioma arawan, por via do espanhol Caribal de “Caribe”, língua falada por uma tribo indígena da América do Sul ou povos caraíbas antilhanos, de que os viajantes europeus reportaram costumes antropofágicos., e poss. com infl. de can ‘cão1’; fr. Canniba.[3]

Ainda é muito importante citar, que no Brasil o canibalismo não é crime, porém como o Brasil não é quase nada confuso com suas leis, comer os restos de um corpo humano é crime, segue trecho de matéria da área de Direito do portal Uol sobre o assunto:

“Canibalismo em si não é crime, por isso ninguém é acusado de canibalismo. Matar alguém é crime (homicídio). Mas se a morte ocorreu de forma natural, você não matou e logo você não pode ser acusado de homicídio. Mas isso não quer dizer que você possa sair por aí comendo cadáveres. Isso porque embora o cadáver não tenha direitos (morto não é pessoa e apenas pessoas têm direitos), ele é um objeto de direito, ou seja, ele é ‘algo’ (e não ‘alguém’) protegido pela lei. Protegido porque o respeito à memória dos mortos é importante para a família e para a sociedade. Logo, se você retirar o dente de um cadáver, ou praticar necrofilia (sexo com cadáver) ou simplesmente comer o cadáver, você estará cometendo um crime. Esse crime é chamado de vilipêndio ao cadáver e está no artigo 212 de nosso Código Penal.”

RECADO DO TRABUCO PARA QUEM ESTIVER LENDO:

ATENÇÃO, NO POST ABAIXO, NÃO EXISTEM FOTOS DESAGRAVEIS, OU DE IMAGENS DE CARNE HUMANA, PORÉM NOS LINKS SIM, CLICAR NOS LINKS ABAIXO PODE TE TRAZER SENSAÇÕES DESCONFORTÁVEIS, SE VOCÊ SE CONSIDERA MAIS SENSÍVEL, EVITE CLICAR NELES.

Casos de Alimentação Com Carne Humana:

  • Richard Parker

Tumulo de Richard Parker

Esta história inspirou um personagem que ficou famoso recentemente no cinema, essa é a história de Richard Parker.

Ele era um jovem tripulante do navio Mignonette, que em 1884 fazia uma viagem entre a Inglaterra e a Austrália, porém devido a uma forte tempestade, acabou vindo a pico.

Apenas quatro tripulantes sobreviveram em um barco salva vidas, entre eles o jovem Richard Parker de 17 anos, que havia conseguido ainda salvar umas latas de nabo. Dezenove dias depois, sem comida ou água potável, Thomas Dudley, que era o capitão do Mignonette, sugeriu que Parker, que não tinha esposa ou família, e aparentava estar mais fraco que os outros, fosse morto para servir de alimento. Então o capitão foi o responsável por realizar o ato contra o garoto, Dudley esfaqueou Parker no pescoço com um canivete, e eles comeram sua carne e beberam seu sangue.

Eles foram encontrados no 24º dia e, Dudley e um outro tripulante foram acusados ​​de assassinato e canibalismo. Eles foram considerados culpados, mas o caso gerou uma séria comoção pública na Inglaterra, devido a origem e talvez necessidade do crime ocorrido, isso fez com que a ministra do Interior ordenasse que os homens fossem liberados após seis meses de prisão.

O tigre “Richard Parker” no filme “As Aventuras De Pi”

A história de Richard Parker, rendeu frutos para um conto de Edgar Allan Poe em 1838, onde um personagem com o nome de Richard Parker é comido por outros marinheiros perdidos, e também para “A Vida De Pi” onde uma história muito parecida acontece, e um dos personagens, no caso o tigre, leva o nome de Parker.

http://people.brandeis.edu/~teuber/handout9.html

https://en.wikipedia.org/wiki/R_v_Dudley_and_Stephens

  • Guia Ilustrado DA COZINHA MODERNA

E por falar em literatura, vamos começar com esta indicação, Comer ou Ser Comido – Um Guia para o Canibalismo”. O trabalho de Antonio Cascos Chamizo faz parte de seu mestrado em artes pela Academia Nacional das Artes de Oslo.

No livro escrito por Chamizo, existem vários gráficos úteis para quem tem interesse em consumir a carne humana, além de várias informações nutricionais, como por exemplo “um corpo humano adulto sozinho tem o valor nutricional suficiente para alimentar 60 adultos” ou então que um corpo também pode servir de alimento para uma única pessoa por 30 dias, estatísticas que segundo Chamizo, justificariam o canibalismo.

No trabalho ainda podemos encontrar quais partes do corpo devem ser evitadas por falta de nutrientes, e/ou seus potenciais riscos à saúde, além de várias receitas e um guia de vinhos indicando qual seria o melhor para acompanhar sua refeição.

The Hairy Bowls (Os Vasos Peludos)

Quem adquirir o projeto ainda ganha de brinde mais três peças, “Os Vasos Peludos”, são vasos que

https://www.vice.com/en_us/article/kbxyqn/this-guy-wrote-a-guide-to-being-a-cannibal

https://antoniocascos.wixsite.com/accdesign

As receitas de Chamizo são reais. Eles vêm experimentando cortes de animais que se assemelham ao que poderia ser colhido de um ser humano. Curiosamente, a maioria dos países ocidentais não proíbe o consumo de carne humana.

Como toda boa refeição vem acompanhada de uma sobremesa, nada mais justo do que ainda um doce com propriedades medicinais, o Mellified Man, é basicamente a arte de transformar um homem em doce.

https://www.vice.com/en_us/article/kbxyqn/this-guy-wrote-a-guide-to-being-a-cannibal

https://antoniocascos.wixsite.com/accdesign

  • Ele Era Um Doce De Velhinho:

Como toda boa refeição vem acompanhada de uma sobremesa, nada mais justo do que ainda um doce com propriedades medicinais, o Mellified Man, é basicamente a arte de transformar um homem em doce.

Mellified Man “O Homem Melificado”

Criado pelo médico chinês Li Shizhen em seu livro, “Medicina Chinesa” de 1597, o homem “melificado” era um subproduto de um processo de mumificação árabe.

A receita é bastante simples: pegue um voluntário idoso, banhe-o com mel, alimente-o com nada além de mel até o ponto onde ele apenas defecar mel, então, quando ele morrer desta dieta, enrole ele e sele no mel, reserve por 100 anos.

Depois de 100 anos, ele seria um doce duro que seria administrado para curar ossos quebrados ou pacientes com sinais de fraqueza.

  • Começando Com O Pé Direito

A ideia do programa de hoje é conversarmos sobre o ato de comer a carne porém não exaltar algum criminoso tipo Hannibal Lecter, então, vamos falar de um caso de um jantar entre amigos.

Um usuário do Reddit que prefere manter o anonimato, em uma publicação por lá, acabou contando a história de como 10 convidados de sua casa comeram o pé dele.

Pé Monty Python

O usuário “IncrediblyShinyStart” fez um post com detalhes, ele estará no link deste post, porém a recomendação é que acesse só se tiver estômago forte, porque tem imagens de tudo o que vou contar agora e é meio perturbador e nojento, então respeite seu corpinho ouvinte.

O portal de notícias Vice conseguiu uma entrevista com o cidadão que estará o link no post, na entrevista o homem diz que sofreu um grave acidente de moto na rodovia, seu pé foi destruído, o que é possível ver nas imagens que ele postou no Reddit da radiografia e do seu pé durante o trajeto de ambulância ao hospital, então, os médicos que o atenderam não tinham muito o que fazer, e que deveriam amputar o pé dele, e segundo a lenda diz, a única pergunta dele foi se poderia levar o pé depois embora.

Apesar de bizarro, o pedido pode ser justificável nesses casos, devido a diversas crenças religiosas que dizem que se deve enterrar todo o corpo por exemplo, mas segundo o homem diz, a ideia dele era usar o pé para fazer um abajur ou um peso de porta, o que eu concordo com ele que seria incrivelmente foda!

Três semanas depois da cirurgia ele foi para casa com seu pé congelado e acabou caindo na dura realidade de que nenhum taxidermista queria atender o caso dele, e os outros processos para evitar que o membro apodrecesse seriam muito caras, o que inviabilizaria a preservação do pé.

Não foram esses tacos, mas o “modelo” é o mesmo
Cotoco de IncrediblyShinyShart

Dez das pessoas toparam, um casal de amigos, a ex dele, um amigo da faculdade, dois amigos mais recentes, dois de uma amizade de mais de 10 anos e a filha de um deles, que ajudou ele a fatiar a carne do pé.

Do casal de amigos, o namorado era um chefe de cozinha que se responsabilizou pelo preparo da refeição, processo que foi todo documentado em fotos, inclusive a receita criada por ele está disponível na área de links no post, mas basicamente, ele deixou a carne marinando durante a noite e salteou com cebolas, pimentões, sal, pimenta e suco de limão.

E então no dia no dia dia 10 de julho de 2016, então foi servido na casa de Shiny um jantar com strüdel de maçã, quiches, tortinhas de fruta e bolo de chocolate. As bebidas: ponche de gim com limonada e mimosas. E o prato principal foram tacos feitos com o membro amputado de Shiny.

Não foram esses tacos, mas o “modelo” é o mesmo

Vale ressaltar que os EUA não tem uma lei federal que proíba o canibalismo, e que por conta das diferentes leis estaduais o único estado que proíbe a ação é Idaho, portanto, todo o processo descrito acima, em nenhum momento violou alguma lei.

https://www.vice.com/pt_br/article/gykmn7/canibalismo-comeu-pe-amputado-com-amigos

Em 2012, o ano que deveria ter acabado com o mundo, o chef japonês Mao Sugiyama, uma pessoa que se apresenta ao mundo como sendo assexual, passou por uma cirurgia de remoção peniana, logo após seu aniversário de 22 anos.

https://imgur.com/a/Binbc

Ao contrário de Shiny que fez um jantar para amigos, Sugiyama transformou tudo em um evento comercial, cobrando 250 dólares por cabeça. Seis pessoas compraram entrada para degustar do prato, porém apenas cinco apareceram.

https://imgur.com/IRZ7tpm

  • Linguiça À Moda Da Casa:

Mao Sugiyama

Em 2012, o ano que deveria ter acabado com o mundo, o chef japonês Mao Sugiyama, uma pessoa que se apresenta ao mundo como sendo assexual, passou por uma cirurgia de remoção peniana, logo após seu aniversário de 22 anos.

Ele então, decidiu utilizar de todos os seus recursos técnicos, e anunciou no Twitter que seu restaurante iria conduzir um o experimento e o prato principal seria o pênis removido, o escroto, e testículos com cogumelos e salsa.

Ao contrário de Shiny que fez um jantar para amigos, Sugiyama transformou tudo em um evento comercial, cobrando 250 dólares por cabeça. Seis pessoas compraram entrada para degustar do prato, porém apenas cinco apareceram.

Relax que essa não a linguiça de Sugiyama

No dia do jantar, além dos cinco, um grupo de espectadores apareceu para testemunhar o espetáculo bizarro.

E apesar de ser algo muito bizarro, assim como Shiny, Sugyama não cometeu nenhum crime, já que o canibalismo não é ilegal no Japão.

  • Armin Meiwes, O Canibal de Rotenburg:

Até agora todos os casos apresentados, em nenhum deles ocorreu um crime, porém neste aqui rolou um assassinato, porém o trouxe pela discussão ética que é muito válida.

Armin Meiwes

Armin Meiwes é um alemão, formado em engenheiro da computação, ou seja, trabalha com TI já não é normal, porém aos 39 anos, ao invés de fazer uma pós em gestão de projetos ele decidiu que para mudar realmente os rumos de sua vida, ele deveria realizar o sonho que nutria desde a infância, comer carne humana.

Foi então que Armin apelou para a rede mundial de computadores, navegando pela Deep Web encontrou um site sobre fetiches, e uma área dedicada ao canibalismo, vore é a TAG específica em sites porno como o PornHub, segundo um artigo que li sobre o assunto, que deriva de Vorarefilia, que segundo a Wikipédia, também “é conhecida pela abreviação vore, é uma parafilia onde o indivíduo se sente sexualmente atraído por comer ou ter partes do seu corpo comidas por outra pessoa.” o que é exatamente para isso que pagamos internet.

Enfim, no fórum Deep Web, Armim fez um anúncio, algo como “procuro ser humano que tope ser devorado” e claro ele recebeu uma resposta.

Em março de 2001, Bernd Brandes, um designer alemão com na época 42 anos, aceitou ser morto e devorado.

Dentro da experiência combinada por ambos, Armin Meiwes tentou arrancou o pênis de Brandes com os dentes, mas como não conseguiu finalizar com a boca, utilizou uma faca para terminar, então ambos saborearam a refeição, tudo isso foi gravado e está publicado na internet, um material que eu nunca vi pois não é para meu estômago, mas não é difícil de encontrar por incrível que parece, segundo relatos, no vídeo, Bernd Brandes, diz após se alimentarem, que caso ele estiver acordado ainda pela manhã, eles iriam comer as bolas dele.

Porém o sol não nasceu para Brandes, ele ingeriu uma série de sedativos que o fizeram dormir, então Armin o pendurou como um pedaço de carne, arrancou sua cabeça e fatiou sua carne como um bom açougueiro.

Segundo uma série de 30 entrevistas concedidas para o repórter Gunter Stampf, que geraram o livro “Entrevista com um Canibal”, a primeira fatia da carne de Brandes, foi temperada com sal, pimenta, alho e noz-moscada, para completar a refeição Meiwes preparou couve-de-bruxelas, molho de pimentão e croquetes. Ele disse que ao todo, deve ter comido cerca de 20 kg da carne.

Hansel e Gretel, ou João e Maria como chamam por aqui

Quando sua fonte de carne acabou, Armin acabou por tentar repetir o método e novamente foi a internet, porém desta vez ele foi denunciado, e acabou sendo preso e condenado à prisão perpétua.

As entrevistas que citei acima aconteceram já na prisão, e nela Armin revela ser fascinado pelo conto de “João e Maria”, sim aquele que a bruxa planeja comer o menino, ele ainda e aqui abro parênteses para o mesmo: “A parte em que João está para ser comido era interessante. Você não imagina quantos ‘Joãos’ estão circulando aí pela internet.

A polícia alemã estima, que em torno de 10 mil pessoas, na Alemanha somente, partilham o fascínio de Meiwes pelo canibalismo – seja por comer carne humana ou por ser comido.

http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL151546-5602,00-NA+PRISAO+CANIBAL+ALEMAO+DA+ENTREVISTA+E+DIZ+SER+NORMAL.html

https://amzn.to/39MrzoJ

  • Equipe de rugby da faculdade Stella Maris Uruguai

Em 13 de outubro de 1972, um acidente aéreo vitimou dezenas de pessoas, e baseado neste acidente, foi escrito um dos roteiros de filmes que acho que eu mais assisti na minha infância ao lado de “A Fortaleza”, graças ao SBT.

O filme “Vivos” de 1993, é baseado na história real que iremos falar agora, e que provavelmente foi o primeiro contato que eu tive, e talvez o que me fez descobrir que “caralho, dá para comer a carne de outra pessoa”.

Então, na data de 1972 como dissemos, um avião Fairchild F-227 da Força Aérea Do Uruguai, com 45 passageiros, entre eles, militares, jogadores, membros da comissão técnica e familiares do time de rugby uruguai Old Christians, que estavam rumando ao Chile para a disputa de uma partida acabaram sofrendo um acidente na cordilheira dos andes.

Durante a queda o avião se repartiu e sete pessoas foram ejetadas e na queda mais cinco com diversos feridos graves, que vieram a falecer nos próximos dias.

Foto dos destroços do avião

Os 27 sobreviventes montaram um acampamento improvisado com restos do avião, conseguiram até fazer com que um pequeno rádio funcionasse, e desse rádio, escutaram a notícia que após uma semana de buscas sem sucesso, o governo estava encerrando as buscas oficiais.

Dezessete dias após o acidente, o grupo foi atingido por uma avalanche e mais oito pessoas morreram, sobrando 19.

Com o tempo passando a comida que eles conseguiram juntar do avião, bolachas, lanches e toda a vegetação escassa que acharam ao redor acabou, e como medida de sobrevivência, os 16 vivos até o momento decidem que vão comer os restos mortais dos colegas falecidos.

Após 60 dias na espera, a 4000 metros de altura nos Andes, dois homens, Roberto Canessa e Fernando Parrado, decidem iniciar uma expedição para buscar ajuda, inicialmente o grupo era em tres, mas destes Antonio Vizintín, muito fraco, acabou retornando aos destroços junto ao grupo, e após 10 dias de expedição, no dia 20 de dezembro 69 dias após o acidente, os dois encontram um fazendeiro chamado Sergio Catalán, que acionou as autoridades e após 72 dias no total após a queda apenas, todos os demais, 16 no total, foram resgatados.

Imagem dos sobreviventes tirada do helicóptero de resgate em 23 de dezembro de 1972

https://adventure.howstuffworks.com/how-to-survive-a-plane-crash.htm

http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/southamerica/uruguay/9608287/Uruguay-rugby-team-plays-match-40-years-after-Andes-crash.html

https://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/southamerica/uruguay/9608287/Uruguay-rugby-team-plays-match-40-years-after-Andes-crash.html

Links COMPLEMETARES E CITADOS NO EPISÓDIO:

Semana De 22:
https://www.todamateria.com.br/movimento-antropofagico/

Planária Recuperação De Memória:
https://veja.abril.com.br/ciencia/verme-e-capaz-de-regenerar-memoria-apos-ser-decapitado/

Trailer de Filme “A Fortaleza”

Trailer de filme “Soylent Green – No Mundo de 2020”

Cabine de Suicidio Futurama:

https://futurama.fandom.com/pt-br/wiki/Cabine_de_su%C3%ADcidio

Trailer Apocalipse Now:

Demais links sobre casos de canibalismo:

https://listverse.com/2019/12/20/top-10-stomach-churning-recipes-for-human-flesh/

https://listverse.com/2017/04/30/top-10-corpse-medicines-that-turned-patients-into-cannibals/?utm_source=promote_lv_lists&utm_medium=link&utm_campaign=direct

https://books.google.com.br/books?id=h6HhCgAAQBAJ&pg=PA66&dq=oswald+croll+red+tincture&hl=en&sa=X&redir_esc=y#v=onepage&q=oswald%20croll%20red%20tincture&f=false

https://adventure.howstuffworks.com/survival/wilderness/10-true-stories-survival-cannibalism4.htm

Trilha sonora:

Upbeat Forever by Kevin MacLeod
Link: https://filmmusic.io/song/5011-upbeat-forever/
License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Welcome to the Show by Kevin MacLeod
Link: https://filmmusic.io/song/4614-welcome-to-the-show/
License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Seahorse by Lilo Sound
Link: https://filmmusic.io/song/5845-seahorse/
License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Hidden Agenda by Kevin MacLeod
Link: https://filmmusic.io/song/3872-hidden-agenda/
License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Ambient Bongos by Alexander Nakarada
Link: https://filmmusic.io/song/4726-ambient-bongos/
License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Llama In Pajama by Rafael Krux
Link: https://filmmusic.io/song/5419-llama-in-pajama/
License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Freedom by Alexander Nakarada
Link: https://filmmusic.io/song/4881-freedom/
License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Blockbuster Atmosphere 4 (Tension) by Sascha Ende
Link: https://filmmusic.io/song/132-blockbuster-atmosphere-4-tension/
License: http://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

The post COMI O MEU AMIGO, E AGORA? (CANIBALISMO) appeared first on Trabuco Show.

14 episódios