Artwork

Conteúdo fornecido por Trip FM. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Trip FM ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
Player FM - Aplicativo de podcast
Fique off-line com o app Player FM !

Isabeli Fontana: dores e delícias de uma top model

 
Compartilhar
 

Manage episode 362248311 series 1416822
Conteúdo fornecido por Trip FM. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Trip FM ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
Conhecida por desfilar para as maiores grifes do planeta, a modelo fala sobre os bastidores das passarelas e a busca pela perfeição No papo exclusivo com o Trip FM, a supermodelo Isabeli Fontana, conhecida por desfilar para as maiores grifes do planeta, mostrou a realidade dos bastidores da moda e como é difícil manter a imagem perfeita que a indústria exige. Além disso, ela abriu o jogo e compartilhou as pressões que enfrentou ao começar tão jovem na profissão: "Aos 12 anos eu já andava de sapato alto para tudo o que é lado, de metrô, de ônibus e não era aprovada nunca. Era muito ruim, você se sente horrível, ainda mais na adolescência. É a pior forma de lidar com o negativo, de pensar que você não serve para nada". Isabeli também revelou como quase perdeu todo o seu dinheiro e falou sobre sua gravidez precoce, além de compartilhar detalhes sobre seu relacionamento com o marido Di Ferrero. Confira o papo completo no player aqui em cima ou no Spotify. [IMAGE=https://revistatrip.uol.com.br/upload/2023/04/644c0abc47c05/isabeli-fontana-modelo-topmodel-tripfm-mh.jpg; CREDITS=Divulgação; LEGEND=Isabeli Fontana; ALT_TEXT=Isabeli Fontana] Trip. A gente sempre lembra quando você fez uma capa com a Trip em 2007 e pediu para deixar a marca da sua cirurgia de apendicite. Naquela época você já antecipava essa luta pelo corpo real? Isabeli Fontana. Desde pequena eu sempre quis ser aceita. Como eu vivi a adolescência trabalhando, sempre precisei estar dentro do padrão, da medida, e aí se eu falasse algo de errado para alguém que fazia o trabalho acontecer. Eram muitas coisas para carregar: traumas e cobranças. No meio disso, sempre quis servir o cliente, deixar com que eles ficassem satisfeitos com o ser que eu estava construindo. Viver uma vida inteira querendo suprir o que o outro acha que é perfeito é impossível. Algo em mim já estava gritando lá dentro: deixa a minha cicatriz aparecer, a celulite aparecer. Nem mesmo fazendo Paris Fashion Week eu conseguia aceitar a pessoa que eu era, porque era uma personagem, um ser que eu criei. Se eu fosse rica desde criança você acha que eu passaria por tudo isso? Passei porque a gente precisa de grana. Como você lidou com as dificuldades da carreira de modelo tendo começado tão cedo? Aos 12 anos eu já andava de sapato alto para tudo o que é lado, de metrô, de ônibus e não era aprovada nunca. Era muito ruim, você se sente horrível, ainda mais na adolescência. É a pior forma de lidar com o negativo, de pensar que você não serve para nada. É preciso arrumar uma força interior muito grande. É um mercado muito competitivo. Tudo na sua vida foi precoce, inclusive a gravidez. Eu fui a primeira modelo a engravidar no momento hypado da carreira. Eu tinha DIU, mas um dia eu fiquei doente na Itália e a ginecologista de lá tirou ele do lugar, não sabia nem o que era. Eu que já viajei o mundo sei como a saúde do Brasil é boa. Eu engravidei porque a médica tirou meu DIU do lugar. Engravidei aos 19 anos, mas me apaixonei pelo meu bebê. Foi um grande aprendizado na minha vida.
  continue reading

909 episódios

Artwork
iconCompartilhar
 
Manage episode 362248311 series 1416822
Conteúdo fornecido por Trip FM. Todo o conteúdo do podcast, incluindo episódios, gráficos e descrições de podcast, é carregado e fornecido diretamente por Trip FM ou por seu parceiro de plataforma de podcast. Se você acredita que alguém está usando seu trabalho protegido por direitos autorais sem sua permissão, siga o processo descrito aqui https://pt.player.fm/legal.
Conhecida por desfilar para as maiores grifes do planeta, a modelo fala sobre os bastidores das passarelas e a busca pela perfeição No papo exclusivo com o Trip FM, a supermodelo Isabeli Fontana, conhecida por desfilar para as maiores grifes do planeta, mostrou a realidade dos bastidores da moda e como é difícil manter a imagem perfeita que a indústria exige. Além disso, ela abriu o jogo e compartilhou as pressões que enfrentou ao começar tão jovem na profissão: "Aos 12 anos eu já andava de sapato alto para tudo o que é lado, de metrô, de ônibus e não era aprovada nunca. Era muito ruim, você se sente horrível, ainda mais na adolescência. É a pior forma de lidar com o negativo, de pensar que você não serve para nada". Isabeli também revelou como quase perdeu todo o seu dinheiro e falou sobre sua gravidez precoce, além de compartilhar detalhes sobre seu relacionamento com o marido Di Ferrero. Confira o papo completo no player aqui em cima ou no Spotify. [IMAGE=https://revistatrip.uol.com.br/upload/2023/04/644c0abc47c05/isabeli-fontana-modelo-topmodel-tripfm-mh.jpg; CREDITS=Divulgação; LEGEND=Isabeli Fontana; ALT_TEXT=Isabeli Fontana] Trip. A gente sempre lembra quando você fez uma capa com a Trip em 2007 e pediu para deixar a marca da sua cirurgia de apendicite. Naquela época você já antecipava essa luta pelo corpo real? Isabeli Fontana. Desde pequena eu sempre quis ser aceita. Como eu vivi a adolescência trabalhando, sempre precisei estar dentro do padrão, da medida, e aí se eu falasse algo de errado para alguém que fazia o trabalho acontecer. Eram muitas coisas para carregar: traumas e cobranças. No meio disso, sempre quis servir o cliente, deixar com que eles ficassem satisfeitos com o ser que eu estava construindo. Viver uma vida inteira querendo suprir o que o outro acha que é perfeito é impossível. Algo em mim já estava gritando lá dentro: deixa a minha cicatriz aparecer, a celulite aparecer. Nem mesmo fazendo Paris Fashion Week eu conseguia aceitar a pessoa que eu era, porque era uma personagem, um ser que eu criei. Se eu fosse rica desde criança você acha que eu passaria por tudo isso? Passei porque a gente precisa de grana. Como você lidou com as dificuldades da carreira de modelo tendo começado tão cedo? Aos 12 anos eu já andava de sapato alto para tudo o que é lado, de metrô, de ônibus e não era aprovada nunca. Era muito ruim, você se sente horrível, ainda mais na adolescência. É a pior forma de lidar com o negativo, de pensar que você não serve para nada. É preciso arrumar uma força interior muito grande. É um mercado muito competitivo. Tudo na sua vida foi precoce, inclusive a gravidez. Eu fui a primeira modelo a engravidar no momento hypado da carreira. Eu tinha DIU, mas um dia eu fiquei doente na Itália e a ginecologista de lá tirou ele do lugar, não sabia nem o que era. Eu que já viajei o mundo sei como a saúde do Brasil é boa. Eu engravidei porque a médica tirou meu DIU do lugar. Engravidei aos 19 anos, mas me apaixonei pelo meu bebê. Foi um grande aprendizado na minha vida.
  continue reading

909 episódios

Todos os episódios

×
 
Loading …

Bem vindo ao Player FM!

O Player FM procura na web por podcasts de alta qualidade para você curtir agora mesmo. É o melhor app de podcast e funciona no Android, iPhone e web. Inscreva-se para sincronizar as assinaturas entre os dispositivos.

 

Guia rápido de referências